<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo-topo-blog-1
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Dicas de carreira / Vestibular



Como você sabe, o Ensino Superior é uma das principais portas de entrada para o mercado de trabalho. Porém, devido às altas mensalidades de alguns cursos, é cada vez mais comum a busca por uma bolsa de estudos. Você sabia que podem garantir descontos de até 100% nas mensalidades? Isso mesmo! O sonho de ter um futuro promissor pode se tornar realidade de maneira econômica!

Se você busca possibilidades para começar sua graduação o quanto antes, ainda que não possa investir no custo total do seu curso, chegou ao lugar certo! Neste post, explicaremos como funcionam as bolsas de estudos e mostraremos 6 maneiras diferentes de conseguir descontos em instituições renomadas. Acompanhe!

Quais são os tipos de bolsas de estudos existentes no Brasil

Como você deve saber, a bolsa de estudos é uma maneira de auxiliar os estudantes que desejam entrar na faculdade, mas que não podem ou não querem arcar com o custo das mensalidades nas universidades particulares.

As faculdades costumam oferecer bolsas de dois tipos: integral e parcial. A primeira consiste em descontos de 100% do valor das mensalidades, o que significa que o estudante não precisa pagar pela graduação. Já no caso da bolsa parcial, o desconto pode variar e é necessário pagar o restante do valor.

Conseguir uma bolsa de estudos não depende apenas do desejo ou necessidade de reduzir custos. Na maioria dos casos, há requisitos que devem ser atendidos e eles variam de acordo com o tipo de bolsa e com a maneira como ela será oferecida. Confira abaixo alguns dos principais critérios adotados pelas universidades!

Socioeconômicos

As bolsas são oferecidas de acordo com a renda média da família do estudante ou, muitas vezes, com o fato de ter estudado na rede pública de ensino durante o ensino médio.

Parentesco

Diversas universidades oferecem bolsas para parentes de funcionários ou para alunos que tenham familiares estudando no mesmo local.

Mérito

Normalmente, as bolsas por mérito ou por desempenho são as mais difíceis de conseguir, pois dependem de provas ou do desempenho do estudante ao longo da graduação.

Como manter a bolsa de estudos

Após conseguir uma bolsa ou desconto, não basta apenas comemorar. É importante ter atenção a algumas regras destinadas para quem é bolsista!

As normas variam de uma universidade para outra, mas há 2 pontos principais que costumam ser comuns à maioria: é necessário comparecer frequentemente às aulas e o estudante precisa manter um bom desempenho ao longo da graduação, ainda mais se a bolsa for integral. Isso inclui alcançar notas altas e evitar recuperações.

6 maneiras de conseguir uma bolsa de estudos

Agora que você já sabe o que são as bolsas de estudos e como elas funcionam, chegou o momento de conhecer 5 formas para conseguir descontos em seus estudos. Veja a seguir!

1. ProUni

O Programa Universidade Para Todos, mais conhecido como ProUni, é uma iniciativa governamental que oferece bolsas parciais (50%) e integrais (100%) durante todas as mensalidades até o final da graduação. Esse é um dos planos de incentivo à Educação Superior mais conhecidos do Brasil e acontece em dois períodos distintos: no primeiro e no segundo semestre do ano.

Para participar, é preciso atender aos pré-requisitos do ProUni, que são relacionados a fatores de renda e escolaridade, além de desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM). São eles:

  • ter renda per capita (por pessoa da família) de até três salários mínimos, caso deseje a bolsa parcial, ou de até um salário mínimo e meio, para a bolsa integral;
  • realizar o ENEM, obtendo ao menos a média mínima de 400 pontos na prova e nota acima de zero na redação da prova;
  • ter estudado em escolas da rede pública durante o ensino médio ou como bolsista integral em escolas particulares;
  • não ter diploma de nível superior.

Além disso, o ProUni também oferece vagas para portadores de deficiência e para professores da rede pública de ensino que queiram cursar uma segunda licenciatura.

2. Parcerias com o município

Devido a programas com foco no desenvolvimento local, algumas universidades oferecem descontos e até bolsas integrais para moradores dos municípios onde estão sediadas. Em alguns casos, é preciso passar por um processo seletivo e, além disso, comprovar informações sobre renda familiar e escolaridade.

Um desses projetos é o Programa Municipal de Bolsas de Estudo (PROMUBE), que oferece bolsas parciais e integrais na UniCesumar para estudantes de baixa renda, desde que morem na cidade de Maringá (Paraná) há pelo menos dois anos e tenha cursado o Ensino Médio em escolas públicas, ou com bolsa em escolas particulares.

3. Nota no vestibular

Hoje em dia, muitas universidades particulares utilizam as notas dos candidatos no vestibular próprio como critério para obtenção de descontos nas mensalidades. Por isso, informe-se na universidade em que deseja estudar e, caso essa modalidade esteja disponível, dedique-se para conseguir uma boa pontuação.

4. Nota do ENEM

Além de ser utilizada no ProUni, a nota obtida no ENEM também pode ser utilizada para seleção interna na universidade. Muitas vezes, os estudantes com pontuações altas no exame conseguem descontos progressivos na matrícula e nas mensalidades ao longo do curso.

5. Descontos familiares

Ter familiares estudando na mesma universidade pode ser uma boa maneira de pagar menos na mensalidade, como vimos. Para isso, é preciso recorrer às bolsas de estudos por parentesco: por meio delas, você pode obter descontos anuais caso tenha tenha irmãos, filhos, pais ou cônjuge com matrícula regular na instituição.

A UniCesumar oferece esse tipo de desconto por meio do Programa Desconto Família, no qual os estudantes que ingressarem na instituição e que possuírem irmãos, pais, filhos ou cônjuges matriculados recebem 10% de desconto, seja em cursos de graduação ou de pós-graduação.

6. Programas de bolsa de estudos da própria universidade

As instituições também podem oferecer descontos específicos, sejam eles direcionados às pessoas que já concluíram uma graduação na universidade ou relacionados a outros fatores, como rendimento dos estudantes durante o curso, idade e projetos de inclusão social.

Nesse aspecto, a UniCesumar possui a Bolsa Maturidade, que é destinada a estudantes com idade a partir de 50 anos e que desejam ingressar nos cursos presenciais da universidade. A instituição também oferece bolsa de 25% por meio do Programa de Inclusão Social para atenção à criança, que é específica para professores da rede pública que queiram ingressar nos cursos de Fonoaudiologia, Artes Visuais, Pedagogia ou Música.

Diferenças entre financiamento e bolsa de estudos

Assim como as bolsas de estudos, os financiamentos estudantis funcionam como um auxílio para quem não tem renda suficiente para ingressar na universidade. A grande diferença está no funcionamento dos programas: no primeiro caso, o estudante recebe desconto e não precisa reembolsar este valor. Já o financiamento é uma espécie de empréstimo com taxas menores.

O Parcelamento Inteligente (PAI) é um programa oferecido pela UniCesumar e facilita o pagamento da graduação. Por meio do PAI, os estudantes podem pagar apenas metade do valor da anuidade durante a formação e a metade após a conclusão do curso, durante um período equivalente ao tempo que foi cursado.

Além disso, também há outras opções de parcelamento, como o pagamento de 60% ou 70% das anuidades durante a faculdade e o restante após a formação. Essas opções variam de acordo com a renda familiar do estudante.

Sendo assim, os estudantes pagam uma tarifa mais baixa nas mensalidades e podem quitar o restante após a formação. #DicaDaUni: caso você não possa se candidatar a alguma bolsa de estudos, essa é uma ótima opção a que você pode explorar.

Como você viu, é possível ingressar na faculdade sem comprometer todo seu orçamento! Basta procurar alguma bolsa de estudos em que você tenha todos os requisitos e partir para os estudos. E não se esqueça: escolher com consciência a instituição de ensino faz toda a diferença!

Ficou com alguma dúvida sobre o assunto? Então, deixe um comentário aqui no post. A Uni quer ouvir você!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action