<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo-topo-blog-1
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Dicas de estudos



Se você quer conquistar aquele diploma universitário, saiba que ser aprovado no vestibular é apenas o começo da jornada. Acima de tudo, você precisa ser um bom estudante universitário.

O que isso significa? Bom, as coisas mudam em relação à escola. O universitário tem maior liberdade — e com ela, um combo: muito mais responsabilidade pelo próprio desempenho. Além disso, o estudante universitário precisa ter em mente que a faculdade terá reflexos diretos na sua carreira. Assim, uma trajetória positiva dentro vai colocá-lo no caminho certo para o sucesso profissional!

Então, quer aprender como ser um bom estudante universitário? Preparamos esse #superpost com várias dicas. Não vai perder, vai?

Características de um bom estudante universitário

Para ser um bom estudante universitário, primeiro você precisa entender o que isso significa. Afinal, quais são as características que definem se um aluno da faculdade é bom? Nós destacamos 5 pontos principais. Confira!

Comparecem às aulas

Vamos começar com o básico: frequência, em quase todos os casos, é um fator que pode causar a reprovação. Por isso, é melhor comparecer a todas as aulas — você nunca sabe quando pode acontecer algum imprevisto que vai força-lo a faltar.

Imagine, por exemplo, que você gastou todas as suas faltas permitidas para ficar em casa vendo séries. Você já está no limite da frequência e, um dia, o seu carro ou ônibus para a aula quebra no caminho. Aí, a reprovação é inevitável.

Na faculdade, o ritmo das disciplinas é bem acelerado. O professor tem muito a ensinar e apenas um semestre para fazer isso. Sem falar em feriados e emendas que reduzem ainda mais o número de aulas. Por isso, cada aula tem muita informação — imagina: se você perder apenas uma, já vai ficar perdido na próxima.

Além disso, você não pode saber se o professor vai passar algo importante na aula, como uma dica para a prova ou uma atividade valendo nota. Sabe aquele 0,5 ponto que falta para ser aprovado? Você pode perdê-lo de graça se não estiver presente. Depois não adianta reclamar!

Fazem tarefas desafiadoras

Um bom estudante universitário não foge das tarefas desafiadoras, nem se queixa excessivamente delas. Ele sabe que elas vão ajudá-lo a crescer. Então, em vez de desperdiçar energia de maneira negativa, a melhor saída é se concentrar em descobrir como resolver essa missão. Mesmo que o resultado não seja ideal, já será um grande aprendizado.

Essa é uma recomendação importante porque muitos estudantes ficam intimidados pela mudança no nível de dificuldade e exigência da escola para a faculdade. Acreditam que não têm capacidade para acompanhar os novos desafios. Alguns até desistem da graduação por causa disso!

Você não pode deixar isso acontecer. Quando uma tarefa parecer impossível, peça ajuda e faça o melhor possível. Como dizem por aí, "duas cabeças pensam melhor do que uma" — ou "a união faz a força". E lembre-se: conforme você avança, fica mais fácil.

Têm atenção redobrada

Na faculdade, você não pode depender dos colegas para lhe repassar informações. Então, cabe a você ter atenção redobrada para não perder nenhum detalhe importante: datas de entrega de trabalhos e de provas, requisitos do professor para as atividades, bibliografia da disciplina. E não confie apenas na sua memória, nunca se sabe quando ela pode falhar. Adote um método para anotar as informações, evitando esquecimentos ou confusões.

#DicadaUni: não é apenas na sala de aula que você deve prestar atenção. Existem muitos eventos acontecendo dentro de uma faculdade, mas não são amplamente divulgadas — apenas estudantes mais atentos ficam sabendo das oportunidades, como grupos de atividades extracurriculares e vagas de estágio. Se você tem interesse, fique de olho nos murais e em páginas do Facebook. Geralmente, as novidades são anunciadas nesses lugares.

Procuram seus instrutores

Um bom estudante universitário não é alguém que resolve tudo completamente sozinho. Em vez disso, ele sabe quando é a hora de procurar seus instrutores para pedir orientações ou ajuda. É preciso reconhecer a importância dos mentores na sua vida, dentro da faculdade. Como tudo é novo, essas pessoas poderão clarear um pouco o seu caminho.

Os instrutores não são, necessariamente, professores. Os alunos veteranos também podem ajudá-lo de várias maneiras. Afinal, eles já passaram pelas mesmas situações que você está enfrentando agora e conhecem suas dores. Por isso, é muito importante interagir com os outros estudantes da faculdade e fazer novos contatos.

Entregam as tarefas no prazo

Assim como a frequência, o prazo de entrega das tarefas é outro ponto que pode causar uma reprovação, se não receber a devida importância.

Não se trata apenas de esquecer das tarefas. Deixá-las para o último momento possível também é muito arriscado! Lembra-se do ônibus ou carro quebrado? Pois então, seu computador pode apagar, a impressora travar e outras falhas podem aparecer. E, novamente, mesmo que você consiga entregar o trabalho, nada compensa o estresse enfrentado.

Isso sem falar na qualidade, não é mesmo? Quando nos dedicamos por completo às tarefas, as chances delas saírem perfeitas são bem maiores. Com mais tempo para pesquisa, planejamento e execução, você poderá entregar trabalhos completos e cumprir a missão principal: aprender com eles — não somente fazer por fazer.

O ideal é fazer as tarefas o quanto antes, logo que o professor pedir. Além de evitar problemas de última hora, desse jeito você consegue identificar e resolver possíveis dúvidas. Se você só perceber uma dúvida no dia anterior à entrega, nada mais pode ser feito.

Dicas para se destacar na faculdade

Em uma sala com mais 30, 40 ou 50 alunos, ser um bom estudante não basta: é preciso se destacar. No final das contas, você quer conquistar as melhores oportunidades, não é mesmo? Para isso, siga as dicas que vamos apresentar agora!

Organize-se

Organização é a base para uma vida universitária de sucesso. Você precisa dela para conseguir conciliar todas as responsabilidades e compromissos da faculdade. Existem diversas alternativas para melhorar suas organização.

Agenda

A opção mais comum é o uso de uma agenda. É eficiente e simples. Mesmo assim, muitas pessoas não se acostumam a usá-la.

Uma das dúvidas comuns no uso da agenda é: você deve anotar as tarefas no dia em que elas são recebidas ou no dia marcado para a entrega? A melhor solução talvez seja anotar nos dois dias. Anotando na página do dia em que foi recebida, torna-se mais fácil fazer as tarefas imediatamente, sem deixar para depois. E, sinalizando no dia da entrega, você não vai esquecer de entregar uma tarefa pronta.

Outra dúvida comum é como separar anotações de tipos diferentes: tarefas da faculdade, atividades extracurriculares, compromissos pessoais, controle de gastos, entre outras. Como a maioria das agendas não tem espaços diferentes para cada informação, uma boa alternativa é usar um código de cores.

Google Calendar

Para quem prefere um método de organização mais tecnológico, vale a pena experimentar o Google Calendar. A grande vantagem dele é que, além de registrar tudo que você precisa fazer, também é possível incluir lembretes. Assim, o risco de esquecer alguma tarefa ou compromisso é bem menor.

Uma boa prática para quem não larga por nada o celular, certo? Outra vantagem é que você também pode convidar outras pessoas para um evento. Essa é uma função interessante para organizar reuniões com seus colegas.

Bullet Journal

Agora, se você quiser um método de organização extremamente flexível, precisa conhecer o Bullet Journal. Ele permite a criação de suas próprias maneiras de controlar diferentes aspectos da sua vida, desde as tarefas da faculdade até a sua alimentação. Muitas pessoas consideram-no relaxante, uma maneira de explorar a criatividade e se distrair.

Por outro lado, se você não tiver muito tempo ou disposição para inventar, tudo bem: a essência do bullet journal é um sistema de organização bem simples, usando listas de tarefas e símbolos específicos para indicar o status de cada uma delas.

Explore essas diferentes alternativas para se organizar e encontre aquela que funciona melhor para você!

Tenha disciplina

Disciplina permite que você continue fazendo seu melhor na faculdade, mesmo quando existem tantas tentações à sua volta: festas, barzinhos, Netflix e a sua cama chamando para um cochilo. Isso exige esforço, mas alguns truques podem ajudar.

Em primeiro lugar, reduza sua exposição às tentações. Como diz o ditado, "o que os olhos não vêem, o coração não sente". Por exemplo, se você sabe que as redes sociais são sua principal distração, quando estiver estudando, não deixe aquela aba aberta no Facebook, ou você vai querer dar uma espiadinha o tempo todo. Se a sua fraqueza é o videogame, deixe todos os jogos e o console guardados, longe de vista, durante a semana.

Vale também criar recompensas para aquelas tarefas que você normalmente não gosta de fazer. Elas servem como um estímulo para manter a disciplina. Por exemplo, se não gosta de revisar a matéria do dia depois da aula, você pode se recompensar com um chocolate para cada dia de revisão feita. Esse é apenas um exemplo, você deve escolher recompensas que sejam uma verdadeira motivação.

Em conjunto à dica anterior, crie metas. Elas vão direcionar seus esforços, evitando a distração do que realmente importa. O segredo é não exagerar no número de metas; tente se concentrar em apenas 1 ou 2 de cada vez. Você deve estar preparado para deixar as menores, aquelas que não são prioridade, para depois.

Por fim, não dependa apenas da motivação. Em alguns dias, você vai levantar da cama cheio de energia e com o desejo de encarar o mundo. Já em outros, você nem vai ter vontade de acordar. Se deixar essas variações afetarem suas ações, nunca será realmente disciplinado. Disciplina é reconhecer que você está em um dia ruim, mas fazer o necessário mesmo assim.

Tenha foco

Vale ressaltar que tratam-se de coisas diferentes. Disciplina é fazer o que precisa ser feito, mesmo quando você não tem vontade. Foco é concentrar-se em uma única coisa, esquecendo todas as outras nesse momento.

Comece respondendo a esta pergunta: por que você está na faculdade? Você quer um emprego seguro, um bom salário, respeito, fama ou até mudar o mundo com seu trabalho? Seja qual for seu objetivo, mantenha-o sempre claro em sua mente. Assim, você não vai notar o que pode desviá-lo do caminho do sucesso — ou, ao menos, elas não vão ser uma tentação tão grande assim.

Defina estratégias

Algumas pessoas acreditam que o bom estudante consegue manter um desempenho excelente simplesmente porque tem um talento natural, é inteligente de berço ou aprende com mais facilidade. Na verdade, a maioria deles são apenas pessoas normais com estratégias eficientes para o estudo.

Está na hora de você definir as suas estratégias. Não existe uma fórmula que possamos apresentar aqui e funcione para qualquer um, mas vale a pena entender algumas das alternativas possíveis.

Modo de aprendizado

Você sabe qual é seu modo de aprendizado ideal? Algumas pessoas são auditivas, outras visuais e outras cinestésicas. Quem é do tipo auditivo aprende melhor se ouvir alguém falando. Se você pertence a esse grupo, pode pedir ao professor para gravar as aulas e ouvir várias vezes, ler suas anotações para si mesmo em voz alta ou, ainda, explicar a matéria para seus colegas.

As pessoas do tipo visual aprendem melhor com imagens. Uma excelente técnica para quem pertence a esse grupo é criar mapas mentais para o conteúdo das aulas.

Finalmente, as pessoas do tipo cinestésico aprendem melhor se puderem associar o tato ao estudo. Para quem pertence a esse grupo, interagir com objetos pode ajudar na assimilação e memorização das matérias da faculdade.

Apps para o estudo

Não poderíamos falar em estratégias para o estudo sem comentar sobre os apps. Aplicativos são ferramentas muito convenientes, porque estão literalmente na palma das suas mãos #conectados. Isso significa que eles permitem aproveitar melhor o tempo para estudar de onde estiver – no horário do almoço, no ônibus, até na pausa para o banheiro.

Você pode utilizar apps de flashcards. Eles são excelentes para revisões rápidas — se você usa um aparelho Android, uma boa escolha é o AnkiDroid. Para suas leituras da faculdade, baixe um app que permite visualizar e fazer anotações em arquivos PDF, como o XODO para Android.

Também vale a pena conhecer os apps de Pomodoro, que ajudam a manter o foco dividindo seus estudos em blocos de 25 minutos, geralmente, com pequenas pausas entre cada bloco. Experimente o Pomodoro Timer Lite, para Android.

Ciclo de estudos

Também é preciso uma estratégia para definir como você vai dividir seu tempo. Muitos especialistas aconselham utilizar a técnica do ciclo de estudos. Basicamente, consiste em trocar o velho cronograma rígido, no qual você estuda algumas matérias específicas a cada dia da semana, por um ciclo de completar uma meta antes de começar novamente.

A vantagem dessa técnica é que, se você "pular" os estudos em um certo dia da semana, isso não vai prejudicar seu progresso em nenhuma matéria. No dia seguinte, quando você retomar os conteúdos, vai continuar o ciclo do ponto em que parou, sem perder nada.

Além disso, o ciclo de estudos também prevê revisões periódicas (geralmente de 1, 7 ou 30 dias). Isso favorece muito a retenção do que foi estudado em longo prazo. Por fazer revisões periódicas, você não precisará virar a noite estudando na véspera das provas.

Descanse

Se você quer ser um bom estudante na faculdade, um aviso: não subestime a importância do descanso. Pode parecer apenas senso comum mas, na verdade, já foi comprovado que o sono – ou melhor, a falta dele – afeta a velocidade de raciocínio e a fixação de informações na memória de longo prazo.

Para manter uma boa rotina de sono, a hora de ir para a cama é tão importante quanto a quantidade de tempo dormindo. Procure ir para a cama mais cedo – e acordar mais cedo, também. Com isso, quando chegar o momento de sair de casa, você já vai estar completamente desperto.

Além do sono, outras formas de descanso também são importantes. Dedicar-se a um hobby, algo que você faça por puro prazer pessoal, é a melhor maneira de manter o estresse e a ansiedade sob controle. Mas tenha cuidado para esse hobby não se tornar uma armadilha, consumindo tempo que deveria ser dedicado aos estudos!

Estude em casa

Alguns estudantes pensam que assistir às aulas é o suficiente. Infelizmente, só isso não vai garantir que você se destaque dos outros alunos.

Quem faz curso noturno e trabalha durante o dia pode achar difícil encontrar tempo para estudar em casa durante a semana. Nesse caso, é necessário aproveitar ao máximo os finais de semana. Sim, isso significa que você provavelmente precisará abdicar de alguns momentos com amigos ou familiares. Para isso, foco e disciplina (lembra-se deles?)!

Quem faz curso diurno e não trabalha tem mais tempo disponível. Porém, isso não é, necessariamente, uma vantagem! Se faltar foco e disciplina, é muito fácil desperdiçá-lo com a preguiça. Ou seja: o problema não está apenas em ter ou não tempo sobrando, mas como você utiliza o seu tempo.

Erros que devem ser evitados

Parte de ser um bom estudante é evitar alguns erros críticos e muito comuns entre quem está entrando na faculdade. Veja os principais e fique longe deles!

Transferir a responsabilidade

Você não pode ter sucesso como estudante universitário se transferir a responsabilidade pelos seus resultados para outras pessoas.

Aqui está um exemplo clássico: tentar justificar uma nota baixa dizendo que o professor é ruim ou a aula é chata. Não adianta! Em primeiro lugar, na maioria dos casos, essas são apenas desculpas. Em segundo lugar, mesmo que seja verdade, o único prejudicado pela nota é você mesmo.

Por isso, se o professor e as aulas não são suficientes para você aprender a matéria, é sua responsabilidade encontrar outras soluções: assistir vídeos no Youtube, procurar livros na biblioteca, tirar dúvidas com os colegas.

Você é escolheu ir para a faculdade, não é mesmo? Então, precisa assumir responsabilidade pessoal por essa decisão, e todas as consequências dela. Lembre-se de que você é seu próprio super-herói. #vingadores

Deixar para depois

Os estudantes pensam que 4 ou 5 anos é muito tempo e, por isso, vão deixando para depois decisões e atitudes importantes. O maior problema: os dias passam voando na faculdade. Pode perceber! Quando se der conta, já estará no último ano. Nesse ponto, bate o desespero. Deve aprender um idioma? Onde fazer estágio? Em qual área deve trabalhar, pública ou privada?

Para não acontecer com você, comece desde cedo a pensar no que vai fazer depois da faculdade. Isso vai ajudá-lo a tomar decisões melhores durante o curso para facilitar (e muito!) sua vida profissional.

Envolver-se com as pessoas erradas

Nem todos estão na faculdade com intenções sérias. Tem alguns jovens que vão fazer a graduação apenas porque os pais exigiram e não percebem a relevância de aproveitar bem esse momento. Eles desperdiçam tempo com atividades muito divertidas no momento, mas que não vão trazer nenhum benefício para sua vida no futuro. Frequentemente, quando percebem a importância da faculdade, já perderam muitas oportunidades.

Cuidado ao se envolver com pessoas que estejam nessa sintonia. Você pode, e deve, ser amigo de todos. Porém, traga para o seu círculo próximo aqueles colegas que vão influenciá-lo positivamente, incentivando você a ir sempre mais longe. Com um motivando o outro, o céu é o limite!

Ser um bom estudante é o primeiro passo para uma vida profissional de sucesso. Não se trata simplesmente de tirar as melhores notas da turma, mas de realmente aproveitar todo o aprendizado e crescimento proporcionados por esse ambiente. Afinal de contas, é para isso que você investe tempo e dinheiro em uma faculdade, não é mesmo?

E aí, o que você achou dessas dicas? Se elas foram úteis para você, podem ajudar outras pessoas também! Então, compartilhe com seus amigos nas redes sociais, para que eles também consigam ser bons estudantes universitários!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action