<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
Blog da UniCesumar
VESTIBULAR UNICESUMAR

•   Início Dicas de carreira / Medicina



Que a área da saúde está cada vez mais ganhando espaço no mercado de trabalho, provavelmente você já sabe. Mas, cá entre nós: quando a vontade de ajudar pessoas surge junto com aquela paixão pela comunicação e pela linguagem, parece que fica mais difícil saber qual é a profissão certa, não é mesmo? Porém, se você já sente aquele desespero só de pensar nisso, saiba que tudo tem solução... e digamos que talvez você esteja diante da opção perfeita: trilhar uma carreira em Fonoaudiologia.

Se nesse momento você está pensando algo como "espera aí, como eu ainda não tinha pensado em Fonoaudiologia? Agora nem sei sobre o que trata esse curso...", não precisa se preocupar. Nós sabemos que, na hora de escolher uma profissão, é comum pensar em inúmeras opções e, por vezes, esquecer justamente aquela que é a sua cara.

Então, pensando nisso, hoje vamos contar tudo que você precisa saber sobre essa carreira! E aí, você vem? Prepare-se para entrar no mundo do curso de Fonoaudiologia.

Qual é o perfil do profissional de Fonoaudiologia?

Sabe aquela pessoa que ama cuidar das outras, adora entender os fenômenos por trás da comunicação e estudar tudo aquilo que envolve o ato de falar? Essa pessoa tem o perfil perfeito para seguir carreira em Fonoaudiologia! O profissional dessa área é responsável por tratar desde falhas mais comuns na dicção, como a dificuldade para pronunciar algumas palavras, até processos envolvendo o tratamento de surdez, gagueira e outros problemas que afetam a comunicação.

Para que o trabalho desses profissionais seja ainda mais eficaz, é muito comum que os fonoaudiólogos trabalhem em conjunto com pessoas de outros campos da saúde, como médicos, fisioterapeutas e dentistas. Quer saber como isso funciona? É simples! Um paciente que realizou tratamento odontológico durante um período longo, como o uso de aparelho ortodôntico, pode necessitar de auxílio para falar corretamente depois que o problema dentário é resolvido.

Outra área que tem relação com a Fonoaudiologia é a Nutrição. Parece brincadeira? Acredite, é verdade! O curso é focado na alimentação das pessoas e o impacto que ela tem sobre a saúde, certo? Pois é cada vez mais comum que nutricionistas recomendem que seus pacientes procurem a ajuda de um fonoaudiólogo — seja para auxiliar em problemas de mastigação durante processos de emagrecimento ou até mesmo na recuperação de quem passou por distúrbios alimentares.

Por conta disso, a rotina de um fonoaudiólogo normalmente envolve consultas com seus pacientes em consultórios, clínicas e hospitais especializados. E se você é o tipo de pessoa que gosta de estudar cada vez mais e pensa em fazer formações complementares, como uma pós-graduação ou cursos livres que podem ajudar no seu destaque como profissional, temos uma boa notícia: isso também é possível na vida de quem se forma em Fonoaudiologia.

Como é o curso de Fonoaudiologia?

A vontade de trabalhar como fonoaudiólogo chegou com tudo e você sonha com o dia em que vai começar a atuar na área? Acalme seu coraçãozinho: antes de mergulhar de cabeça no mercado de trabalho, nada como aprender tudo que precisa para poder atender aos seus primeiros pacientes. Então, se prepare, porque chegou a hora de conhecer todos os detalhes sobre o curso de Fonoaudiologia.

Desde o início do curso, os estudantes já têm contato com disciplinas básicas e com as específicas da área de formação. Entre as básicas, estão aquelas matérias que também são ensinadas em outros segmentos da área de Biológicas. Então, é comum ter contato com Ciências Morfológicas, Ciências Fisiológicas e Bioquímica, além de outros tópicos que já são grandes conhecidos de quem faz o curso de Agronomia ou o de Biomedicina, por exemplo.

Porém, é fato que as específicas sempre são as matérias mais queridas pela maior parte dos futuros fonoaudiólogos — afinal, é por meio delas que é possível conhecer termos próprios da área e aprender na prática. Algumas dessas disciplinas são Fonoaudiologia Hospitalar, Desvios Fonológicos, Ortodontia e Ortopedia Facial, Otorrinolaringologia, Fluência da Fala e Audiologia Educacional.

Então, já deu para perceber que os aprendizados serão diversos ao longo dos quatro anos de faculdade, não é? O melhor de tudo é que, além de aprender na teoria e na prática durante a graduação, também é possível viver a rotina da profissão antes mesmo de ter o diploma em mãos: o último período do curso é oficialmente o ano dos estágios, que são realizados em todos os principais ramos de atuação! Se não quiser esperar tanto, sem problemas! Quando você estuda em uma boa universidade, as oportunidades de estágios não-obrigatórios surgem desde os anos inicias do curso superior.

Ao fim do curso, também é necessário elaborar o Trabalho de Conclusão de Curso, mais conhecido como "TCC". Você treme de medo só de pensar nisso? Não precisa temer! A dedicação durante os três primeiros anos de curso vão começar a preparar você para esse trabalho que também é muito importante para a sua formação. Inclusive, uma boa maneira de fazê-lo é escolhendo um tema alinhado à área de atuação em que pretende trabalhar. Assim, você já se aprofunda em algo que fará parte da sua rotina em um futuro muito próximo.

Quer uma #DicadaUni? Anote aí: também vale a pena aproveitar o período de formação para participar de projetos de extensão universitária e, assim, desenvolver habilidades essenciais para o trabalho nessa profissão. Fala sério, nada melhor que começar a trabalhar já sabendo o que pode garantir ainda mais sucesso na sua carreira, certo? Portanto, assim que passar no vestibular, já converse com os veteranos e com os colaboradores do seu campus para ficar por dentro dos melhores projetos acadêmicos. Seu currículo agradece!

Por que fazer Fonoaudiologia?

Vamos ser sinceros: cada pessoa tem seus motivos para escolher um curso superior. Em alguns casos, a busca por uma profissão promissora é o que fala mais alto. Por outro lado, há quem queira estudar aquilo que ama para trabalhar em algo que traga satisfação pessoal. Porém, se você ainda está se perguntando o porquê de entrar no curso de Fonoaudiologia, nós separamos 5 motivos que talvez tenham tudo a ver com a sua situação!

1. Setor em expansão

Quem não gostaria de trabalhar com um setor que é cada vez mais necessário para a população e que, por isso, cresce diariamente? Pois é, esse é o sonho de quase todo profissional, seja recém-formado ou até mesmo alguém com décadas de experiência. No cenário atual, a Fonoaudiologia, ao lado de opções como o curso de Agronomia, está passando por esse crescimento acelerado. E quer saber a melhor parte disso? Com as tecnologias mais avançadas, a perspectiva é que a tendência se mantenha nos próximos anos, assim com vem ocorrendo com o curso de Biomedicina.

2. Possibilidades de crescimento profissional

Depois de alguns anos trabalhando na área, é muito comum que surja o desejo de dar mais alguns passos na carreira. Isso é mais comum do que parece — e com toda a razão, afinal, ninguém gosta de ficar estagnado no meio da trajetória. Sendo assim, para a sua alegria, o curso de Fonoaudiologia permite um crescimento profissional contínuo. As novas descobertas permitem que os estudos nessa profissão aconteçam constantemente, de forma que os profissionais sempre possam se atualizar.

3. Satisfação pessoal

Já ouviu a frase "trabalhe com o que ama e nunca terá que trabalhar"? Pode confiar: quando você faz o que gosta, fica fácil e até divertido sair de casa para cumprir suas tarefas profissionais. Por conta disso, vale a pena analisar suas preferências, conversar com professores e, se for preciso, fazer orientação vocacional para entender se você realmente gosta de Fonoaudiologia. Se a resposta for positiva, já pode colocar esse curso como sua primeira opção no vestibular.

4. Rotina flexível

Dizem por aí que existem dois tipos de pessoas no mercado de trabalho: aquelas que não abrem mão de uma rotina fixa, com as mesmas atividades todos os dias, e as que adoram novos desafios, amam conhecer pessoas diferentes com muita frequência e não trocam a liberdade de horários por nada no mundo. Qual desses times faz mais o seu estilo: #TeamRotina ou #TeamFlexibilidade? Bom, seja lá qual for a resposta, a Fonoaudiologia vai ter espaço para você.

Na maioria dos casos, os fonoaudiólogos optam pela atuação em consultórios, onde vão lidar com pacientes diferentes no decorrer dos meses e acompanhá-los até o final do tratamento. Porém, se você é do tipo que gosta mais de uma rotina tradicional, fique tranquilo: também há áreas de atuação na Fonoaudiologia para o seu perfil profissional.

5. Missão de vida

Não dá para negar: trabalhar na área da saúde é sinônimo de trabalhar com propósito. Todos os dias, você vai ajudar pessoas e, assim, poderá contribuir para que o mundo se torne um lugar melhor. Ou seja: é muito mais que um trabalho, é uma verdadeira missão de vida. Se o seu sonho é esse e você deseja ajudar as pessoas a se comunicarem melhor, não há dúvidas de que a Fonoaudiologia é o caminho certo.

Como é o mercado de trabalho para os profissionais da área?

Que atire a primeira pedra quem nunca se preocupou com o mercado de trabalho e as chances de conseguir um bom retorno financeiro ao pensar no melhor curso para fazer na faculdade. Como você já deve saber, ter um diploma universitário já faz toda a diferença na hora de dar seus primeiros passos na sua vida profissional, concorda? No caso da Fonoaudiologia, por ser uma área que não para de crescer, as opções de trabalho são ainda mais promissoras.

Além das inúmeras instituições de saúde, sejam públicas ou particulares, onde os fonoaudiólogos podem atuar, o setor educacional também é uma boa oportunidade para quem se forma na área. Já pensou em trabalhar em escolas, ajudando crianças e adolescentes que sofrem com trocas de letras na fase de alfabetização ou que não conseguem pronunciar sons específicos? Essa é uma das diversas opções para quem decide seguir carreira em Fonoaudiologia no ramo da educação.

E ainda tem mais: o meio artístico, que anualmente ganha novos nomes no mundo da música, da televisão e do cinema, também é um mar de oportunidades para fonoaudiólogos! São eles que fazem toda a preparação vocal de cantores e das celebridades que dão vida aos personagens das novelas, filmes e peças de teatro. Nesse segmento, você também pode trabalhar com profissionais de comunicação, como jornalistas e apresentadores, que necessitam de técnicas vocais e projeções de voz para falar bem.

Caso você não se imagine trabalhando em nada disso, não pense que tudo está perdido. Já pensou em fazer um mestrado, ou mesmo um doutorado e se tornar um professor universitário? Pode comemorar, você vai poder fazer isso! Isso ainda não é muito o seu estilo? Mais uma notícia boa: o setor de pesquisas também está se desenvolvendo a todo vapor no setor de saúde. Então, você também pode trabalhar descobrindo as melhores tecnologias para que os profissionais que trabalhem em áreas mais tradicionais consigam oferecer o melhor atendimento aos pacientes.

Quais são as áreas da Fonoaudiologia?

Com tantas opções de trabalho para fonoaudiólogos, a curiosidade para conhecer as áreas de atuação que existem já pode estar surgindo na sua mente. Não se preocupe: existem quatro grandes áreas de atuação, sendo que cada uma delas possui especializações diversas. Se quiser entrar na faculdade já sabendo identificar sua área favorita, nós podemos facilitar isso, pois separamos para você as principais características de todas elas. Confira abaixo!

Audiologia

A voz não é o único objeto de estudo dos fonoaudiólogos... na verdade, a audição é uma parte igualmente importante! Justamente por esse motivo, a Audiologia é aquela área encarregada de diagnosticar, compreender e corrigir os mais variados problemas envolvendo a audição humana. 

Linguagem

Você sabia que distúrbios na fala podem afetar o jeito como uma pessoa escreve? Se não sabia, já vale a pena anotar essa informação, principalmente se você pensa em trabalhar na segunda grande área de atuação: a Linguagem

Nela, além da prevenção e tratamento de problemas que afetam a fala e a escrita de crianças e jovens com dificuldades de aprendizagem, também é possível lidar com pacientes de todas as idades que, devido a traumas, acidentes ou doenças graves, ficaram com sequelas na fala.

Motricidade Oral

Pode acreditar: fonoaudiólogos também podem tratar e corrigir problemas físicos, como a dificuldade de respiração, mastigação e deglutição. Se você pensou que existe uma área própria para isso, acertou! A Motricidade Oral é o ramo de atuação encarregado disso.

Com a modernização dos hospitais e maternidades, os profissionais com habilidade nesse segmento são essenciais, já que a necessidade da Fonoaudiologia já começa no momento em que os bebês nascem e permanece até no tratamento de idosos com problemas respiratórios.

Voz

O tom de voz certo em cada momento da música, a projeção para a informação sair perfeita durante o diálogo mais importante de um filme, as técnicas para falar corretamente: sem o fonoaudiólogo, tudo isso seria prejudicado. E, como era de se esperar, a área de atuação responsável pelo estudo da voz abrange tudo isso.

Outra função de quem pretende seguir carreira nesse nicho é promover o cuidado, a manutenção e o tratamento vocal de professores, artistas, jornalistas e todos os outros profissionais que utilizam suas próprias vozes como instrumento de trabalho.

Qual é a média salarial para fonoaudiólogos?

Apesar de não existir um salário mínimo nacional para fonoaudiólogos, há os pisos salariais de cada estado e, atualmente, os valores variam entre R$1420 e R$3300. Mas, se quiser uma média do Brasil inteiro, tudo bem: a agência de empregos Catho já pesquisou por você e ela é de R$2574. Porém, vale lembrar que existem possibilidades de ganhos diferentes nessa área. Geralmente, as avaliações em consultório e exames com equipamentos têm custos por consulta, e o atendimento domiciliar também é uma opção rentável.

Além disso, assim como em outros cursos da área da saúde, existe uma regra clara: quanto maior o seu conhecimento, maior fica o salário. Por isso, continuar estudando depois de se formar, sempre se manter atualizado com as inovações que surgem na profissão e adquirir experiência são atitudes que garantem um futuro promissor!

Como ter sucesso na área de Fonoaudiologia?

Estudar numa boa faculdade já é um grande diferencial para se tornar um profissional de sucesso. No entanto, se você quer se diferenciar, existem outras coisas que podem tornar seu currículo ainda mais interessante para as empresas onde pretende trabalhar — e muitas delas podem ser feitas antes mesmo da tão sonhada formatura universitária.

Ainda no início da faculdade, uma das primeiras coisas que você pode fazer é conversar com professores da área sobre o mercado de trabalho — seja para entender melhor como é o dia a dia na profissão ou até mesmo para não perder nenhuma das tendências importantes para se destacar na hora da sua primeira entrevista de emprego. Aliás, essa é uma boa forma de já começar a fazer networking!

Falando nisso, a comunicação também pode ser uma aliada para que você saiba quais são as vagas de estágios que estão disponíveis, onde acontecerão as melhores palestras ou quando terá um workshop imperdível para futuros fonoaudiólogos.

Também tenha o hábito de participar de atividades extracurriculares! Apesar de serem deixadas de lado por muitos universitários, elas são ótimas para quem deseja aprender sempre mais e não perde a chance de agregar conhecimentos, sejam eles específicos ou não, à carreira que está construindo. Lembre-se sempre: não é de um dia para outro que se constrói um futuro promissor!

Além disso, é importante se dedicar muito a todos os estágios! Em cada um deles, você vai conhecer características das diversas áreas de atuação da Fonoaudiologia e, por esse motivo, é preciso se manter atento para não deixar que informações e técnicas importantes sejam deixadas de lado.

Como escolher a melhor faculdade para estudar Fonoaudiologia?

Depois de saber tudo sobre o curso de Fonoaudiologia, chegou um dos momentos mais esperados (e, em alguns casos, um dos mais difíceis) por quase todos os vestibulandos: a decisão de onde estudar! Só que a tarefa de escolher a melhor faculdade não precisa ser tão assustadora quanto parece, ok? Existem alguns fatores que devem ser levados em consideração e nós vamos dizer quais são eles!

O primeiro passo é escolher uma instituição séria e que tenha um bom reconhecimento na sua região. Afinal, a sua formação é algo que as empresas e organizações levam em conta na hora da contratação. Então, a melhor coisa a fazer é escolher uma universidade que se destaque entre as outras — como a UniCesumar, que que é referência em Maringá, Curitiba, Londrina e Ponta Grossa e conquistou o 1º lugar na avaliação do MEC no estado do Paraná.

Por falar em MEC, eis o segundo fator que você precisa observar: a nota da instituição nas médias determinadas pelo Ministério da Educação! Elas são ótimos indicadores de qualidade acadêmica, pois analisam aspectos como o desempenho dos estudantes no ENADE a formação do corpo docente. Pode ser sincero: nada melhor do que aprender com quem tem domínio e experiência na área, certo? No caso da UniCesumar, os professores são altamente capacitados e focam naquilo que é mais importante: garantir a melhor formação possível para os estudantes. Ah, e é importante lembrar que a grade curricular da Uni permite que você tenha conhecimento sobre os principais setores da profissão, tornando-se um profissional generalista.

Além disso, como Fonoaudiologia é um curso de saúde, é importante saber se a universidade apresenta uma grade curricular equilibrada e se tem uma infraestrutura de qualidade. Convenhamos: não dá para colocar a mão na massa apenas depois de se formar, certo? Então, é necessário que o lugar onde você vai estudar tenha estrutura adequada, com equipamentos necessários e laboratórios para a realização das atividades práticas da área de Biológicas. Spoiler: a UniCesumar tem esses laboratórios.

Bem, nós já contamos tudo sobre a carreira em Fonoaudiologia, então agora é com você: escolha a universidade que faz toda a diferença para você ter sucesso na sua profissão. Não deixe de assinar a nossa newsletter para receber as melhores informações sobre a vida universitária. A inscrição é grátis e leva menos de cinco minutos!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Vestibular Agendado UniCesumar - Inscrições Abertas

    TESTE DE ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL

    New Call-to-action

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action