<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

•  Início Carreiras



 Tags: Carreiras

Está de olho no curso de Psicologia, mas ainda em dúvidas se essa é uma boa carreira para seguir? Relaxa! Vamos conversar sobre isso e aliviar sua ansiedade. Neste post, você verá tudo o que precisa saber para facilitar sua decisão, iniciar essa nova jornada e tornar-se um psicólogo.

Antes de começar, é importante lembrar que uma boa formação faz toda a diferença para o seu futuro. O mercado é concorrido e existem centenas de profissionais em busca de um lugar ao sol. Mas, com uma preparação acadêmica de qualidade, você pode chegar muito mais longe. Preparado para conhecer um pouco mais sobre o curso de Psicologia? Não perca!

Quais as disciplinas estudadas no curso de Psicologia?

Ao longo dos cinco anos da graduação em Psicologia, o estudante vai adquirir um amplo conhecimento teórico científico. Também terá a oportunidade de entrar em contato com as práticas da profissão por meio dos estágios supervisionados.

É comum começar o curso com entusiasmo para conhecer os tipos de personalidade, transtornos e tratamentos. Se esse é o seu caso, prepare-se também para estudar outras disciplinas — como bioestatística, que não deixará você fugir totalmente da matemática. Mas fique firme, porque a maior parte da matriz curricular vai prender a atenção e manter sua motivação. Dê uma olhada na grade:

  • Ciências Fisiológicas;
  • Bioestatística e Epidemiologia;
  • Saúde Coletiva;
  • Biologia e Bioquímica Humana;
  • Relações Interpessoais;
  • Formação Sociocultural e Ética;
  • Psicologia Experimental;
  • História da Psicologia;
  • Avaliação Psicológica;
  • Análise Experimental do Comportamento;
  • Teoria, Técnica e Manejo de Grupos;
  • Neuropsicologia;
  • Psicologia do Desenvolvimento;
  • Psicologia Social;
  • Psicologia e Processos de Aprendizagem;
  • Teorias da Personalidade;
  • Psicopatologia;
  • Psicofarmacologia;
  • Psicologia Existencial Humanista;
  • Técnicas Projetivas;
  • Orientação Profissional;
  • Psicologia Organizacional e do Trabalho;
  • Teoria e Técnica Psicoterapêutica Comportamental;
  • Teoria Psicoterapêutica Fenomenológica e Existencial;
  • Teorias Técnicas Psicoterapêuticas e Psicodinâmicas;
  • Psicodiagnóstico e Práticas Clínicas;
  • Empreendedorismo.

Quais as teorias e abordagens psicológicas?

No curso de Psicologia, o estudante aprende sobre os vários nomes que fundaram escolas e teorias nessa área. É claro que você já ouviu falar de Freud, por exemplo, não é mesmo? Mas você sabe qual linha de pensamento ele seguia?

Você também já pode ter ouvido falar em Psicanálise e Análise do Comportamento. Esses termos são comuns na Psicologia. Mas quem ainda não conhece o curso e a profissão não sabe que são duas diferentes abordagens de atendimento ao paciente.

No decorrer do curso, o estudante conhece diversas teorias e técnicas de psicoterapia, cada qual com base em diferentes linhas de pensamento. O futuro psicólogo também deve escolher em qual dessas direções pretende seguir. Quer conhecer um pouco mais sobre as principais abordagens da Psicologia? Vamos lá!

Psicanálise

Sigmund Freud foi o pai da Psicanálise, a primeira grande escola da Psicologia. Algumas de suas teorias ficaram tão conhecidas que se tornaram até memes entre o grande público, como o “recalque”. Essa palavrinha já correu muito pelas redes sociais, mas você sabe o que exatamente é uma pessoa recalcada? #Freudexplica!

Mas, não vamos entrar a fundo nos conceitos da Psicanálise. Em resumo, apenas para que você tenha uma ideia de como é essa linha de pensamento, as teorias e técnicas psicodinâmicas têm o foco no inconsciente do ser humano. O paciente é conduzido a resgatar questões e conflitos que ficaram presos e esquecidos dentro de sua mente, mas que de alguma forma se transformaram na fonte de problemas emocionais.

Análise do Comportamento

A análise comportamental também é conhecida como Behaviorismo. O termo vem do inglês Behavior, que significa comportamento. Nessa abordagem, o objetivo é modificar as ações do paciente, o modo como ele se comporta. Os métodos e técnicas têm efeito comprovado por pesquisas científicas e experimentais. 

Seguindo a mesma linha, há também a Terapia Cognitivo Comportamental (TCC). As duas abordagens buscam modificar o comportamento do paciente. A diferença entre elas é que a TCC tem um foco maior no pensamento antes das ações manifestas — ou seja, é preciso mudar o jeito de pensar para modificar o modo de agir.

Psicologia Existencial Humanista

A corrente humanista acredita na capacidade máxima do ser humano, no potencial realizador que todos podem alcançar. Aqui, não se trata de descobrir a origem dos problemas psicológicos e nem de corrigir comportamentos inadequados. O objetivo da psicoterapia é ajudar o ser humano a evoluir e atingir o melhor de si.

Quais as características necessárias ao perfil do psicólogo?

Vai cursar Psicologia? Prepare-se para escutar essa frase com frequência: “você é psicólogo, não pode perder a calma”. Paciência é uma virtude — e necessária, inclusive, para quando escutar comentários como esse. Mas, a verdade é que essa é uma das características obrigatórias para o perfil desse profissional.

Além de muita calma e paciência, o futuro psicólogo deve aprimorar várias outras habilidades comportamentais. Cultivar relações interpessoais, no dia a dia, já é um desafio. Agora, imagine como é anular as próprias emoções para ajudar outras pessoas a lidarem com seus conflitos!

Inteligência emocional, autocontrole, empatia, tolerância às diferenças, flexibilidade, mente aberta e até uma dose de neutralidade. Todas essas características fazem parte do perfil do psicólogo e devem ser exercitadas diariamente, dentro e fora do contexto de trabalho.

Como é o mercado de trabalho para o profissional de Psicologia?

Boa parte dos vestibulandos que optam pelo curso de Psicologia tem o sonho de atuar no atendimento clínico. Mas saiba que o leque de oportunidades é muito mais extenso. O profissional dessa área pode seguir diversas direções.

Essa carreira tem sido cada vez mais reconhecida e necessária, em razão do crescimento de transtornos como estresse, ansiedade, pânico e depressão. Por isso, os campos para o exercício do psicólogo tendem a continuar em expansão.

Além da clínica, o graduado em Psicologia pode seguir carreira em empresas, escolas, hospitais, na área social e no campo jurídico. Mas as opções não param por aí. Também há espaço para a atuação dos psicólogos no esporte, no trânsito, no acompanhamento de situações emergenciais — como sequestros ou catástrofes naturais — entre outras áreas.

O curso de Psicologia prepara o futuro profissional para lidar com o ser humano em diferentes situações e ajudá-lo a viver com mais saúde mental. Como você viu na grade curricular, a graduação contém disciplinas que englobam tanto ciências humanas quanto da saúde. Portanto, é uma profissão que pertence a ambas as áreas. A definição vai depender do campo de atuação que o psicólogo decide seguir.

E aí? Gostou do que leu? Ficou mais fácil decidir se essa é a profissão certa para você? Caso ainda tenha dúvidas, ou se já tem certeza de que quer iniciar essa nova trajetória, entre em contato com a UniCesumar. Daremos todo o apoio que você precisa para se tornar um profissional de sucesso!

COMPARTILHE:
Digite seu e-mail para receber notícias como essa :)

INSCREVA-SE!

LEIA MAIS: