<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo_unicesumar_horizontal_original
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Dicas de Carreira / Foca na Carreira



Networking: provavelmente, você já se deparou com esse termo em algum momento da vida, mesmo que não tenha ingressado no mercado de trabalho. Essa prática é um fator-chave para destacar e impulsionar o profissional ou, até mesmo, o estudante, em um meio marcado pelas exigências e pela competitividade cada vez mais acirrada dos empregadores.

Mas como fazer networking na faculdade? Desenvolver um bom relacionamento em todos os setores durante a graduação é fundamental. Lembre-se: esse processo ajuda você a conseguir o primeiro emprego. A rede criada é uma excelente estratégia para estar sempre por dentro e informado sobre a situação de sua área de trabalho.

E aí, ficou interessado? Quer conhecer a importância do networking e como fazer ainda na faculdade? Então, não perca o nosso post. Vamos lá?

1. Cultive um bom relacionamento com os colegas

Ingressar em um curso superior significa ter uma rotina menos leve e mais agitada, já que esse processo demanda muito comprometimento. São vários os pontos positivos de frequentar um local acadêmico.

Como você entrará em contato com os seus colegas todos os dias, é possível criar um vínculo com a turma — o que poderá ser aproveitado para praticar o netwokirng e para fazer amizades, não é mesmo? Mesmo quem é mais tímido e não tem facilidade para criar amizades acaba criando laços com pessoas da faculdade.

Afinal, sempre haverá um grupo com os mesmos interesses que os seus, o que proporciona uma afinidade maior e a criação de um laço duradouro. Assim, aproveite esse momento para participar de workshops, projetos, eventos e para praticar o networking juntos.

2. Seja um bom estudante

Para começar a fazer um bom networking na faculdade, é essencial que você seja um bom estudante. É importante lembrar que dificilmente alguém confiará em ter um vínculo profissional com pessoas que não entendem sobre a importância dos estudos para a carreira.

Então, tente não faltar às aulas ou tirar notas ruins, viu? Tudo isso pode prejudicar o processo. É claro que todos estão sujeitos a lidar com imprevistos e, por isso, não desanime caso tire uma nota ruim. O importante, aqui, é mostrar que você leva o curso a sério e que está disposto a melhorar seu desempenho.

Aliás, a rede de contatos pode auxiliar você nesse quesito, ao compartilhar materiais e conhecimentos de estudo que possam contribuir para o seu aprendizado.

3. Promova-se da forma certa

Todas as vezes que surgir uma oportunidade de networking, é fundamental saber se promover de forma certa, demonstrando quais são suas habilidades e quem você é. Logo, quando aparecer um assunto sobre sua área de interesse, evite que essa ação seja realizada como uma autopromoção, já que as demais pessoas tendem a torcer o nariz — e com razão.

Para se destacar no mercado, é importante cuidar da sua imagem. Uma boa dica é fazer marketing pessoal, com o objetivo de conseguir passar para as pessoas a sua essência e conteúdo profissional. Isso não significa promover um culto a você: é necessário deixar a vaidade de lado e agir com naturalidade.

Alguns pontos que fortalecem seu marketing pessoal, auxiliando a potencializar o networking são:

  • manter a humildade;
  • transparecer atenção e interesse ao conversar com outras pessoas;
  • ser pontual em todos os compromissos;
  • ter empatia;
  • manter-se atualizado em relação às tendências do mercado;
  • agir com iniciativa e proatividade.

4. Faça atividades complementares

A vida de universitário não é marcada apenas pelos estudos das matérias obrigatórias do curso de graduação — também é preciso fazer atividades complementares. Já vimos que o fato de frequentar uma faculdade é uma grande oportunidade de fazer networking.

Agora, já imaginou realizar outras atividades dentro da universidade, que podem não só agregar aos seus estudos, mas também, potencializar a chance de criar uma rede de contatos? Como o próprio nome diz, estamos falando sobre atividades que complementam o currículo, embora não façam parte dele. Algumas opções incluem:

  • grêmio estudantil;
  • iniciação científica;
  • pesquisa acadêmica;
  • grupo de estudos;
  • monitoria;
  • trabalho voluntário.

5. Conte com a ajuda dos professores

Muitos professores da faculdade contam com várias experiências no mercado de trabalho e construíram uma ampla rede de contatos profissionais durante sua vida acadêmica. Por isso, conseguir inseri-los em sua rede de contatos pode enriquecer bastante o seu networking.

Essa tarefa não é fácil, levando em conta a quantidade de estudantes que os professores podem conhecer ao longo da carreira. Assim, tenha simpatia e mantenha um bom relacionamento com o docente e, ao longo do semestre, aprofunde sua relação.

Além disso, cuidado para não ser inconveniente, ok? Uma boa dica para puxar papo é solicitar dicas de conteúdos extras para auxiliar você na profissão e na disciplina, como filmes, artigos e livros. Demonstre interesse nas aulas, tire todas as dúvidas e participe das discussões.

6. Tenha um perfil no LinkedIn

É difícil achar alguém que não esteja presente em nenhuma rede social, não é? O melhor de tudo é que existem várias plataformas voltadas para diferentes nichos, até mesmo, para o corporativo, como é o caso do LinkedIn.

Caso não tenha um perfil nessa rede, chegou o momento de criar o seu. Em primeiro lugar, a presença digital conta bastante quando se fala em networking. Segundo, lá é o local ideal para a criação de conexões com profissionais da sua área de estudo.

Além disso, essa plataforma apresenta funcionalidades que possibilitam que a sua rede de contatos conheça um pouco mais sobre você. Nela, é possível listar tipos de certificações e habilidades, receber depoimentos de pessoas, contar sobre suas experiências, entre outros.

7. Faça estágio

Ao fazer um estágio, você entra no mercado de trabalho de modo mais leve, sem as mesmas obrigações de um colaborador efetivado. Dessa maneira, é possível aprender tudo sobre a profissão de um jeito tranquilo e dosado.

O estágio é uma experiência fundamental no currículo no momento de procurar emprego, já que você se familiarizará com a rotina da profissão.

Agora que você já sabe como fazer networking na faculdade, lembre-se de seguir nossas dicas para obter todas as vantagens que essa ação proporciona. Além disso, as suas redes sociais também podem facilitar esse processo. Para isso, tome cuidado com o que posta e use-as a seu favor!

Gostou do post e quer receber as novidades sobre faculdade e educação em seu e-mail? Então, não deixe de assinar a nossa newsletter!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS
    New call-to-action
    New call-to-action
    planejamento financeiro

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action