<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo-topo-blog-1
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Vestibular



 Tags: Vestibular

Quem chega ao Ensino Médio com toda certeza sobre o que cursar na faculdade tem uma tranquilidade a mais. O problema é estar às vésperas de se inscrever nos vestibulares querendo fazer várias graduações diferentes.

Esse era o caso da Manu — 18 anos, apaixonada por animais, fashionista, encantada com a Psicologia e considerando uma carreira em tecnologia… Como fazer vestibular se ela estava em dúvida entre cursos tão diferentes?

Quando pedia conselhos aos amigos, a dúvida da Manu só crescia. Sua mãe, dona Irene, já havia dito que apoiaria a escolha da filha, mas jamais daria palpites, até porque essa decisão era toda dela. Nesse momento, Manu sempre pensava que ter uma mãe tão de boa só a deixava ainda mais na dúvida.

Um dos desesperos da garota estava no fato de que, entre tantos cursos de áreas diferentes, ela não sabia bem em quais matérias deveria focar para mandar bem no vestibular e garantir até uma bolsa — quem sabe?

Socorro! Como acertar na decisão?

Antes de começar a estudar loucamente todas as matérias, Manu sabia que o melhor jeito de como fazer vestibular tinha a ver com estar certa da decisão. Por isso, seu principal empenho era em escolher o curso. Algumas atitudes da estudante foram bem inteligentes, como:

  • procurar orientação vocacional: Manu foi a uma psicóloga para realizar diversas análises sobre seu jeito, aptidões e características. Também respondeu um formulário cheio de perguntas que davam um certo direcionamento;
  • ler sobre as profissões: entre as suas opções, estavam Medicina Veterinária, Ciência da Computação, Moda e Psicologia — todas bem diferentes entre si. Por isso, entender o mercado de trabalho e possibilidades para o futuro poderia guiar uma decisão mais acertada;
  • conversar com seus professores preferidos: o objetivo da estudante era olhar para si mesma com os olhos dos professores. Quem sabe isso iluminaria a escolha? E foi o que ela fez;
  • entrevistar profissionais das áreas de interesse: dedicada, Manu elaborou questionários para cada um. Ouvi-los falando tornava tudo mais certo e menos abstrato.

Ao final do processo, a garota estava cheia de informação e já tinha descartado Medicina Veterinária e Moda. Apesar de gostar muito de Psicologia, trabalhar com tecnologia parecia motivar mais a jovem. Moral da história? Ela faria Ciência da Computação!

Enem: só ele ajuda?

De tanto ouvir as pessoas falando sobre Enem, a ansiedade para a prova e tudo mais, Manu estava com uma ideia de que só esse exame era seu passaporte para a faculdade. Mais uma vez a garota mostrou atitude!

Ela foi até uma faculdade de sua cidade, que estava na sua lista de interesses, para entender o que era preciso para passar. Uma das orientadoras falou que, com a nota do Enem, ela poderia entrar, mas também que o vestibular da instituição era uma ótima alternativa. Inclusive, se ela mandasse bem na prova, conseguiria uma bolsa para tornar as mensalidades bem mais em conta. “Seria meu sonho”, pensou ela.

Mais uma decisão tomada: Manu se dedicaria ao Enem, mas também faria o mesmo com diversas provas de vestibular. Ela ficaria esgotada de cansaço, mas, poxa, é o futuro em jogo.

Medo! Como fazer vestibular e passar?

Manu sempre foi uma aluna dedicada e com boas notas. Porém, tinha plena consciência de que, no vestibular, o bicho pega e a concorrência é gigante! Não basta ser boa, tem que ser ótima e ainda ter tranquilidade. Em sua escola e nas sessões de terapia, os conselhos foram fundamentais, como:

  • participar do maior número de simulados possível. Assim, a ansiedade dá uma diminuída, pois você acostuma com a rotina;
  • olhar as provas de anos passados para entender a temática abordada e o grau de dificuldade;
  • ler notícias e assistir a jornais para ter embasamento para a redação;
  • tentar fazer meditação, mentalizando tranquilidade e sucesso em seu caminho;
  • dedicar-se mais aos temas que sente dificuldade.

cta-de-post-1

Respire fundo: como relaxar durante os estudos?

Por mais que sentisse que estava no caminho certo, Manu vivia acordando de madrugada e perdendo o sono, pensando em tudo o que ainda faltava estudar. Do nada, o seu quarto, todo decorado do jeito que amava, virava um lugar pouco acolhedor. A real é que nada a acalmava, nem os litros de chá de camomila que sua mãe fazia! Ansiedade que chama!

Manu já tinha desistido de sair com as amigas para ter foco nos estudos e, mesmo assim, sentia que precisava de mais tempo. Foi aí que sua professora disse algo em aula que a fez repensar tudo: saúde mental. Não adianta estudar tanto se você não tira um tempo pra si mesmo.

No mesmo dia, Manu chamou a Cris, sua melhor amiga, para dar uma volta no shopping e experimentar roupas, como adoravam fazer. Ela só queria um tempinho para rir e não pensar em como fazer vestibular. Só isso.

A tarde com a amiga foi tão incrível que Manu sentiu até mais energia para estudar. Também resolveu voltar a fazer algumas coisas que amava e deixara de lado, como:

  • andar de bicicleta — principalmente para acalmar a cabeça depois de estudar Física, #socorro;
  • dançar no quarto suas músicas preferidas entre os intervalos de estudo;
  • tirar um período do dia semanalmente para conversar com os amigos;
  • assistir àquela série de que seus amigos tanto falavam.

#NãoSurta: dá pra não pirar na prova?

Olhando para trás, Manu percebeu que tinha melhorado demais. A decisão de o que fazer profissionalmente estava feita, seus estudos avançadíssimos, ela estava com a saúde mental em dia, mas… O grande "porém" é que a prova estava chegando e ela, morrendo de medo de surtar bem no dia.

Conversando com sua psicóloga, Manu recebeu dicas que poderiam fazer toda a diferença no grande dia e não eram nem um pouco impossíveis, como:

  • pular as questões mais difíceis;
  • fechar os olhos e respirar com calma para acalmar o coração;
  • tomar um grande gole de água para se tranquilizar;
  • ir ao banheiro para arejar os pensamentos quando sentisse que estava perdendo o controle;
  • olhar para trás e sentir confiança em todo o seu processo de estudos. Estava em suas mãos e isso era bom!

Nos dias de prova, a garota colocou todas essas táticas em uso e sentiu sua autoconfiança aumentando aos pouquinhos. Ela saía sempre cansada, quase esgotada dos exames, mas com uma sensação de missão cumprida. Claro, o resultado ainda levaria algumas semanas. Mas a intuição de Manu era de ter ido bem — inclusive, ela já estava vislumbrando seu sucesso no curso de Ciência da Computação! 

A Manu é um personagem fictícia. Mas essa história inspiradora poderia ser a sua! Para mais conteúdos de como fazer vestibular e tirar suas dúvidas sobre cursos de graduação, assine nossa newsletter e receba tudo em seu e-mail!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Nova call to action

    Call to action | eBook |  Saiba que curso na área de Humanas deve ser a sua escolha de graduação

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action