<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo-topo-blog-1
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Foca na Carreira



Estar na faculdade é um grande passo rumo ao sucesso profissional. Se você já conquistou sua vaga e está aprendendo diariamente com seus professores e a vida acadêmica, saiba que seu futuro aguarda com boas oportunidades — não demora e você estará com seu emprego dos sonhos. Quer apostar?

Mas, cá entre nós, as coisas não funcionam em um passe de mágica. Como você bem sabe, o estudante deve fazer a sua parte para acumular conhecimentos e desenvolver competências para o mercado de trabalho. E sabe o que ajuda bastante na conquista dessas vagas? Um currículo profissional!

É com esse documento que as grandes empresas podem reconhecer o seu bom trabalho e convidá-lo a ser parte do sucesso deles também. Para que esse match aconteça, um bom currículo é o que você vai precisar.

Se você não faz ideia de como começar o seu e deixá-lo bem profissional, não se preocupe. Preparamos este post com algumas dicas valiosas. Não perca!

1. Capriche no design (com moderação)

O primeiro passo que muita gente toma para criar um currículo profissional é procurar modelos prontos na internet. Pode confessar que você já fez isso! Não estamos aqui para julgar! Na verdade, não há problema em utilizar esses templates, pois a maioria deles é correta e aceitável diante dos recrutadores.

Porém, temos certeza de que você não quer se sentir só mais uma folha de papel igual na mesa do DP das empresas. Estamos certos? Por isso, a primeira dica é caprichar no design do documento. Mas não vá se perder na criatividade e abusar de cores e símbolos, combinado? Um formato clean, mas personalizado, faz toda a diferença!

2. Priorize nada mais que a verdade

Muitas pessoas acham que, quanto mais informações no currículo, melhor as empresas vão ver o candidato — nem que, para isso, tenham que inventar uma coisinha ou outra. Se já chegou a considerar essa opção, pare enquanto há tempo! Esse é um erro muito grave e mais atrapalha do que ajuda.

Mesmo que você esteja terminando a faculdade ainda e não tenha experiências profissionais, coloque apenas as suas competências reais. Faça uma retrospectiva: certamente já participou de alguns cursos de extensão, fez algum estágio de férias, foi a grandes eventos da área, desenvolveu pesquisas para artigos científicos e aprendeu algum idioma, como o inglês. Isso não é pouco! Pode ter certeza de que os recrutadores vão considerar.

Ser verdadeiro vai evitar qualquer constrangimento nas entrevistas de emprego. Pense com a gente: se você não fala italiano, apesar de ter colocado essa competência no currículo, pode passar vergonha quando (ou se) pedirem para comprovar esse talento.

3. Não se esqueça das suas conquistas

Essa dica está bastante relacionada com a anterior. Nada mais é do que valorizar as suas conquistas de aprendizado e transmitir isso aos recrutadores. Ainda que pareça pouco ter feito uma iniciação científica na área de Psicologia, por exemplo, na verdade é um grande passo na construção da sua personalidade profissional.

Pense no quanto você pode contribuir com todo esse conhecimento! Tenha em mente que, em um emprego, você não tem apenas oportunidades de aprender, mas de ensinar também. E os processos seletivos sabem reconhecer isso — mas, antes, você precisa deixar claro o que fez de melhor no seu currículo. As empresas não vão adivinhar!

4. Organize bem as informações

Já sabe tudo o que vai colocar no seu currículo profissional, certo? Agora, chegamos a uma parte igualmente delicada: a organização das informações. No calor das emoções, pode ser que você queira lotar o documento com tudo o que já fez, de forma aleatória. Mas não é bem assim que as coisas funcionam!

Pode ser que na sua cabeça tudo faça sentido do jeito que você colocou as informações. Mas pense que, para outras pessoas, não vai funcionar da mesma forma. Então, considere que está contando uma história ali: quem é você (dados pessoais), o que você pretende profissionalmente, o que o faz digno de ser contratado e quais foram as suas fontes de conhecimento.

Cada bloco de informações deve estar disposto de forma ordenada e, é claro, sem erros de digitação ou de português — fala sério: não dá para perder uma oportunidade por conta de um vacilo desses, não é mesmo? Revise com atenção, quantas vezes for necessário.

5. Tenha sempre em mente a vaga pretendida

Em certos momentos da vida, pode ser que você mude de planos e escolha uma nova direção para sua carreira. Não tem problema, é muito comum, inclusive. Só não se esqueça de dar uma nova abordagem para o seu currículo, deixando-o mais próximo dessa outra área.

Quer um exemplo? Vamos supor que você fez um curso de Administração e, até então, estava trabalhando em um negócio próprio. Se deseja um emprego em uma grande empresa (em uma multinacional, talvez), destaque seus pontos fortes adquiridos com seu empreendimento e seja direto em sua pretensão. Vai ser tiro e queda!

6. Mantenha o documento atualizado

De nada adianta todo esse capricho todo com o seu currículo profissional se você mexer nele uma vez só na vida e nunca mais atualizá-lo. Lembre-se de que você pode mudar de endereço, de telefone, de e-mail e assim por diante. Imagine só os recrutadores tentando entrar em contato com você, mas sem sucesso, pois as informações estão erradas? Nem pensar!

Para não perder qualquer oportunidade, nada melhor que revisar seu currículo com uma boa frequência — de dois em dois meses é o ideal, se as mudanças não forem muito bruscas, claro. Aproveite esses momentos para atualizar o campo dos cursos que você fez nesse período, a exemplo dos de extensão.

Com essa série de dicas, você já deve estar mais que preparado para montar um currículo profissional de respeito. Agora, mãos à obra! Faça um rascunho com as principais informações e depois transporte esses dados para o documento — que pode ser impresso ou compartilhado pelas tantas plataformas e redes sociais disponíveis na internet. Dê um passo adiante e se aproxime ainda mais da conquista da vaga dos seus sonhos!

Ah, e não deixe de buscar conhecimento! Ele é muito importante na sua jornada de crescimento profissional. Nesse cenário, estamos aqui para ajudar. Então, assine nossa newsletter e não perca nossos conteúdos sobre carreira e graduação!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Nova call to action

    Call to action | eBook |  Saiba que curso na área de Humanas deve ser a sua escolha de graduação

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action