<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo-topo-blog-1
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Dicas de carreira / Vestibular



Nos últimos anos, o curso de Direito passou a ser um dos mais procurados pelos vestibulandos no Brasil. De acordo com dados do Censo da Educação Superior, divulgados em 2018 pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), mais de 10% dos estudantes das instituições de ensino superior estão matriculados nesse curso.

Mesmo com milhares de bacharéis em Direito se formando anualmente, o número de pessoas concorrendo a uma vaga na graduação permanece alto, fazendo com que seja um dos vestibulares mais concorridos. Se você pensa em seguir essa carreira e quer entender o porquê de tanta procura, descubra agora tudo que você precisa saber sobre o curso de Direito e as principais razões para querer seguir essa profissão. Vamos lá?

Como é o curso de Direito

O curso de Direito tem duração de 5 anos e, na maioria das vezes, as aulas acontecem em meio período. Por mais que pareça, ele não é como algumas séries retratam — de você mesmo que estamos falando, How to Get Away With Murder.

Por ser uma graduação da área de Humanas, muitas matérias são teóricas e exigem bastante leitura. A grade curricular inclui disciplinas como Teoria das Ciências Sociais, Teoria do Direito, Teoria da Argumentação e Psicologia Jurídica.

Além disso, os alunos têm contato com disciplinas mais específicas desde os primeiros anos de faculdade, como Direito Civil, Direito Penal e Direito Empresarial. Isso permite uma formação abrangente e contato direto com áreas específicas que envolvem a profissão.

Em algumas universidades, a atuação prática é estimulada em sala de aula, por meio de estudos de caso e simulações de fatos que os estudantes precisam solucionar. Com isso, é possível compreender melhor a teoria e adquirir mais experiência nos diferentes ramos oferecidos na área.

Os futuros bacharéis em Direito também realizam o estágio supervisionado obrigatório no último ano do curso e ainda precisam elaborar um trabalho de conclusão — o famoso e, muitas vezes, injustiçado TCC. Por esse motivo, muitos estudantes já conseguem se aprofundar na carreira antes mesmo de estarem formados.

O mercado de trabalho para bacharéis em Direito

Uma das razões para a grande procura pelo curso é a gama de opções disponíveis no mercado de trabalho. Atualmente, essa é uma das profissões com maiores possibilidades de atuação, não somente no setor público e no privado, mas, também, de forma autônoma.

As duas principais modalidades de atuação para bacharéis em Direito são a advocacia e a carreira jurídica. Mas engana-se quem pensa que são a mesma coisa — existem algumas diferenças e diversas ramificações. Dessa forma, o profissional pode se especializar e atuar diretamente com aquilo que for mais adequado ao seu perfil. Quer ver só?

Advocacia

Os advogados são profissionais que representam empresas, pessoas ou instituições, com a função de defender os interesses de seu cliente. Hoje em dia, muitos deles também atuam prestando assessoria e realizando consultorias para empresas — uma área muito promissora.

Para exercer a advocacia, é preciso concluir o curso de Direito e conseguir a aprovação no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Essa prova consiste em duas etapas diferentes e tem o objetivo principal de analisar o desempenho do bacharel — além, é claro, de avaliar se realmente está apto a trabalhar como advogado.

Há diversos campos de atuação dentro da advocacia, sendo que eles possuem relação com as habilidades e competências que foram desenvolvidas pelos estudantes durante a graduação. Algumas das principais áreas são o Direito Civil, Direito Ambiental, Direito Comercial, Direito Trabalhista e Direito Criminal.

Carreira jurídica

Por outro lado, a carreira jurídica é aquela em que o profissional vai atuar em órgãos públicos, podendo trabalhar direta ou indiretamente em ações e processos de nível municipal, estadual ou federal. Nesse caso, é preciso passar por concursos públicos para poder atuar nas carreiras desejadas.

Há 4 grandes áreas que envolvem a carreira jurídica: a Defensoria Pública, Delegacia de Polícia, Magistratura e o Ministério Público. Dentre essas áreas, uma das mais concorridas pelos bacharéis em Direito é a Magistratura, na qual os profissionais atuam como juízes, podendo julgar processos e expedir mandados de busca, apreensão e de prisão.

A Defensoria Pública, por sua vez, é a área destinada para aqueles que desejam solucionar casos de pessoas que não têm condições financeiras de contratar um advogado. Por isso, são contratados pelo Estado. No caso da Delegacia, os profissionais atuam conduzindo investigações policiais e comandando operações de segurança para a sociedade.

Por fim, o trabalho no Ministério Público é aquele em que os profissionais podem promover ações penais, fiscalizar o cumprimento de leis, instaurar ações e inquéritos públicos. É necessário conhecer e entender os Direitos Humanos, de forma que seja possível controlar a atividade policial e defender os interesses da sociedade perante o juiz.

Além de todas essas possibilidades, pessoas formadas em Direito e que tenham cursado pós-graduação, seja mestrado ou doutorado, podem atuar como professores no curso de Direito em universidades públicas ou privadas, contribuindo de forma positiva com a formação de novos profissionais da área.

5 razões para entrar no curso de Direito

Diante dessas informações, ainda restam dúvidas sobre ingressar em um curso de Direito? Não tem problema! Vamos apresentar agora 5 grandes vantagens de dar #match com essa área. Venha com a gente!

1. Oportunidades no setor público

Os concursos públicos específicos para bacharéis em Direito acontecem todos os anos, pode reparar ! Eles oferecem vagas para delegados, promotores, juízes e advogados públicos. Além disso, quem se forma nesse curso também costuma se destacar em concursos gerais para pessoas com nível superior, já que muitos abordam conteúdos da área.

2. Possibilidades no setor privado

Com o objetivo de evitar processos e perdas indevidas, cada vez mais empresas buscam advogados para ajudá-las com situações burocráticas e, também, representá-las em situações judiciais. Por isso, os bacharéis que são aprovados no exame da Ordem dos Advogados do Brasil e têm a carteira da OAB vão encontrar muito espaço no setor privado.

3. Trabalho autônomo

Quando você se forma em Direito, não é necessário esperar somente pelos concursos públicos ou depender de empresas: a formação também permite o trabalho de forma autônoma. Aliás, essa é uma das maneiras de atuação mais comuns atualmente, visto que muitos advogados preferem ter seus próprios escritórios e, assim, podem trabalhar com quantos clientes desejarem.

4. Boa remuneração

Independentemente do ramo de atuação escolhido, os bacharéis em Direito podem ter remunerações bem vantajosas. Atualmente, os salários destinados aos recém-formados variam entre 1,5 e 2,5 salários mínimos, o que está acima da média salarial da maior parte das profissões existentes no Brasil.

5. Necessidade constante de profissionais

Seja qual for a situação econômica do país e da população em geral, o trabalho dos bacharéis em Direito sempre será necessário em todos os setores, já que suas áreas de atuação refletem diretamente na segurança e nos direitos da sociedade. Por conta disso, é uma profissão que, mesmo em época de crise, continua em expansão.

Quer saber mais sobre o curso de Direito e ficar por dentro de tudo que ocorre no mundo universitário? Assine a nossa newsletter! O cadastro é gratuito e você receberá informações importantes em seu e-mail.

Profissões-do-futuro-conheça-o-mercado

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action