<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo-topo-blog-1
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Humanas



 Tags: Humanas

Acompanhar as novas tendências de moda é um costume muito comum entre as pessoas que desejam investir no estilo. Junto com o lançamento de uma nova coleção que estampa as vitrines, aparece o desejo de consumo. É nesse cenário de tendências, criatividade e produção que entra em ação o designer de moda.

O profissional cria coleções de acessórios e roupas, sempre tentando atender as expectativas do mercado moderno, que inclui consumidores de todas as classes sociais e estilos. A carreira exige que a pessoa goste de desenhar, tenha bom gosto, originalidade e muita criatividade. Ele desenha joias, sapatos, bolsas e qualquer peça de vestimenta, cria texturas e estampas e pesquisa tipos de tecidos.

Se você quer saber quais são as 6 potenciais áreas de atuação do designer de moda, não perca o nosso post. Boa leitura!

1. Modelagem

A modelagem é uma etapa essencial no sucesso de uma coleção de moda. Nesse caso, a pessoa desenvolve moldes a partir dos desenhos dos estilistas, servindo como uma orientação para a produção de peças. Existem duas vertentes dentro desse processo. Confira, a seguir, quais são.

Modelagem Plana ou Bidimensional

Este tipo de modelagem utiliza a geometria para construir os moldes. O profissional da área usa os conhecimentos geométrico e das formas anatônicas do corpo humano, construindo diagramas feitos em papel.

A modelagem plana é comum na indústria, ou seja, em situações que exigem a produção em uma larga escala. Nessa situação, existe a produção dos moldes com base em tabelas padronizadas.

Modelagem Moulage ou Tridimensional

Nesse tipo, existe a utilização do próprio corpo ou de manequins e bustos que remetem às formas humanas. Isso permite um trabalho mais efetivo, já que usa as curvas e medidas corporais. A modelagem tridimensional tem por objetivo o caimento perfeito da peça no corpo humano.

Na indústria, esse tipo de modelagem pode ser usado para aumentar a precisão do processo. Nessa situação, após ser aprovada, ela passa para o plano bidimensional.

2. Estilista

O estilista é o profissional que trabalha com a parte mais criativa da moda: a criação e o desenho de calçados, acessórios e roupas. Para se dar bem na área, é necessário gostar de desenho, artes e estar sempre se atualizando com as tendências do mundo fashion.

O estilista pode trabalhar para diversas marcas, que vão desde as mais populares e comerciais até as de alta costura. No processo de criação, são considerados alguns fatores como viabilidade do produto, originalidade, tecnologia, sustentabilidade e qualidade. Logo, o profissional acompanha as mudanças que fazem da moda uma área em constante ruptura.

Para se dar bem na profissão, é fundamental saber costurar, modelar e desenhar, mas essas são qualidades que são fáceis de serem aprendidas. O mais importante é ter criatividade e não ter medo de ousar.

3. Visagismo

O visagismo é a arte de criar uma imagem que possa revelar as qualidades interiores de uma pessoa, de acordo as características físicas e os princípios da linguagem visual (estética e harmonia), usando o penteado de cabelo, a coloração, o corte e a maquiagem.

Para isso, o designer de moda que optar por essa área deve entender a rotina do cliente, suas proporções, suas preferências estéticas, o formato do rosto, o tom da pele e a capacidade de aguentar o look. O estilo precisa corresponder ao que a pessoa deseja transmitir, dependendo da personalidade e temperamento dela.

Apesar de muitas pessoas pensarem que essa é uma atividade sem formação específica, é preciso um tempo de estudo e dedicação para compreender as etapas e fatores que influenciam no visagismo. O profissional deve entender de comportamento, gestão e função e estrutura.

Por atuar no mercado de estética, o profissional apresenta várias diversidades de carreira em visagismo. Algumas das possibilidades de atuação incluem consultórios estéticos, SPA, salão de beleza e consultoria.

4. Ilustrador de moda

O ilustrador de moda é responsável por criar esboços, desenhos e outras obras de arte que fazem parte do mundo da moda. O profissional pode criar portfólios, trabalhar como freelancer ou divulgar o seu trabalho por meio da mídia. As ilustrações ficam à disposição para serem usadas em campanhas publicitárias, revistas e até vendidas como obras de arte.

Independentemente da forma de trabalho, é fundamental ter conhecimento técnico. Mesmo na mídia digital, o aproveitamento somente se torna completo quando se tem o desenvolvimento de novas ferramentas e das técnicas tradicionais, já que coloração, reflexão da luz, caimento de tecidos e incidência de sombra e luz no corpo humano são importantes para desenvolver todos os materiais.

5. Consultor de imagem

O consultor de imagem é responsável por orientar homens e mulheres a se vestirem de modo adequado para várias ocasiões, de acordo com o seu cabelo, cor da pele, modelo de rosto, corpo, entre outros. A pessoa apta para esse trabalho faz uma análise do perfil do cliente, já que a maneira como cada um se veste diz muito sobre a personalidade.

O consultor de imagem poderá definir um estilo para o cliente, assessorando-o na montagem de um novo guarda-roupa, na combinação de peças, além de opinar e trabalhar na maquiagem e no corte de cabelo.

6. Assistente de estilo

O assistente de estilo tem a função de ser um secretário do estilista, proporcionando a assistência ideal para a criação de uma coleção. O profissional elabora os desenhos técnicos de peças que foram criadas pelo estilista, ajuda nas tendências e pesquisas, além de ser responsável por fazer o contato com novos fornecedores, descobrindo estampas, aviamentos e aplicações em geral.

O assistente de estilo deve estar atento aos lançamentos, tendências, entre outros. Ele também é responsável por fazer o meio de campo entre o modelista e o estilista, explicando o conceito da coleção e da peça ao profissional de modelagem, com o objetivo de chegar a um produto final de qualidade, com bom caimento.

Como vimos, o designer de moda apresenta diversas áreas de atuação, como modelagem, visagismo, ilustração, entre outros. Assim, é muito importante fazer faculdade e optar por um bom curso de graduação na área para aproveitar todas as oportunidades do mercado.

Gostou deste post e tem alguma dúvida? Então, entre em contato conosco. Será um prazer respondê-lo!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Call to action | eBook |  Saiba que curso na área de Humanas deve ser a sua escolha de graduação

    Um cabeçalho claro e arrojado

    Nova call to action

    Um cabeçalho claro e arrojado

    Nova call to action

    Um cabeçalho claro e arrojado

    Nova call to action

    Um cabeçalho claro e arrojado

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action