<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo-topo-blog-1
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Motivação



Conquistar o sucesso na carreira é um dos grandes desejos de quem está iniciando a vida profissional. Mas, sinceridade aqui: você já parou pensar no que é necessário para ter um futuro promissor? Pode ser que você cite algumas coisas importantíssimas, como estudar, fazer networking e realizar estágios na sua área. Porém, muitos estudantes esquecem um item essencial: a inteligência emocional.

Você já parou para se perguntar o que isso significa? Não se preocupe! Vamos falar sobre o que é a inteligência emocional, quais as características comuns entre os profissionais que carregam consigo essa habilidade e, é claro, você vai aprender como desenvolvê-la. Continue conosco!

O que é inteligência emocional?

O conceito é mais simples do que parece, acredita? O termo foi desenvolvido pelo psicólogo norte-americano Daniel Goleman e se refere a fatores comportamentais que têm tanta importância quanto as habilidades que desenvolvemos ao longo da vida.

Isso acontece porque quem é emocionalmente inteligente consegue identificar seus sentimentos, administrar suas atitudes e lidar melhor com diversos tipos de situações que podem ser comuns na vida acadêmica ou ao longo da atuação no mercado de trabalho. Por conta disso, quem tem domínio da inteligência emocional normalmente consegue ocupar cargos de destaque e ter muito sucesso na carreira.

Quais são as características de profissionais com boa inteligência emocional?

É fácil identificar pessoas que desenvolveram sua inteligência emocional — afinal, elas têm características que não estão presentes na maioria das outras e entendem que uma boa mentalidade é primordial para que seu trabalho seja bem realizado. Quer saber quais são essas características? Dê uma olhada nesse TOP 5!

  1. Empatia: habilidade de entender o outro, o que permite uma comunicação melhor.
  2. Autopercepção: facilidade para perceber seus próprios comportamentos e emoções.
  3. Autocontrole: capacidade de gerenciar seus sentimentos e emoções em diversos momentos.
  4. Bons relacionamentos: possibilidade de trabalhar em equipe sem causar problemas.
  5. Automotivação: capacidade de se motivar sempre que preciso, trazendo produtividade na realização de suas tarefas cotidianas.

Sabendo disso, pode ser que você esteja se perguntando alguma coisa como "e quem não tem inteligência emocional?". É o seu caso? Sem estresse! A boa notícia é que é possível desenvolver essa capacidade. Sendo assim, você consegue mudar sua maneira de agir diante de momentos tensos e melhorar seu desenvolvimento pessoal, o que vai beneficiar sua vida em todos os aspectos. Vamos contar agora mesmo como fazer isso!

Como desenvolver a inteligência emocional?

Tornar-se uma pessoa bem desenvolvida emocionalmente é como fortalecer a musculatura: exige atitudes que devem ser feitas com consistência, permitindo uma evolução diária e aumentando suas chances de chegar a um nível excelente de inteligência emocional. Por isso, separamos aqui 5 atividades que você pode realizar para alcançar esse objetivo!

1. Analise seu comportamento em diversas situações

Você sabe como seu corpo age diante de um cenário de perigo? E quando você recebe uma boa notícia? Tem conhecimento do que surpresas causam em você? Se a sua resposta foi "não" para qualquer uma dessas perguntas, está na hora de começar a analisar melhor a forma como você costuma agir em diversas situações do dia a dia.

Observar as reações físicas e mentais que você tem é essencial para desenvolver sua inteligência emocional, já que isso vai permitir a avaliação de suas atitudes e a percepção se há algo errado em suas reações. É fato: se você não descobrir quais são seus pontos fracos, vai ser difícil melhorar cada um deles, certo? Portanto, pratique o exercício de reparar o que ocorre com você em cada momento.

2. Controle as emoções

A impulsividade é uma característica comum de muitas pessoas. O problema é que, na maioria das vezes, ela não traz resultados positivos, concorda? Pare e pense: quantas vezes você já se arrependeu de decisões tomadas de forma impulsiva? Quantos problemas e discussões desnecessárias poderiam ser evitados se os impulsos fossem controlados a tempo?

Agora, imagine o estrago que isso pode causar na carreira de um jovem profissional, logo na fase em que qualquer tropeço pode fazer muita diferença. Complicado, não é mesmo? Justamente por isso, dominar suas emoções mais fortes é algo que deve ser praticado sempre que possível. Meditar, fazer atividades físicas e parar para respirar são algumas ações simples que auxiliam bastante nisso!

3. Aprenda a lidar com sentimentos ruins

As emoções negativas, como tristeza, dor, medo e raiva, podem surgir em diversos momentos e são presentes na vida de qualquer pessoa. O segredo está na forma como você lida com elas! É preciso ter autocontrole, perceber quando esses sentimentos chegam, entender os motivos pelos quais eles vêm e tentar contorná-los. #DicadaUni: se a situação estiver em um nível muito difícil de lidar, procure ajuda profissional, ok?

4. Demonstre o que sente quando for necessário

Guardar suas emoções em um baú secreto e nunca permitir que elas se manifestem pode ser algo muito prejudicial para sua saúde mental, principalmente a longo prazo. É claro que você precisa ter domínio emocional para evitar atitudes impulsivas. Porém, manifeste o que você sente e exponha sua opinião sempre que for necessário. Manter o equilíbrio é a chave para o sucesso.

5. Aprenda a lidar sob pressão

Agir sob pressão é algo comum na vida profissional, independentemente da área escolhida. Por isso, para desenvolver sua inteligência emocional e ter muito sucesso na sua carreira, é preciso aprender a lidar em situações em que a pressão externa e a interna estarão presentes. A melhor forma de lidar com isso é mantendo o máximo possível de organização, o que vai evitar atrasos e momentos tensos.

Além disso, durante a sua formação na faculdade, algo que pode ajudar muito é se envolver em atividades fora da sala de aula, projetos de extensão e estágios que coloquem seu aprendizado em prática. Isso vai permitir que você comece desde cedo a desenvolver a habilidade de lidar com prazos curtos, chefes exigentes e responsabilidades que devem ser cumpridas.

Agora que você já sabe o que é inteligência emocional e como é possível desenvolver essa característica importante para seu bom desempenho profissional, que tal ajudar seus amigos e conhecidos a também se tornarem mais inteligentes emocionalmente? Você pode fazer isso compartilhando esse post no Facebook, WhatsApp ou em sua rede social favorita!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Nova call to action

    Um cabeçalho claro e arrojado

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action