<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo_unicesumar_horizontal_original
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início objetivo profissional / ética profissional



A ética profissional está entre as características mais importantes para a construção de uma carreira sólida. Ela se relaciona ao sentimento de realização, lá na frente, por saber que o seu sucesso foi alcançado com base em esforço, dedicação e honestidade.

Há, no entanto, aspectos mais práticos: um comportamento ético e que se adéque às normas de conduta de uma empresa pode ser decisivo para o seu destaque no ambiente de trabalho e permanência na organização. É importante, por isso, que a ética seja abordada desde a sua capacitação profissional.

Para ajudar você a entender melhor esse conceito, qual é a sua importância e como se relaciona com a faculdade, preparamos este artigo. Confira!

O que é a ética profissional?

A ética é um conceito abstrato, estudado desde os velhos gregos. A palavra vem de êthos, que significa “costumes”. Essa origem semântica indica que a ética se relaciona aos hábitos e às práticas cotidianas, consideradas padrões em determinado grupo.

Esses costumes não são estabelecidos ao acaso. Em geral, eles visam preservar o bem-estar comum. Afinal, se cada um fizesse o que bem entende, sem se preocupar com as implicações disso para as pessoas à sua volta, viveríamos um caos.

A ética profissional, portanto, se resume aos comportamentos e hábitos tidos como adequados para o bem-estar comum no ambiente de trabalho. Esses valores, no entanto, precisam ser enraizados no caráter do indivíduo: ter ética é praticar esses costumes por entendimento de que eles são necessários, e não porque serão cobrados.

Ter um comportamento antiético, então, é violar valores sociais de caráter, mais do que leis ou normas. O conceito, muito explorado na Filosofia, não é objetivo, ou seja, não há uma lista oficial de comportamentos éticos. As sociedades, porém, concordam com as seguintes características:

  • solidariedade — esse conceito envolve empatia, identificar-se com os problemas dos outros e se dispor a amenizá-los;
  • consciência ética — aborda um entendimento claro sobre aquilo que é certo e errado, sobretudo ao que pode prejudicar outras pessoas;
  • responsabilidade — é saber que suas ações têm consequências boas ou ruins e que você deve assumi-las, e não atribuí-las a algo externo ou a outra pessoa;
  • honestidade — trata-se de ter sinceridade em suas ações, rejeitar mentiras e armações, mesmo que elas tragam algum ganho pessoal;
  • respeito — é ter consideração pelas outras pessoas, tomando sempre o cuidado para não insultar, nem desmerecer ninguém.

Código de Ética Profissional

Além desses fundamentos quase universais da ética, as diversas profissões costumam ter seu próprio Código de Ética Profissional, elaborado pelos respectivos conselhos de representação estaduais ou federais.

Por exemplo, o Conselho Federal de Psicologia define que o psicólogo deve sempre assegurar pela qualidade do atendimento, independentemente do valor acordado pela consulta. Está no Código de Ética que a atuação desse profissional deve respeitar o sigilo e proteger a intimidade de seus pacientes.

Em geral, esses códigos são conhecidos pelos estudantes da graduação e sua observação faz parte dos juramentos durante a colação de grau. Além disso, transgressões éticas são passíveis de advertências, multas, censuras públicas e, em casos graves, até de cessação do exercício profissional.

Código de Conduta Organizacional

O profissional deve observar, também, o Código de Conduta Organizacional, isto é, estabelecido pela empresa em que trabalha ou presta serviços. A maioria das organizações tem o seu próprio código, que pode tanto ser orientado por valores comuns à ética da sociedade quanto serem originais e específicos daquela companhia.

Normalmente, esse Código de Conduta é conduzido pelos Recursos Humanos, seguindo regras e princípios orientados pela diretoria ou mesmo pelos fundadores da empresa. O descumprimento pode levar a punições e, em geral, as organizações contam com canais de comunicação para denúncias anônimas de transgressões.

Princípios éticos pessoais

Indo além, o profissional pode ter seus próprios princípios éticos. Eles são elaborados a partir da experiência de vida, dos conselhos familiares, da educação recebida ao longo da vida, entre outros fatores. Orientar sua carreira por esses valores é muito importante para a realização profissional no futuro.

Qual é a importância da ética no mercado de trabalho?

A ética é importante para o funcionamento da vida coletiva. Em casa, na escola, na vizinhança e, é claro, no mercado de trabalho. A consciência da população em relação à responsabilidade social, ambiental, econômica e até política leva a cobranças maiores em relação às empresas.

Ainda mais considerando a Transformação Digital e a facilidade de acesso à informação. Com tantos recursos, uma pessoa pode se recusar a comprar um produto de uma empresa e preferir a concorrência apenas por conta de alinhamento de princípios éticos.

Além disso, escândalos de comportamentos antiéticos podem levar à movimentação pública pelo boicote da marca ou empresa. Esses e outros motivos fazem com que a busca pela ética profissional seja uma prioridade no mercado e, até mesmo, parte de uma estratégia organizacional para a saúde do negócio.

Como a ética profissional impacta a formação universitária?

É a partir da escolha da faculdade que o futuro profissional tem contato com a base técnica e teórica que fará parte de sua atuação. Como a ética profissional faz parte da carreira, é importante abordá-la desde o início da formação e qualificação.

Construir valores éticos desde cedo pode ter impactos até no foco nos estudos. Isso porque um estudante comprometido com a honestidade e a qualidade do seu serviço no futuro coloca um empenho muito maior em sua formação.

Qual é o papel da faculdade nesse cenário?

A escolha da Instituição de Ensino Superior vai muito além de fornecer as melhores ferramentas de estudo, metodologias ou infraestrutura. Na hora de avaliar qual será a sua futura faculdade, vale a pena considerar o compromisso com os valores éticos, que começam já pela qualidade do ensino.

Por exemplo, uma instituição que conta com docentes altamente qualificados já demonstra a preocupação ética a respeito da qualidade da formação dos estudantes. Além disso, projetos pedagógicos com conteúdos que abordem o tema são bem-vindos: diversidade cultural, ética, política e cidadania, entre outros.

Como você viu, a ética profissional merece atenção desde a graduação. Afinal, trata-se de uma das características profissionais mais importantes, tanto no sentido filosófico quanto no prático, visto que as organizações dão valor ao conceito em processos seletivos. Sem falar que o descumprimento de valores éticos pode levar a consequências na carreira.

Gostou do artigo? Compartilhe, então, este conteúdo em suas redes sociais. Dessa forma, seus colegas também ficarão por dentro deste assunto tão importante!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS
    lidar com as emoções

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action