<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo-topo-blog-1
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Foca na Carreira



Se você já procurou pelo seu primeiro emprego, provavelmente se deparou com a seguinte exigência na descrição da vaga: “é necessário ter experiência profissional”. Porém, a maioria dos jovens que está saindo do Ensino Médio e entrando na faculdade nunca trabalhou. Portanto, como conseguir entrar no mercado para ganhar experiência se é preciso tê-la para trabalhar?

Diante dessa situação, você pode ficar sem saber para onde ir, certo? Mas não se preocupe! A seguir, você verá o que pode fazer para contornar essa situação, como criar um bom currículo e ainda descobrir como a faculdade pode ser uma grande aliada nesse objetivo. Continue acompanhando e saiba mais!

Como conseguir um emprego sem experiência profissional?

Pode parecer complicado à primeira vista conseguir emprego sem experiência profissional, mas é possível sim. O segredo para isso é buscar alternativas que focam mais o treinamento de pessoas que vão entrar no mercado, as atividades ligadas à filantropia ou o desempenho de atividades de maneira autônoma. Abaixo, a gente explica melhor os detalhes de cada uma. Veja!

Treinamento de pessoas que vão entrar no mercado

O treinamento de pessoas é uma modalidade muito comum nos estágios, nas bolsas em órgãos culturais (como museus, galerias e pinacotecas) e nos trabalhos em empresas júnior e startups.

Nessas atividades, o local faz uma seleção de candidatos e passa um período ensinando e repassando a eles tarefas que devem ser realizadas. Nem sempre o serviço é remunerado, é verdade. Contudo, participar desse tipo de treinamento aumenta as suas chances de empregabilidade no futuro, pois você ganha experiência e gera histórico de trabalho no seu currículo.

Atividades ligadas à filantropia

A segunda opção tem a ver com as atividades ligadas à filantropia, isto é, quando você faz trabalho voluntário em instituições beneficentes e ONGs que precisam de apoio nos serviços que prestam à população, aos animais ou à natureza. Isso é muito bem-visto pelo mercado porque as empresas têm investido bastante em políticas sociais e nessas causas.

Atividades autônomas

Por último, nas atividades autônomas, você trabalha por conta própria. Ou seja, sem ter ligação com uma empresa, muito menos carteira assinada. Essa é uma opção para quem já faz algumas coisas relacionadas à área de formação que escolheu.

Por exemplo, você está cursando Publicidade e Propaganda e sabe como fazer fotos com mais produção e rigor técnico, editar vídeos, administrar redes sociais, entre outras possibilidades. Portanto, você oferece esses serviços a pessoas conhecidas, divulga na internet e, futuramente, até faz parcerias com agências de publicidade.

Qual é o papel da faculdade nesse contexto?

A faculdade também é essencial para quem quer conseguir um trabalho sem experiência profissional. Porém, se você acha que é apenas porque é onde você estuda uma área de atuação, saiba que está enganado, viu? Isso porque a sua instituição oferece uma série de outras oportunidades para você dar os primeiros passos na sua carreira.

Um ótimo exemplo disso é o estágio supervisionado obrigatório que faz parte da grade de várias graduações. Ele pode ser realizado em clínicas escolas ou núcleos específicos (de prática jurídica e de tecnologia agropecuária) e também por meio dos convênios com empresas e órgãos públicos.

Esses estágios permitem não só o ganho de experiência, como também a vivência da profissão e da realidade da rotina das empresas. Há também os cursos de extensão e pesquisa que abrem as portas para um aprofundamento na produção científica e o preparam para uma carreira acadêmica, caso esse seja o seu interesse. #partiuserprofessorepesquisador

Vale ainda mencionar a oferta de cursos livres que agregam valor ao seu currículo e ajudam você a desenvolver e aperfeiçoar habilidades e competências profissionais.

Instituições sérias e comprometidas com o futuro dos estudantes vão muito além. A UniCesumar, por exemplo, disponibiliza orientação profissional especializada e divulgação recorrente no próprio blog de vagas de estágios e empregos disponíveis em cidades do estado do Paraná (como Maringá, Curitiba e Ponta Grossa).

Para completar, a Uni tem um centro voltado para empreendimentos e inovação: o UniCesumar Empresarial. Atendendo aos cursos de Ciências Exatas, Humanas e da Saúde, ele possibilita a realização de projetos e empreendimentos com parcerias privadas que podem mudar o seu futuro e garantir o sucesso no mercado de trabalho.

Como criar um currículo que se destaca?

Nós já falamos sobre as possibilidades para ter empregabilidade mesmo sem experiência profissional. Agora, vamos mostrar como criar um currículo que se destacará nessa situação e poderá tornar você tão competitivo e com bom potencial como qualquer outro candidato no processo de seleção. Fique atento às dicas para não deixar passar nada:

  • destaque sua formação acadêmica — a graduação que você começou a fazer na faculdade — e complementar — como os cursos (livres e de extensão), os projetos e as atividades acadêmicas que foram realizados na instituição;
  • pontue as atividades realizadas fora do campus (aqui, dá para mencionar os estágios, os trabalhos como freela, o voluntariado, as bolsas em órgãos culturais, entre outros);
  • apresente os eventos acadêmicos e profissionais dos quais você participou e que contribuem para a sua capacitação como futuro profissional, o que inclui treinamentos, conferências, workshops e congressos;
  • identifique o seu domínio e sua segurança para falar, ler e escrever em outras línguas — caso, é claro, você seja fluente em outro idioma ou tenha um conhecimento intermediário nele;
  • crie um portfólio para enviar com o seu currículo. Assim, você mostra suas habilidades, seu talento e sua criatividade — características que são muito bem-vindas em áreas artísticas, da comunicação e da mídia.

Como deu para ver, a falta de experiência profissional não impede as suas chances de empregabilidade, especialmente quando você produz um currículo marcante, aproveita bem as oportunidades da sua faculdade e está sempre atento às alternativas de trabalho ou atividades que proporcionam vivência de mercado. Por isso, já sabe: siga as nossas dicas para começar a sua carreira com o pé direito!

Aproveite o tema do post e veja como desenvolver e ampliar algumas das competências profissionais mais valorizadas e desejadas pelas empresas!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Nova call to action

    Call to action | eBook |  Saiba que curso na área de Humanas deve ser a sua escolha de graduação

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action