<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo_unicesumar_horizontal_original
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Biológicas



Se você está pensando fazer faculdade de Biologia, saiba que é uma oportunidade interessante para quem gosta do meio ambiente, da pesquisa acadêmica e das interações de plantas, animais e seres humanos.

O biólogo é um especialista da natureza e pode ajudar tanto na preservação das espécies quanto na pesquisa sobre novas fontes de energia, bem como no estudo dos microrganismos e nas práticas de vigilância sanitária.

É preciso ter coragem, dedicação e muita força de vontade para se envolver em projetos das ciências naturais e da vida humana, além de acompanhar os campos de atuação mais rentáveis.

Quer saber mais se esse curso que combina com você? Então, não perca tempo e leia o conteúdo que preparamos sobre a faculdade de Ciências Biológicas!

Afinal, a Biologia é uma boa opção para o futuro?

Fazer faculdade é uma escolha de vida, não é mesmo? Pois envolve mudança de perspectivas, responsabilidades e comprometimento com o curso. Também é importante aliar vocação e estratégia profissional para trabalhar com um retorno financeiro satisfatório.

Nesse sentido, vamos contar agora por que a Biologia é uma boa opção para o futuro. Sabe-se que o cenário ambiental está à beira de um colapso. Enquanto alguns governantes apoiam a preservação das dos recursos naturais e das espécies, outros simplesmente ignoram ou colocam em segundo plano visando apenas os avanços econômicos.

Mas o fato é que o equilíbrio do ambiente, a preservação das espécies e as formas de utilizar fontes alternativas de energia nunca foram temas tão analisados pelos cientistas — afinal, sem esse cuidado os impactos futuros serão catastróficos.

Diante disso, o biólogo, genuinamente como um protetor da natureza e estudioso do assunto será muito requerido para fazer diagnósticos dos impactos ambientais, avaliar as intervenções nessa modalidade nas diversas partes do mundo e propor melhorias para a sociedade.

Outra grande participação dos biólogos atualmente é no aconselhamento genético, pois ele é responsável por dar respostas às condições clínicas dos pacientes que não foram resolvidas com o uso de terapias disponíveis.

O profissional da Biologia também será mais demandado a ministrar aulas para o ensino médio e faculdades, já que essa atividade é muito necessária e preenchida pelos estudantes que se formam em Licenciatura. Quem gosta dessa área, portanto, terá grandes ofertas nas variadas instituições de ensino públicas e privadas.

Existem áreas ainda pouco exploradas pelos biólogos, que futuramente atrairão novos formandos, como bioinformática, ecodesign, gestão de bancos e germoplasma, paisagismo, saneamento ambiental, entre outras.

O que faz o biólogo?

O biólogo é um profissional com profundos conhecimentos em Zoologia, que é o estudo dos animais, além de Biologia Marinha e Celular, Botânica, Ecologia, Toxicologia, entre outras disciplinas necessárias à sua atuação no mercado de trabalho.

A curiosidade tomou conta e você quer conhecer mais? Então, veja a seguir!

Ecoturismo

Gostaria de trabalhar na natureza e ainda explicar esse cenário para visitantes? Pois essa é a atribuição dos biólogos no campo do ecoturismo, que normalmente atuam nas reservas protegidas e acompanham as visitas com os turistas.

O passeio pode começar com uma breve explicação sobre o lugar de acordo com o perfil do grupo, ou seja, de forma mais didática se forem estudantes ou objetiva se forem adultos amantes da natureza. Abordar questões como as características da fauna e flora predominantes, além das regras de condutas para os turistas — principalmente se tiver contato direto com plantas e animais — também é essencial.

O biólogo pode ser contratado pelo setor público ou privado e tem entre as suas responsabilidades manter o equilíbrio das espécies animais e vegetais da região, bem como mostrar didaticamente como é possível conviver harmoniosamente com a natureza.

Melhoramento genético e ambiental

Na disciplina de Genética do curso, os futuros biólogos aprenderão sobre as maneiras de modificar o gene para melhorar alguns aspectos de plantas e animais, de modo a facilitar a sua sobrevivência. Esse trabalho é interessante por criar formas de vida mais resistentes ou para ajudar na procriação dos animais em extinção, além de possibilitar novas mudanças na anatomia e fisiologia dessas espécies.

Alguns biólogos desenvolvem projetos para modificar as cores das orquídeas, enquanto outros fazem o melhoramento genético de bovinos para facilitar a fertilização in vitro e garantir a procriação com finalidade de consumo, por exemplo.

Biologia Forense

A Biologia Forense é um campo vasto e bastante interessante para quem adora investigação e identificação de participantes na área de um crime. Por meio da coleta de vestígios da vítima ou de superfícies do local investigado é possível caracterizar o DNA do suspeito e supor sobre as situações que ocorreram anteriormente.

Dois campos muito explorados pelo biólogo forense são os da Botânica e da Zoologia. O primeiro observa grãos de pólen e outras substâncias das plantas para saber se o corpo foi executado naquele local, por exemplo, ou se foi transportado para não deixar pistas.

Já a Zoologia entra para prever o tempo de falecimento do indivíduo. Isso porque, conforme o corpo vai de deteriorando, existem diversos insetos e organismos que exploram as partes putrefatas em momentos diferentes — a partir daí é possível concluir o horário da morte.

Recuperação de áreas devastadas

Como foi dito, o biólogo é um protetor da natureza, que visa a preservação ou a recuperação de áreas devastadas por incêndio, grandes enchentes, contaminação irracional do solo, entre outras causas. O seu trabalho é fazer um diagnóstico dos danos ambientais, verificar os tipos de animais que foram prejudicados pelo desmatamento e propor uma resolução com base nas características do local afetado.

Esse profissional também faz uma previsão de quanto tempo a área poderá ser recuperada e como se dará esse processo — considerando nesse projeto o número de indivíduos envolvidos e o investimento financeiro para resolver o problema.

Nessas situações, o biólogo pode ser contratado pelos órgãos governamentais ou elaborar um plano para empresas privadas (que foram multadas por questões ambientais e dependem dessas mudanças para voltarem a funcionar, por exemplo).

Vigilância sanitária

O profissional da Biologia pode atuar na vigilância sanitária, bem como no controle da toxicidade de alimentos e de outros produtos para o consumo das pessoas. Também atua como fiscal dos estabelecimentos sanitários, verificando as condições de funcionamento das empresas.

Os fiscais sanitários das Ciências Biológicas também são solicitados para avaliar as condições de funcionamento de outras empresas que não estejam relacionadas diretamente com questões ambientais, tais como farmácias, hospitais, entre outros.

Outro campo de atuação interessante é na parte de vigilância epidemiológica, na quantificação de doenças, na avaliação das causas do aumento do número de casos e nas visitas domiciliares para apurar esses problemas.

Reprodução humana e assistida

Uma das áreas promissoras para o biólogo é a reprodução humana e assistida. Trata-se das clínicas de fertilização in vitro, além de outras formas de reprodução, tendo como responsabilidade garantir células germinativas viáveis para a implantação no útero da futura gestante.

Esse profissional precisa lidar com equipamentos de última geração, interpretar dados dos pacientes e contribuir com uma equipe multiprofissional nos aspectos referentes à qualidade das amostras recebidas.

Outra responsabilidade nessa atuação é conservar adequadamente as amostras biológicas, pois pode ser a última alternativa daqueles casais que não conseguiram ter filhos pelos métodos naturais e investiram muito nessa proposta.

Aconselhamento genético

O biólogo também é o profissional habilitado para fazer o aconselhamento genético, formalizado com um documento em que se avalia como as características dos indivíduos podem influenciar na capacidade de desenvolver alguns tipos de doenças.

Nesse contexto, o profissional da Biologia faz um levantamento do histórico familiar, interpreta os dados genéticos encontrados e orienta os pacientes sobre a probabilidade de acometimento das doenças que causam alterações dos genes — e consequentemente as mudanças nas funções das células.

Essa é uma atividade muito recente e cercada por questões éticas e econômicas. Por isso, ainda é pouco acessível a todos os pacientes, normalmente sendo requerida quando já se esgotaram todas as investigações convencionais.

Aquicultura

A Aquicultura é uma atividade relacionada ao cultivo de organismos aquáticos, sendo eles micróbios, vegetais ou animais maiores, em água doce e salgada, com um ciclo de vida que ocorre de forma parcial ou total no meio aquoso.

Independentemente do tipo de cultivo e da finalidade, o biólogo é responsável pela elaboração do projeto e do plano de negócios, por avaliar os impactos no ambiente e por fazer a estimativa de custos e viabilidade da proposta.

Ele deve explicitar quais serão as etapas do processo de Aquicultura que serão desenvolvidas, qual é o foco das atividades, os protocolos para criatórios que detalham a espécie a ser cultivada e as consequências para o negócio e o meio ambiente.

Paisagismo

Você sabia que o biólogo pode atuar na área de paisagismo? Isso está entre suas responsabilidades relacionadas à assessoria técnica, à elaboração de projetos e aos planos de área verde.

Para tanto, ele deve propor sistemas de irrigação para todos os vegetais existentes ou que serão inseridos, prover uma iluminação adequada para as espécies expostas e elaborar materiais sobre projetos paisagísticos.

Também deve definir um cadastro físico de toda a área revitalizada, orientando os usuários sobre como manter a sobrevivência das espécies através de medidas simples e adequadas ao projeto originalmente determinado.

Controle de pragas e vetores

As pragas urbanas são aqueles animais que infestam as residências e áreas comerciais e causam prejuízos à saúde e à infraestrutura dos estabelecimentos. O biólogo, como um dos responsáveis nessa atuação, trabalhará no controle e na eliminação dessas pragas.

A partir de um diagnóstico detalhado, considerando a espécie da praga encontrada, seus hábitos alimentares e os prejuízos causados, o biólogo determinará medidas resolutivas para a situação. Essas resoluções envolvem o controle com uso de agentes físicos, mecânicos e educativos, a fim de orientar os moradores e trabalhadores das empresas a evitarem comportamentos que podem ser um chamariz para essas pragas.

Área acadêmica

A área acadêmica encanta muitos profissionais que cursam Biologia e desejam fazer mestrado e doutorado em áreas específicas dessa graduação. Existem opções de cursos de pós-graduação de Zoologia, Botânica e animais de pequeno porte, por exemplo.

Para as áreas comuns a todas as graduações de Ciências da Vida, é possível fazer mestrado em Microbiologia, Fisiologia, Biologia Celular, Bioquímica etc., além de publicar artigos científicos em revistas nacionais e internacionais.

A partir das titulações obtidas além da Licenciatura, os biólogos conseguem trabalhar em faculdades públicas, privadas ou escolas de ensino médio, ajudando a formar uma legião de novos interessados pelos mistérios da Ciência.

Por que cursar Biologia?

O curso de Ciências Biológicas é uma ótima oportunidade para desvendar os comportamentos dos seres vivos, propor soluções para reduzir o desmatamento das florestas devido à eliminação do ecossistema ali presente, entre outras ações.

A pressão para o vestibular e as incertezas sobre qual área de atuação seguir, no entanto, deixam os candidatos bem confusos, não é verdade? Por isso é importante entender como é o curso de Biologia e de que forma se inserir no mercado de trabalho.

Enquanto graduando de Biologia, você terá contato com diversos estudos e se tornará um aventureiro, pois olhará alguns cenários de uma forma diferente e dará valor desde o menor dos insetos até o maior dos predadores. O estudante de Biologia também aprenderá sobre as características das principais classes do reino animal, analisando diferenças e semelhanças entre predadores e presas, além daqueles que vivem em outras interações.

O biólogo pode atuar nos grandes mares, pesquisando sobre como as mudanças climáticas afetam as espécies marítimas. Por outro lado, é capaz de investigar a vida vegetal e animal dos mangues e rios ou até proteger criaturas em extinção.

Um caso de grande repercussão na mídia é sobre a proteção das tartarugas marinhas, em que diversos profissionais, incluindo os biólogos, fazem o mapeamento dessas espécies para evitar seu desaparecimento no planeta.

Não é sensacional saber que um biológico é um protetor da vida? Por isso, quem gosta principalmente de ambientes naturais já demonstra isso antes mesmo de entrar na faculdade. Dessa forma, cursar Biologia é um grande passo pra quem gosta da natureza e deseja melhorar o lugar em que vivemos.

Quais as principais matérias da faculdade de Biologia?

Quem fizer faculdade de Biologia terá disciplinas de Anatomia, Fisiologia Vegetal e Animal, Zoologia, Microbiologia, Bioquímica, Genética, entre outros ensinamentos teóricos e práticos da vida acadêmica. Veja a seguir as principais matérias do ciclo básico e específico!

Ciclo básico

O ciclo básico conta com as disciplinas de Anatomia, Bioquímica, Física e Química, Genética, Microbiologia e Metodologia Científica. Então, você vai entender primeiramente sobre o corpo dividido pelos sistemas para facilitar o estudo. Aprenderá também sobre os nervos cranianos, as divisões do cérebro, as partes do coração e a composição dos músculos do corpo, além de identificar partes da estrutura dos genitais masculinos e femininos.

Vale ressaltar que por questões éticas e de biossegurança não se utilizam mais partes de cadáveres nessas disciplinas, apenas modelos esquemáticos em 3D ou outra metodologia que consiga visualizar anatomicamente as partes do corpo.

Depois que você aprender Anatomia, conseguirá interpretar como o coração bombeia o sangue, ou por que o cérebro é dividido em duas partes e como as emoções se processam. Essa é a disciplina de Fisiologia, que deixa muito estudante animado com o curso! Em seguida, é possível entender os processos bioquímicos e os professores vão mostrar um mapa denominado metabólico.

Fechando as disciplinas básicas temos a Genética, que estuda os mecanismos da hereditariedade das características individuais, do acometimento das doenças congênitas e o estudo inovador sobre as ervilhas, que propiciou tudo isso. Por fim, não podemos deixar de mencionar a Metodologia Científica, disciplina que explica sobre métodos de pesquisa, esclarece os tópicos de um trabalho acadêmico e principalmente boas práticas de formatação.

Ciclo específico

Entrando propriamente na parte do curso que os graduandos mais se identificam, temos a Fisiologia Vegetal e Animal. Nessas matérias são mostrados os motivos da existência de alguns elementos presentes nas plantas e nos animais.

Sendo assim, você vai estudar mais detalhadamente as partes e funções de uma planta, o processo de polinização, como modificar o material genético para produzir novas espécies, entre outros conhecimentos.

Na Fisiologia Animal, os principais ensinamentos envolvem os mecanismos de proteção dos animais, que são as presas, suas toxinas e algumas estruturas dos predadores que podem ser cruciais na caça. Essa disciplina aborda tanto os pequenos animais quanto as atividades dos grandes caçadores da natureza.

Outra disciplina de grande interessante é a Zoologia dos invertebrados e vertebrados, considerando as semelhanças, diferenças entre os grupos e quais são os principais representantes de cada classe.

Quais os desafios enfrentados pelos profissionais da área?

Como em qualquer profissão, os desafios se relacionam ao mercado de trabalho e à concorrência com outros profissionais, certo? Por isso, o mais importante é desenvolver habilidades dentro e fora do ambiente acadêmico para se destacar nos processos seletivos.

Ademais, seguindo uma tendência de mercado multidisciplinar, existem áreas de atuação em que os biólogos competem com outros profissionais — de outras ciências ou formações —, tais como na vigilância sanitária, nas técnicas de reprodução assistida, na pesquisa acadêmica etc.

Por isso, é fundamental que você se comprometa durante o curso e saiba que é preciso estudar muito! Também é essencial fazer estágios curriculares e não curriculares, investir na participação de eventos da área e apostar em competências mais abrangentes, como gestão de pessoas e falar bem em público.

Assim, você terá uma formação sólida em Ciências Biológicas e será um profissional mais completo, aumentando seu potencial e diferencial competitivo. Da mesma forma, é importante pesquisar mais sobre as demandas da área escolhida.

Um curso de especialização é muito bem-vindo, por exemplo, para se diferenciar dos demais concorrentes, além de domínio de língua estrangeira, informática e outras tecnologias, noções de estatística etc. Para acrescentar, o bom relacionamento interpessoal em qualquer área de atuação é interessante, portanto, conhecer sua personalidade e analisar como se adaptaria aos diversos tipos de ambientes vai ajudar também.

Como saber se tenho o perfil para essa área?

Se você gosta da natureza, desde os pequenos animais e plantas até os maiores predadores da terra, o curso de Biologia pode ser uma excelente opção. Além disso, geralmente a pessoa precisa ser bastante curiosa e ter personalidade investigativa.

Desde crianças, muitos se interessam por esse universo, mas, quando a curiosidade vira um propósito de vida, é bem provável que você escolha a Biologia para aprofundar ainda mais seus conhecimentos. Essa é uma parte essencial, contudo, é necessário ter paciência, disciplina, organização e proatividade — para lidar com fatores que podem interferir a todo momento no seu trabalho.

Outro ponto para saber se você tem perfil na área é a disciplina para estudar constantemente os conteúdos que mais interessam, sem deixar de lado aqueles que são igualmente importantes para sua formação, ainda que não despertem tanta curiosidade.

Também é essencial ter uma personalidade mais investigativa, como dissemos, por mais que você não escolha atuar com Biologia Forense. Afinal, em vários momentos será preciso descobrir como alguns problemas surgem, como organizar etapas para solucioná-los e quais são os parâmetros para monitoramento se a situação for resolvida. Isso porque tanto na vida acadêmica quanto profissional você será desafiado a isso.

A Biologia é uma ótima opção para quem é curioso e um amante da natureza. O curso tem disciplinas relacionadas à Fisiologia Animal e Vegetal, assim como conteúdos sobre seres vivos vertebrados e invertebrados.

O campo de atuação é amplo, porém, é preciso se dedicar bastante desde o primeiro período dos estudos para conseguir uma boa colocação no mercado de trabalho. Nesse sentido, também é fundamental conhecer uma boa faculdade de Biologia, verificar a possibilidade de prestar vestibular em outros lugares ou fazer faculdade em Londrina.

Se você gostou destas informações e das áreas de atuação do biológico, que tal se tornar um futuro profissional das Ciências Biológicas? Para saber mais detalhes sobre o curso e a UniCesumar, entre em contato conosco!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Nova call to action

    Call to action | eBook |  Saiba que curso na área de Humanas deve ser a sua escolha de graduação

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action