<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo_unicesumar_horizontal_original
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Biológicas / Fonoaudiologia



Vai cursar a faculdade de Fonoaudiologia? Ou ainda tem dúvidas, mas o curso está entre os seus favoritos? Pois saiba que essa é uma opção com ótimas perspectivas de carreira, além de trazer satisfação pessoal e reconhecimento — um trio de benefícios que agrada qualquer um, não é mesmo? 

Por isso, não importa se você já está com o pezinho na sala de aula, pronto para começar sua jornada acadêmica, ou se ainda está analisando todas as possibilidades: não custa nada aprender mais sobre essa profissão tão valorizada no mercado!

E se você até se interessa pela área, mas ainda não sabe exatamente o que faz um fonoaudiólogo, agora é a hora de descobrir! Preparado para desvendar todos os segredos da faculdade de Fonoaudiologia? Vamos lá!

Afinal, para que serve a Fonoaudiologia?

O profissional graduado no curso de fonoaudiologia se dedica, principalmente, a melhorar a comunicação das pessoas, por meio de intervenções na fala e na audição — isso envolve desde pacientes com dificuldades na fala ou algum tipo de deficiência até pessoas que dependem da voz para seu trabalho (entram aqui cantores, atores, locutores de rádio e professores, por exemplo).

Já deu para sacar o tamanho da responsabilidade, não deu? Mas esse profissional não lida só com problemas da fala e audição. O trabalho dele envolve tudo que está ligado à linguagem e comunicação. Por isso, muitas vezes, é necessário trabalhar com médicos de várias especialidades para reabilitar completamente um paciente. 

Quer alguns exemplos práticos? O mais comum é o caso clássico da “fala de Cebolinha”, quando a criança não consegue pronunciar a letra R. Nessa situação, o fonoaudiólogo precisa usar técnicas lúdicas para ajudar a criança a corrigir sua fala.

Outra área comum de atuação é junto a professores, que apresentam diversos problemas vocais devido ao uso excessivo da voz (ter que falar mais alto quando os alunos não param de conversar tem o seu preço, sabia?).

O fonoaudiólogo também tem um papel importante no tratamento de problemas ortodônticos, junto com o dentista, em distúrbios gástricos, acompanhado do médico — e até com problemas respiratórios, em parceria com o otorrino ou alergologista.

Quais são as áreas de atuação de um fonoaudiólogo?

O profissional formado na faculdade de Fonoaudiologia pode trabalhar em hospitais, escolas, creches, asilos, organizações governamentais ou em seu próprio consultório, atendendo pacientes de todas as idades (e não apenas crianças, como muitas pessoas imaginam).

Diante disso, dá para atuar em várias abordagens diferentes. O Conselho Federal de Fonoaudiologia (CFFa) já oficializou 12 áreas de atuação para os fonoaudiólogos. São elas:

  • motricidade e disfagia — estudar e corrigir processos de mastigação, deglutição, respiração e expressão facial — normalmente em conjunto com dentistas, médicos ou fisioterapeutas;
  • voz — prevenir e tratar distúrbios da voz, como rouquidão, afonia ou tumores;
  • audiologia — diagnosticar e tratar problemas de audição, além de propor terapias adaptativas para aqueles que precisam de aparelhos auditivos;
  • fonoaudiologia neurofuncional — auxiliar no tratamento de sintomas associados a doenças neurológicas, câncer ou AVCs;
  • gerontologia — contribuir para a melhora da qualidade de vida de pacientes idosos, incluindo a prevenção e a reabilitação de distúrbios relacionados à fala e à audição.

Enfim, trabalho é o que não falta para um profissional da Fonoaudiologia disposto a se dedicar aos pacientes!

Que competências e habilidades um fonoaudiólogo deve desenvolver?

A faculdade de Fonoaudiologia é responsável por treinar e oferecer todo o conhecimento técnico que o profissional precisa para atuar na área. Mas só isso não basta para fazer um bom trabalho.

Como esse profissional trabalha diretamente a promoção da saúde e da qualidade de vida de pessoas, é importante investir nas habilidades humanas, para se relacionar bem com os pacientes e oferecer um atendimento humanizado e acolhedor. Afinal, ninguém gostaria de se tratar com um profissional que não passa segurança, confiança e respeito, não é mesmo?

Além disso, para se dar bem nessa área, é preciso exercitar o tempo todo a capacidade de tomar decisões baseadas em evidências: quando avaliar as indicações de tratamento, por exemplo, é fundamental considerar o efeito de cada intervenção para o quadro do paciente.

Quem pretende ter seu próprio consultório ainda vai precisar desenvolver diversas competências gerenciais para lidar com as demandas burocráticas e rotineiras: organização da agenda, contas a pagar e arquivos, por exemplo. 

Como é a faculdade de Fonoaudiologia?

O curso dura 4 anos e inclui disciplinas básicas e específicas. As primeiras, como o próprio nome indica, formam a base de todo conhecimento que o aluno precisa para entender a anatomia humana e o funcionamento da comunicação. As matérias específicas abordam a prática da profissão, o que inclui técnicas de trabalho, trato com os pacientes e métodos de diagnóstico.

Aqui na Uni, a matriz curricular tem excelência comprovada: a faculdade de Fonoaudiologia é referência em Maringá e região, ficando em 1º lugar no Paraná na avaliação do MEC

Quer conhecer as matérias que compõem o curso? Dê uma olhada em algumas delas!

1ª série ou ano

  • acústica da fala e audição;
  • ciências morfológicas;
  • biologia e bioquímica humana;
  • ciências fisiológicas.

2ª série ou ano

  • avaliação da fala e linguagem;
  • ortodontia e ortopedia facial;
  • desvios fonológicos;
  • otorrinolaringologia.

3ª série ou ano

  • aquisição e desenvolvimento da linguagem;
  • disfunções neurológicas;
  • fonoaudiologia hospitalar;
  • audiologia educacional.

4ª série ou ano

  • empreendedorismo;
  • trabalho de conclusão de curso;
  • estágios supervisionados obrigatórios.

Estágios obrigatórios

Os estágios supervisionados obrigatórios são indispensáveis para ganhar experiência e ter mais confiança na hora de atender pacientes e ajudar pessoas. Por isso, prepare-se: eles não são poucos! Nossos alunos passam pela vivência prática em:

  • audiologia educacional;
  • voz e estética vocal;
  • sistema orofacial;
  • distúrbios da aquisição e do desenvolvimento da linguagem;
  • audiologia clínica, entre outros.

A experiência do estágio é muito importante no processo de aprendizagem do aluno, já que é uma oportunidade de colocar em prática o que você aprende na sala de aula.

Além disso, como os estágios obrigatórios da faculdade de Fonoaudiologia abrangem as principais áreas de atuação, é um ótimo jeito de descobrir quais você gosta mais. Assim, já dá para ter uma ideia sobre qual especialidade você quer dar mais ênfase na profissão.

Sem contar que, durante o estágio, você aplica não somente os conhecimentos técnicos aprendidos ao longo do curso, mas também as habilidades e competências importantes no dia a dia profissional.

Algumas delas a gente já falou por aqui: atendimento humanizado, capacidade de gerenciar conflitos, tomadas de decisões durante a avaliação clínica etc. Com essa vivência, o estudante sai da faculdade prontinho para se destacar no mercado de trabalho.

Como está o mercado para Fonoaudiologia?

A demanda por profissionais qualificados na área da Fonoaudiologia é animadora para quem quer começar a trabalhar assim que terminar a faculdade: além de fazer parte dos serviços oferecidos pelo SUS, a especialidade também é obrigatória nos convênios médicos particulares.

Além disso, o envelhecimento da população e os avanços na medicina são fatores que aumentam ainda mais a necessidade por fonoaudiólogos na sociedade. 

Para que você tenha uma ideia, a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), que analisa o contingente de empregos formais, mostrou em dados divulgados pelo Conselho Regional de Fonoaudiologia de São Paulo (Crefono) que houve um crescimento de 61,7% nos postos de trabalho para fonoaudiólogos de 2007 a 2017.

Em relação aos ganhos, o Sindicato dos Fonoaudiólogos do Estado do Paraná (Sinfopar) atualiza todos os anos a Tabela De Honorários Fonoaudiológicos, que serve de referência para a profissão. A recomendação é que, para uma jornada de 36 horas semanais, o fonoaudiólogo autônomo ganhe aproximadamente R$ 7,2 mil. Nada mal, não é?

Como escolher a faculdade de Fonoaudiologia?

Para escolher o seu curso de Fonoaudiologia, é importante pensar na qualidade da matriz curricular, na experiência do corpo docente e, também, na infraestrutura da faculdade. O curso de fono da Uni é de primeira linha: conceito A pelo MEC, conceito B no Exame Nacional de Curso e nota 4 no Enade!

Quer mais? A estrutura da faculdade conta com uma clínica-escola com equipamentos de última geração, salas com acústica perfeita e ambulatórios climatizados — tudo para garantir o melhor aprendizado, na teoria e na prática!

Além disso, o curso é dinâmico e antenado com as tendências educacionais modernas, sempre relacionando o conteúdo a outras áreas do conhecimento, como linguística, neurologia, antropologia e psicologia. E aí, preparado para o desafio?

Como se destacar na profissão?

Além de fazer a faculdade de Fonoaudiologia aqui na Uni, é claro, o estudante que quer se destacar na profissão precisa ter foco no aprendizado contínuo e no atendimento humanizado.

Com os constantes avanços da tecnologia e das ciências, as carreiras da saúde estão sempre passando por atualizações, seja em relação a procedimentos, seja no uso de novos equipamentos.

Então, a dica é estar sempre de olho nessas novidades e levá-las para a clínica. Aliás, se você tem vontade de abrir o seu próprio consultório, também é bom priorizar o desenvolvimento de competências gerenciais e da habilidade de liderança.

Que a verdade seja dita: mesmo que você seja um excelente fonoaudiólogo no futuro, um consultório é uma empresa e, como tal, precisa de administração para se manter de pé.

Enfim, pra encarar essa profissão é preciso ter vontade de cuidar de outras pessoas e dedicação para promover impactos sociais. E mesmo com disciplinas puxadas e dos estágios a perder de vista, não se engane: a faculdade de Fonoaudiologia é incrível e o mercado de trabalho para esses profissionais é bastante versátil e promissor.

Gostou do conteúdo? Então, assine a nossa newsletter! Assim, poderemos avisar por e-mail sobre outros posts úteis para sua jornada universitária e futura carreira!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action