<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo-topo-blog-1
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Dicas de Carreira



O fim do Ensino Médio é um momento de tomar grandes decisões. Muitas vezes, isso pode trazer algumas dúvidas sobre o futuro: buscar o primeiro emprego ou prosseguir com os estudos? Qual curso escolher? Fazer faculdade ou curso técnico?

Com o mercado de trabalho cada vez mais competitivo, investir na educação faz toda a diferença. Por isso, ingressar na faculdade ou em um curso técnico é essencial para que você tenha a possibilidade de se destacar ao disputar uma vaga.

De acordo a Pesquisa Nacional por Amostras de Domicílio (PNAD), em 2017, as taxas de desemprego no Brasil eram muito maiores para as pessoas sem nível superior. Por outro lado, as menores taxas eram justamente das pessoas que tiveram maior acesso à educação.

Pensando nisso, preparamos este post com as diferenças entre as modalidades de faculdade ou curso técnico. Confira!

Quais as diferenças entre faculdade e curso técnico?

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, entrar na faculdade não é a única opção que existe após a escola: também é possível ingressar em um curso técnico.

Ambos são importantes, pois possibilitam que o estudante aumente seus conhecimentos e tenha experiência profissional, seja por meio das aulas práticas ou de estágios. Porém, há diferenças entre essas opções.

Assim como os cursos de graduação, os técnicos também podem ser oferecidos em instituições públicas ou privadas. Eles representam uma modalidade de ensino mais curta e voltada para a atuação profissional, em que os estudantes adquirem o diploma de nível técnico.

Normalmente, eles têm duração menor que os cursos de graduação: na maioria dos casos, é possível se formar em cerca de 18 meses (um ano e seis meses). Além disso, também há a possibilidade de realizá-lo ainda durante o Ensino Médio.

É importante saber que o foco principal dessa modalidade é formar profissionais para os diferentes ramos do mercado e que possam atuar diretamente com aquilo que estudaram. Isso faz com que esses cursos sejam mais voltados às atividades práticas específicas daquela área.

Por isso, se você deseja começar a trabalhar o quanto antes ou se deseja conhecer mais sobre a profissão para entrar na universidade futuramente, o curso técnico pode ser uma boa opção.

Por outro lado, a faculdade oferece cursos de graduação que devem ser feitos exclusivamente após a conclusão do Ensino Médio. Eles garantem diploma de nível superior, permitindo a continuidade dos estudos por meio de pós-graduação, mestrado e doutorado.

O preparo profissional na faculdade costuma ser mais abrangente e garante conhecimento teórico e prático sobre os variados ramos de atuação do curso escolhido. Por conta disso, a formação costuma ser mais longa, variando de acordo com a modalidade, com a área ou com as políticas da instituição.

Em época de crises de desemprego, o curso superior torna-se ainda mais relevante, já que as empresas optam por colaboradores com amplo conhecimento e que tenham desenvolvido habilidades importantes em seus estudos.

Por esse motivo, o índice de empregabilidade das pessoas com diploma universitário tende a ser maior, independentemente de terem cursado uma graduação de tecnólogo, licenciatura ou bacharelado. E, sim, é exatamente o que você está pensando: existem tipos diferentes de graduação.

Tecnólogo, Licenciatura ou Bacharelado?

Como você viu, não basta apenas escolher qual curso deseja fazer e em qual horário você pretende estudar ao longo dos próximos anos. Também é preciso pensar na modalidade de ensino que é mais adequada ao seu perfil e que esteja de acordo com as suas necessidades.

Essas modalidades apresentam abordagens diferentes das disciplinas, o que auxilia na hora de procurar o emprego ideal. Assim, costumamos dizer que a licenciatura e o bacharelado são modalidades tradicionais, enquanto o tecnólogo (também chamado de tecnológico) é mais recente e moderno.

Cada uma delas tem características diferentes e apresenta vantagens específicas. Por isso, é importante conhecê-las bem para acertar na hora de tomar sua decisão. Vamos a elas?

Tecnólogo

Apesar dos nomes parecidos, o curso tecnólogo é diferente de um curso técnico. Assim como o bacharelado e a licenciatura, ele é considerado de nível superior e deve ser feito apenas após o Ensino Médio.

O grande diferencial da modalidade é que os cursos oferecidos são altamente direcionados para uma área de atuação. Por isso, costumam apresentar formação mais rápida do que as outras graduações, variando entre 2 e 3 anos.

Além disso, as cargas de aulas e atividades práticas, como experimentos e saídas de campo, costuma ser maiores que as aulas teóricas, permitindo aprofundamento naquilo que é estudado.

Por serem bem focados em ramos específicos de cada profissão, eles são ideais para quem já sabe quais funções deseja exercer no trabalho e, também, para pessoas que já atuam num setor e querem se capacitar mais — economizando tempo e ganhando reconhecimento.

Bacharelado

O bacharelado oferece formação tradicional e garante um conhecimento geral sobre tudo que envolve a área escolhida. Os cursos normalmente têm duração de 4 a 6 anos e, após a formação, o profissional tem a possibilidade de escolher entre diversas áreas para atuar.

Por conta dessa formação abrangente, há cursos que têm uma carga maior de aulas teóricas. Mas, ainda assim, os estudantes também entram em contato com a profissão na prática.

Todos esses aspectos envolvendo o bacharelado fazem com que ele seja uma ótima opção para quem ainda não conhece muito bem o mercado de trabalho e deseja ter uma visão panorâmica sobre o campo de atuação.

Licenciatura

A formação oferecida pelos cursos de licenciatura também é tradicional e, por isso, apresenta muitos pontos em comum com o bacharelado — como a duração média dos cursos e a grade curricular mais abrangente.

Porém, há um ponto que diferencia uma modalidade da outra: ao cursar a licenciatura, os estudantes tornam-se apto para ministrar aulas tanto em escolas de Ensino Fundamental quanto de Ensino Médio.

Isso acontece porque, ao longo da graduação, eles têm contato com matérias de caráter pedagógico e que desenvolvem a didática. Ou seja, a habilidade de ensinar e transmitir conhecimentos de maneira eficaz.

Como vimos, para escolher entre faculdade ou curso técnico, basta decidir qual deles atende melhor às suas expectativas profissionais e, é claro, o que mais combina com seu perfil.

Agora que você já conhece as modalidades de graduação, não deixe de se inscrever para receber a nossa newsletter. Tenha diretamente em seu e-mail informações valiosas sobre os diversos cursos que oferecemos!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Nova call to action

    Call to action | eBook |  Saiba que curso na área de Humanas deve ser a sua escolha de graduação

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action