<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo-topo-blog-1
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Vestibular / Dicas de estudos



Seja para fazer uma atividade escolar, uma prova do Enem, um vestibular desafiador ou disputar um emprego: todos nós, em vários momentos da vida, precisamos redigir um texto argumentativo. Nesse sentido, você tem ideia de como fazer uma boa redação?

A primeira ideia que aparece na nossa cabeça é: ler bastante! É claro que manter o hábito da leitura ajuda demais — enriquece o vocabulário, estimula a memória fotográfica das palavras e, acima de tudo, a imaginação. Ficar por dentro do que acontece na comunidade, no país e no mundo também é uma boa prática.

Afinal, para formular ideias e transcrever tudo de maneira coerente e coesa é preciso ter argumentos. Mas aqui vai um conselho importante: estar antenado em tudo que acontece por aí não é suficiente para ser bem-sucedido. A habilidade de escrever precisa de outras técnicas. Quer ver só? Neste post, vamos explicar tudinho para você sobre como fazer uma boa redação! Não perca!

1. Interprete as informações ao seu redor

Eis que você pega a folha de prova, vê a proposta de redação e, com isso, vem aquela sensação nada interessante que pode ser resumida em uma frase: "opa, eu não faço ideia do que escrever sobre esse tema". Se isso já aconteceu com você, acredite, há muitos outros estudantes na mesma situação.

Porém, temos boas notícias: existem formas de resolver esse empecilho. O segredo que ninguém conta é que a escrita depende muito da bagagem cultural de cada pessoa. Por isso, é essencial que você mantenha o hábito não só de consumir informações novas por meio de livros e notícias, mas, principalmente, que desenvolva cada vez a sua interpretação.

Sempre tente entender os impactos das ações que acontecem no mundo ao seu redor, as consequências de problemas sociais que ocorrem com frequência e busque interpretar as "entrelinhas". Com o passar do tempo, você vai perceber que esse conhecimento agregado faz toda a diferença na hora de começar o texto.

2. Entenda as etapas de uma boa redação de vestibular

Sabe quando você abre uma proposta de redação, começa a escrever algumas linhas, mas nada daquilo parece fazer sentido? Acredite: esse problema tem solução e ela é muito mais simples do que você imagina!

O fato é que o processo de produzir um bom texto para o vestibular não consiste simplesmente em ler o tema e começar a escrever. O melhor a fazer é seguir um passo a passo estruturado para que a sua redação tenha coerência e obedeça às regrinhas de escrita que são levadas em consideração nas provas.

Então, comece analisando o tema, de forma que você consiga relacionar o assunto a outros conhecimentos que já possui. Em seguida, comece a desenvolver as primeiras ideias (pode ficar tranquilo, nós já vamos ensinar como você pode fazer isso) e organizar as informações de um jeito que seja possível ter uma boa introdução, um desenvolvimento sustentado por bons argumentos e uma conclusão inteligente.

3. Não tenha medo de escrever

Se você é daquelas pessoas que acham que escrever é um bicho de sete cabeças, livre-se desse pensamento agora mesmo. Escrever é se expressar. Se está sentindo muita dificuldade, é porque não treinou o bastante. Sabe aquela série que maratonou no final de semana? Então, que tal pegar papel e caneta ou, quem sabe, ligar o computador para escrever sobre a história?

Conte como tudo começou, descreva os personagens, o cenário, os conflitos que antecederam o clímax do desenrolar da trama. Vale até narrar os spoilers — mas não envie para seus amigos, combinado? Se possível, peça para um professor revisar. Ele pode identificar pontos de melhoria, se for o caso.

4. Rascunhe as primeiras ideias

Antes de começar a escrever, é importante refletir um pouco sobre o tema da redação. Reserve uma folha em branco para rabiscar o que surgir na sua mente sobre o assunto proposto. De preferência, de maneira ordenada e legível para não se atrapalhar depois.

Vamos supor que o título seja “As altas taxas de feminicídio no Brasil”. O que você sabe a esse respeito? Tem alguma boa referência para embasar seus argumentos? Organize um guia para conectar uma ideia com a outra. Lembre-se das notícias mais recentes que leu ou ouviu, fatos do passado, estatísticas etc. Vale (quase) tudo! #juízodevalorNÃO

5. Transforme as ideias em tópicos

Se você achou que poderia descartar as primeiras ideias depois de fazer esse brainstorming, se enganou! Na verdade, tudo aquilo que passou pela sua cabeça quando você refletiu sobre o assunto exigido na proposta textual pode ajudar a tornar sua redação ainda melhor.

Por isso, analise tudo que você conseguiu pensar em relação ao tema e crie tópicos com aquelas ideias mais coerentes. Quer uma dica? Associe cada uma delas a um dado ou exemplo que possa favorecer sua argumentação. Assim, vai ser muito mais fácil desenvolver os parágrafos e entregar um texto nota 1000.

6. Elabore um título objetivo e atraente

Nem sempre o enunciado da redação vem com o título pronto. Algumas vezes, é preciso desenvolvê-lo. Em outras, não é obrigatório. Em todo caso, seja criativo para chamar a atenção e fazer com que o leitor tenha vontade de seguir em frente.

É importante que a frase escolhida faça justiça ao conteúdo para não criar falsas expectativas. Por exemplo, se o título for: “A fabulosa história de Amelie”, prepare-se para surpreender no desenvolvimento e contar, de fato, uma história fabulosa. 

7. Capriche na introdução

A introdução deve ser abrangente e apontar o que você vai defender no desenvolvimento de forma sutil. Portanto, é preciso ser direto, objetivo e simples. Evite entrar em detalhes nos primeiros parágrafos ou se alongar demais.

O início da redação sempre requer atenção, pois é a parte em que a pessoa decide se vai continuar ou não. Mesmo que o seu trabalho seja visto por um examinador, pense dessa forma. Ou seja, escolha muito bem as palavras na hora de escrever e estimule a curiosidade. Faça seu potencial leitor pensar: "que legal, eu PRECISO ler isso!".

8. Amarre bem os argumentos

O desenvolvimento de uma redação tem a responsabilidade de apresentar o ponto de vista do autor. Nesses casos, depois de mostrar fatos e apontar dados, apresente a sua forma de enxergar a situação. Defenda suas ideias como se a sua nota dependesse disso (#spoiler: ela depende!).

Se for necessário, faça perguntas para si mesmo.

  • Quais são as causas disso?
  • De que forma posso mudar essa questão?
  • O que a sociedade ou o poder público podem fazer?

Se a resposta for coerente, passe para o papel. Outro ponto que deve ser levado em conta é a amarração do texto. Para que não pareça mecânico, é fundamental fazer o uso correto das conjunções (mas, porém, contudo, todavia etc.) para conectar as palavras e frases. Evite usar adjetivos em excesso ou estender as frases para aumentar as linhas — principalmente se o número de palavras for limitado.

9. Tenha coerência na sua argumentação

Como você já viu, defender suas ideias a partir de bons argumentos é algo que já faz sua redação ganhar muitos pontos no vestibular. Porém, é importante sempre justificar os seus argumentos expondo informações reais.

Cá entre nós: é mais fácil ser convencido de alguma coisa quando você pode ver as provas, concorda? O mesmo ocorre na redação! Então, comprove suas ideias com base em analogias, citações de pensadores famosos, dados estatísticos ou até mesmo conhecimentos de outras disciplinas.

Além disso, é essencial elaborar uma argumentação com coerência. Tome muito cuidado para não se contradizer na hora de expor seu ponto de vista em uma redação, porque isso poderia prejudicar muito o seu desempenho. Uma maneira de evitar esse deslize é pensar em situações reais, assim, você consegue entender quais argumentos são válidos e não corre o risco de perder pontos.

10. Utilize os textos de apoio a seu favor

Você sabia que os textos motivadores podem ser muito úteis para o enriquecimento da sua redação? Pois é! Na maioria das vezes, eles trazem informações relevantes, como dados numéricos e fatos que foram noticiados. Por isso, você pode retirar alguns dados de lá e utilizá-los na sua redação.

Mas atenção: nada de copiar os textos de apoio, hein? Também é preciso ter atenção para não utilizar apenas as estatísticas que a própria prova entrega. É importante que a maior parte da sua produção textual tenha vindo diretamente dos seus conhecimentos! Por isso, use esses recursos com (muita!) moderação.

11. Faça uma conclusão esclarecedora

Concluir nada mais é que retomar algumas ideias que foram escritas e, quando convém, mencionar a solução sobre o tema. Os avaliadores do ENEM adoram conclusões que apontam o fim de um problema, sabia?

No caso de outras provas, é possível retomar as questões desenvolvidas com uma técnica simples, que é destacar os principais pontos de forma resumida. Dessa forma, fica mais fácil para o leitor guardar a informação na memória.

12. Leia, revise a ortografia, releia

Certa vez, a sábia escritora Clarice Lispector escreveu uma frase que se tornou imortal: “que ninguém se engane, só se consegue a simplicidade através de muito trabalho”. Pois é, a simplicidade dá trabalho. Escrever também é cortar os excessos, mudar uma frase de lugar, consertar aqui e ali, reescrever... Por isso, o rascunho é seu melhor amigo!

Portanto, não pense que você vai fazer a sua redação e, imediatamente, entregar o papel para a avaliação. Clarice jamais faria isso. Pare. Respire. Leia o texto na íntegra em busca de erros de ortografia. Verifique a pontuação, o uso de conjunções, as concordâncias.

Se tiver mais tempo, aproveite para reler. Muitas vezes, pequenos erros que ficam escondidos nas entrelinhas se revelam na segunda leitura ou, até mesmo, na terceira. Se achar que algum parágrafo ficou mal elaborado, não hesite em refazer: a prática leva à perfeição.

Agora que você já sabe como pode fazer uma boa redação e aprendeu quais aspectos são importantes para construir um texto perfeito para passar no vestibular, é hora de colocar todas essas dicas em ação. A regra é clara: o resultado só vem se você agir, ok?

Além disso, não esqueça também de começar a estudar para o ENEM. Afinal, a redação é importante, mas não é só de frases e argumentos que é feita uma prova desse nível!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Nova call to action

    Call to action | eBook |  Saiba que curso na área de Humanas deve ser a sua escolha de graduação

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action