<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo-topo-blog-1
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Vestibular



 Tags: Vestibular

Passar no vestibular e ingressar na faculdade é dar início a uma nova jornada. A curiosidade pela vida universitária é comum a muitas pessoas, ao mesmo tempo em que o desconhecido é capaz de gerar várias dúvidas e certo desconforto.

Nesse contexto, diversos pensamentos começam a rondar a cabeça dos estudantes. Você já passou por isso? Se deseja ficar por dentro desse assunto e esclarecer alguns mitos para começar com o pé direito essa etapa, aproveite para ler o conteúdo a seguir!

1. Será que o curso que escolhi agrada a minha família?

Para muitos jovens, esse é um grande ponto de tensão ao decidir um curso superior. Existem famílias que tentam influenciar a escolha e fazem de tudo para sua opinião ser levada em conta. Essa prática reduz a liberdade do estudante e é capaz de desenvolver até outras complicações emocionais.

Nesse caso, o conselho é ouvir o que cada um tem a dizer para refletir sobre o assunto. Seguir a ideia dos outros não deve ser uma ordem, mesmo que essas pessoas sejam os seus pais. Definir uma profissão é algo complexo, mas os seus interesses é que devem ser considerados em primeiro lugar — afinal, quem vai estudar e trabalhar nessa área é você.

A não ser que você esteja fazendo uma escolha apenas para contrariar alguém (o que não recomendamos, por sinal), siga em frente com a sua convicção e tente dialogar com os familiares para explicar os seus motivos. Não adianta nada começar um curso para agradar outra pessoa e ser um aluno extremamente insatisfeito, certo? #DicaDaUni: nesse momento, evite brigas e procure resolver a situação com tranquilidade.

2. É possível fazer mais de um curso ao mesmo tempo?

Sim, claro que é possível. Aliás, conquistar dois diplomas de graduação ao mesmo tempo pode garantir boas oportunidades no mercado de trabalho, já que você vai ter uma formação mais completa. A questão é avaliar se você tem tempo e recursos para isso.

Fazer faculdade envolve custos e uma enorme necessidade de organizar bem a rotina para conseguir cumprir com todas as atividades. Logo, conciliar dois cursos talvez não seja uma tarefa tão simples, mas não é impossível. Se essa for a sua intenção, busque aprender sobre gestão de tempo e motivação para aumentar as chances de sucesso dessa jornada! E não se esqueça de aproveitar ao máximo tudo que a universidade pode proporcionar.

3. Devo manter a minha escolha mesmo se a profissão não é bem remunerada?

giphy

A remuneração financeira oferecida pelo mercado é sim um tópico relevante e que deve ser pesquisado antes de escolher uma profissão. Mas também não deve ser o único fator que você deve considerar para fazer a sua opção. Na verdade, o seu interesse pela área é o que mais pode ajudá-lo a ser um profissional bem-sucedido. Quem ama o que faz sempre encontra meios de se destacar e de conseguir boas oportunidades.

Por exemplo, existem profissionais formados em Administração que ganham um salário mínimo e outros que ganham infinitamente mais do que esse valor — o que se repete em todas as áreas. Tudo depende da sua dedicação para fazer acontecer e obter um bom retorno com isso. Vale lembrar que o profissional dedicado ao estudo contínuo, geralmente, tem seu valor reconhecido no mercado.

4. Fazer faculdade é como viver sempre em festa?

Se esse é um pensamento que passa pela sua cabeça, é melhor pensar duas vezes. A imagem dos filmes americanos de que a faculdade é uma fase de pura diversão não condiz tanto com a realidade. É claro que você terá diversas oportunidades de se divertir com os colegas, dentro e fora de sala de aula.

O detalhe é que a vida universitária envolve muitas responsabilidades e levar o curso a sério é fundamental para sair com uma boa preparação. O importante é encontrar o equilíbrio entre a diversão e os estudos . Procure dar prioridade para as obrigações primeiro e, sempre que possível, aproveite os momentos livres para festejar com prudência, sem deixar de lado os afazeres acadêmicos.

5. Nunca mais vou poder trocar de profissão?

Esse é outro pensamento que costuma assustar um pouco as pessoas que estão prestes a ingressar na faculdade. O peso de tomar uma decisão para o resto da vida chega a ser angustiante. A dica nessa situação é tentar ser o mais consciente possível, até porque qualquer curso vai exigir bastante de você — esforço, tempo, dinheiro, entre outros recursos. Pense com cuidado sobre as suas vontades e preferências para que a sua escolha final realmente tenha a ver com você.

Com o tempo, pode ser que você tome outros rumos e resolva mudar de carreira, fazer outra graduação, escolher uma especialização em uma área distinta, abrir um negócio diferente ou coisa parecida. Ou, então, simplesmente pensar: o que eu estou fazendo aqui? Isso não é o fim do mundo e, como sabemos, não dá para prever o futuro. Ninguém vai poder julgá-lo pela mudança.

6. Agora vou poder matar aula à vontade?

De fato, aquele contexto do colégio em que você matava aula e alguém avisava os seus pais não vai acontecer mais. Os professores na faculdade não estão tão preocupados com o seu desempenho ou frequência. Você já deve ter ouvido que "com grandes poderes vêm grandes responsabilidades", não é mesmo? E é bem isso!

Se você não conseguir a média de notas para ser aprovado ou ultrapassar a quantidade de faltas permitidas, provavelmente vai ter que repetir a matéria. O fato de existir maior autonomia não significa que você deve ser irresponsável, muito pelo contrário.

7. Será que vou conseguir ser um bom profissional?

Para finalizar, uma insegurança comum aos vestibulandos e calouros: o mercado de trabalho. Conquistar um bom emprego, ser reconhecido pelo chefe e pelos colegas, saber trabalhar em equipe, ter uma performance de destaque, desenvolver as habilidades necessárias, enfim, conseguir crescer na carreira.

Ser um bom profissional é algo bastante relativo, mas saiba de antemão que nenhum curso ou faculdade vai garantir o seu sucesso. Tudo vai depender do seu empenho e das suas escolhas. Mas agora não é hora de se desesperar com isso. Controle a sua ansiedade e aproveite para estudar bastante, melhorando a cada dia sua capacitação. Afinal, isso faz toda a diferença!

No fim das contas, o importante é parar para analisar bem cada pensamento que surge com a possibilidade de ingressar na faculdade, sem deixar que eles atrapalhem a sua vida ou desviem o seu foco!

O que você achou do post? Está passando ou já passou por essa fase? Deixe um comentário e conte para a gente sobre a sua experiência!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action