<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo-topo-blog-1
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Dicas de carreira



Depois que você entra no seu curso de graduação tão sonhado e esperado, o primeiro estágio já começa a ser a nova preocupação por vários motivos, mas principalmente para ganhar dinheiro e dominar a prática da sua profissão. Na busca por uma vaga, muita gente passa despercebida pela Lei de Estágio, que traz vários pontos superimportantes, por exemplo, quanto à remuneração, carga horária etc.

A real é que essa Lei Nº 11.788 existe desde 25 de setembro de 2008 para regulamentar os direitos e deveres de estudantes e nem sempre é muito comentada. Mas quando você consegue estágio em qualquer empresa, deve conhecê-la ao máximo para evitar contratempos e garantir que a firma esteja fazendo tudo o que é esperado.

Neste post, vamos abordar todos os pontos que você precisa conhecer e várias dicas para conseguir logo o seu estágio — sim, vai ser preciso ter atitude! Venha com a gente!

O que você precisa saber sobre a Lei de Estágio?

Estagiar é uma das práticas que fazem parte do seu processo de aprendizado — a única diferença é que você a realiza em empresas, em vez de ser na sua faculdade. É o momento de praticar o que é visto em sala de aula e pode acontecer de forma remunerada (quando o estágio não é obrigatório) e não remunerada (quando ele é obrigatório). Mas vamos esclarecer mais pontos!

  • Carga horária: em relação ao Ensino Superior, o tempo máximo é de seis horas diárias, totalizando 30 horas semanais.
  • Trabalho como estagiário: qualquer atividade que você for desenvolver deve estar de acordo com sua graduação. Ou seja, é preciso que exista compatibilidade entre o que é feito no estágio e o que está no termo de compromisso, assinado pela empresa, pela faculdade e por você.
  • Bolsa-auxílio: ela é obrigatória, menos quando o estágio for obrigatório. Em casos de estágio não-obrigatório, a bolsa-auxílio deve ser recebida, embora a lei não estabeleça um valor mínimo ou máximo.
  • Auxílio-transporte: a obrigatoriedade desse item só existe para os casos de estágio não obrigatório, tal qual a bolsa-auxílio.
  • Estrangeiros no Brasil: estudantes estrangeiros matriculados em cursos superiores no país também têm esse direito de estagiar como um brasileiro nativo, sempre observando o prazo do visto temporário de estudo.
  • Vínculo empregatício: a finalidade do estágio é garantir a você uma experiência prática compatível com o que aprende na graduação. Do contrário, haverá desvirtuamento, o que implica reconhecimento de vínculo de emprego.
  • Obrigações da universidade: elas devem garantir que o ambiente de estágio tenha instalações adequadas, que a empresa zele pelo termo de compromisso (ou seja, que você não desenvolva atividades que não têm nada a ver com a graduação) e comunique a firma sobre o ano letivo, período de provas, entre outros.
  • Tempo de estágio: qualquer estágio tem duração máxima de dois anos sempre.
  • Recesso remunerado: ao completar um ano de estágio, você tem direito a recesso remunerado de 30 dias, que é quase como férias, só não leva esse nome porque ele não tem vínculo empregatício.
  • Redução de jornada: semana de provas? Saiba que nesse período você tem direito de ter a carga horária reduzida pela metade, desde que sua faculdade avise a empresa.
  • Acidentes: é obrigação da empresa contratar um seguro contra acidentes pessoais, cuja apólice seja compatível com valores de mercado.

São diversos direitos envolvidos, não é? Cabe a você realizar as atividades com bastante empenho, fato que pode ajudá-lo a conseguir uma contratação logo após sua formatura ou mesmo boas indicações!

Por que é tão importante fazer estágio?

O estágio funciona como um complemento da educação, no qual você vai aprender na prática e também a se relacionar com colegas de trabalho, egos, hierarquia e muita coisa do tipo. Além disso, há outros pontos, como o mostramos a seguir!

Dinheiros, #quero

Receber as primeiras remunerações da profissão que você escolheu seguir é uma baita emoção! Mas a dica é não sair gastando assim, sem pensar. Você pode aplicar o dinheiro para render e ajudar a quitar as mensalidades depois ou até contribuir com as despesas de casa.

Se isso não for um problema, vale investir para fazer uma especialização assim que se formar para garantir um diferencial no mercado de trabalho. Que tal?

Networking

Fazer estágio é conhecer profissionais que você jamais imaginaria ter contato antes e são essas pessoas que podem ajudar você com um networking poderoso. Tudo isso facilita muito seu caminho para conquistar um emprego lá na frente. Ou seja, invista nesses #contatinhos.

Mão na massa

O estágio permite a você vivenciar a prática da sua profissão e isso não tem preço. Enquanto estiver na empresa, observe para sentir que tipo de profissional você é (proativo, questionador etc.) e sempre se aperfeiçoar.

Desenvolvimento de mais habilidades

Quando se está trabalhando, você passa a desenvolver habilidades de liderança, agilidade nos processos e inteligência emocional, que são pontos que fazem toda a diferença no mercado de trabalho.

Como encontrar um estágio o quanto antes?

Trazemos verdades: um estágio dificilmente vai cair no seu colo assim como um passe de mágica. Por isso, você vai precisar de um bocado de atitude para conseguir. Anote as dicas!

Peça ajuda na faculdade

As instituições de ensino contam com secretarias que ajudam os estudantes a ter suas primeiras oportunidades — portanto, procure-as logo no primeiro semestre! Também vale falar com professores e coordenadores, mostrar todo seu potencial e perguntar sobre vagas. Da série: quem não arrisca não petisca, sabe?

Faça seu perfil no LinkedIn

Isso deve ser mais que obrigatório já no comecinho da graduação. Coloque suas habilidades, cursos livres e não pare de buscar vagas de estágio. Elas sempre aparecem com frequência!

Não desista no primeiro não

Nem sempre a primeira entrevista de estágio vai dar certo, mas se vitimizar não é o caminho. Aprenda com seus erros, treine boas respostas, reveja seu currículo e corra atrás. Nada de esperar que as coisas venham até você.

A Lei de Estágio é uma ótima garantia para que você pratique o que aprende na faculdade, além de trazer vários benefícios, como a diminuição da carga horária em período de provas e o recesso remunerado, por exemplo. Sabendo de tudo isso, fica mais fácil identificar empresas sérias na sua entrevista!

Agora, é arregaçar as mangas e buscar seu estágio para aprender na prática e garantir um currículo completo, que vai ser um grande atrativo quando você estiver formado e na procura pelo emprego dos sonhos.

Viu só como fazer estágio envolve muitos direitos? Sem contar que há diversas formas de você conseguir sua primeira oportunidade. Então, #partiu compartilhar esse texto nas suas redes sociais para alertar seus amigos que estão nessa mesma vibe!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Nova call to action

    Um cabeçalho claro e arrojado

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action