<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo-topo-blog-1
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Biológicas



Para quem tem afinidade com o mundo dos esportes, uma das opções de curso superior mais prováveis é a licenciatura em Educação Física. Porém, a existência do mesmo curso na modalidade bacharelado é capaz de deixar qualquer estudante em dúvida sobre qual é o melhor caminho.

Esse um dilema que, a propósito, acontece com várias outras graduações. As duas modalidades apresentam algumas diferenças significativas, que vão desde a duração do curso até a habilitação para atuar no mercado de trabalho, o que deixa evidente a necessidade de uma análise minuciosa antes de tomar a decisão.

Tendo esses fatos em mente, preparamos este post para mostrar a você o que faz a licenciatura em Educação Física valer a pena, sem deixar de abordar também as principais características do bacharelado para ajudar na sua escolha. Vamos lá?

O que se estuda na licenciatura em Educação Física?

De modo geral, os cursos da modalidade licenciatura preparam o estudante para o importante cargo de professor. É por isso que a grade curricular é composta de conteúdos específicos da área de Educação Física e também de disciplinas voltadas para o exercício da docência.

Entre os conteúdos específicos, destacam-se os que abordam atividades físicas como futsal, handebol, basquetebol, voleibol, atletismo, natação, ginástica, lutas, dança e esportes de aventura. Além disso, algumas matérias estudam questões relacionadas ao corpo humano, como Biologia e Bioquímica Humana, Bioestatística e Epidemiologia, Fisiologia do Exercício, Nutrição e Desempenho, Saúde Coletiva e Motricidade Humana.

As disciplinas voltadas para a formação de professor, por sua vez, oferecem os conhecimento necessários para ensinar e ainda orientam quanto às políticas da área da educação. Veja só as principais delas:

  • Didática;
  • Medidas e Avaliação;
  • Metodologia do Ensino da Educação Física;
  • Libras (Língua Brasileira de Sinais);
  • Políticas Públicas Aplicadas à Educação;
  • Psicologia Aplicada à Educação Física.

Para concluir a graduação, o estudante realiza estágios supervisionados em escolas da educação básica, o que possibilita uma experiência muito significativa para a formação de um professor.

Quais as diferenças entre o bacharelado e a licenciatura em Educação Física?

Enquanto a licenciatura prepara o estudante para ensinar, o bacharelado o capacita para o mercado de trabalho tradicional. Isso significa que, embora o bacharel conte uma série de possibilidades de atuação, somente o licenciado pode trabalhar como professor.

Por isso, a matriz curricular do curso de bacharelado não inclui as disciplinas voltadas para a prática docente. Por outro lado, essa graduação aborda temas como Musculação e Exercícios Resistidos, Ginástica em Empresas e Academias, Treinamento Desportivo e Empreendedorismo.

Outra diferença entre as duas modalidades é a duração dos cursos. O bacharelado tem duração de 4 anos, enquanto a licenciatura em Educação Física pode ser concluída em apenas 3 anos.

Como é a atuação do bacharelado e da licenciatura em Educação Física?

Levando em consideração que o foco da licenciatura é a docência e o do bacharelado é o mercado de trabalho, confira as principais características da atuação do profissional em cada uma dessas circunstâncias.

Bacharelado em Educação Física

Esse profissional pode trabalhar em qualquer local que tenha relação com a prática de atividades físicas — exceto, é claro, nas escolas. As academias certamente são os estabelecimentos mais conhecidos, mas não os únicos. Hotéis, spas, clubes e associações são outros exemplos de onde o bacharel pode elaborar programas de exercícios e roteiros de atividades recreativas, bem como orientar a sua prática.

Além de ser um contratado efetivo de locais como esses, também há a possibilidade de atuar como personal trainer de clientes individuais. Outro caminho possível se apresenta junto a equipes desportivas, ocupando o posto de técnico ou preparador físico de atletas.

É interessante destacar que esse profissional pode trabalhar não só com pessoas que se preocupam com a forma e o condicionamento físico, mas com aquelas que estão em processo de reabilitação. Nesse sentido, o curso inclui conteúdos voltados para pessoas com necessidades especiais.

Licenciatura em Educação Física

No âmbito da educação, o professor de Educação Física é um profissional imprescindível, uma vez que essa disciplina é parte obrigatória do currículo escolar. Assim, as oportunidades estão disponíveis tanto em instituições de ensino da rede particular quanto da pública, no Ensino Infantil, Fundamental e Médio.

Vale ressaltar que, na rede pública de ensino, nas esferas municipal, estadual e até federal, existe a possibilidade de se tornar um professor concursado, o que garante uma bem-vinda estabilidade na carreira. Em todo caso, a demanda por professores dessa disciplina nas escolas demonstra como a licenciatura em Educação Física é um investimento que realmente dá retorno.

Na sala de aula — ou melhor, nas quadras de esportes das escolas da educação básica —, o professor tem uma grande importância na formação de crianças e adolescentes. Isso porque as aulas de Educação Física são, muitas vezes, o primeiro contato dos estudantes com a prática de atividades físicas que são tão necessárias para uma vida saudável.

O professor de Educação Física também está apto a treinar os estudantes para que participem de torneios e competições escolares internas ou junto a outras instituições de ensino. Essa é uma oportunidade de ensiná-los a importância da disciplina e de se dedicar para alcançar um objetivo.

Além disso, a prática de esportes não é útil apenas para o condicionamento físico e para a criação de hábitos saudáveis de alimentação e higiene. É função do professor utilizar esses momentos para ensinar os alunos a respeitarem uns aos outros e conviverem pacificamente, rejeitando toda forma de violência antes, durante e depois dos exercícios físicos.

Assim como no bacharelado, a licenciatura em Educação Física também inclui conteúdos direcionados para o ensino da prática de atividades físicas para pessoas com deficiência, um conhecimento que todo professor precisa ter. Afinal, a escola é um ambiente repleto de diversidade e o educador tem o dever de incluir a todos nas atividades escolares.

Assim, fica evidente que a licenciatura em Educação Física é uma excelente opção. Porém, se a dúvida continua, saiba que a semelhança entre as modalidades facilita a obtenção dos dois diplomas — basta concluir um deles e fazer uma segunda graduação mais rápida, aproveitando a maioria das disciplinas. Portanto, seja qual for a sua escolha, prepare-se para o vestibular e ingresse nessa área tão promissora.

Quer saber também como se preparar para a vida universitária? Baixe o nosso Guia de Sobrevivência Universitário e fique por dentro de tudo o que você precisa saber antes de começar a graduação!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Nova call to action

    Um cabeçalho claro e arrojado

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action