<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo_unicesumar_horizontal_original
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início ENEM



 Tags: ENEM

Se você está se preparando para a prova do Enem, já deve saber que o órgão responsável por essa avaliação não disponibiliza uma lista de leituras obrigatórias para o teste, como ocorre em vestibulares. Contudo, como de costume, sempre há referências de obras e autores em questões, e citá-los na redação ajuda bastante a conquistar a tão sonhada aprovação.

Assim, conhecer os livros para se preparar para o Enem é fundamental para quem quer se dar bem. Mais do que apenas ser aprovado, o hábito da leitura proporciona noções de gramática e melhora a escrita, além de estimular o pensamento crítico. Só vantagens, não é mesmo?

Se você quer conhecer os benefícios da leitura e os principais livros que ajudarão a fazer uma boa prova, não perca o nosso post. Boa leitura!

A importância do hábito da leitura

Revistas, jornais, gibis, livros… Não importa qual ferramenta, apenas o simples hábito da leitura é uma oportunidade muito acessível e democrática ao desenvolvimento profissional e pessoal. É por meio dela que você quebra as fronteiras da imaginação, desliga-se do mundo real e descobre um novo universo sem sair do lugar.

Esse hábito também reforça a empatia e as habilidades sociais, proporcionando qualidade de vida e bem-estar. Isso sem falar dos conhecimentos obtidos, que se transformam em ótimas memórias, como resultado da experiência.

Para isso, uma dica é escolher o tipo de livro que mais motiva você — aqui, vale desde obras de autoajuda até aquela trilogia fantástica. Outros benefícios da leitura são:

  • senso crítico apurado;
  • expansão do vocabulário;
  • melhora da escrita;
  • aumento do repertório cultural;
  • visão de mundo diferenciada;
  • autodesenvolvimento contínuo.

Os 5 melhores livros para se preparar para o Enem

Quando ouvimos falar em literatura brasileira e portuguesa é bastante comum pensarmos que se trata de uma leitura tediosa, rebuscada e difícil, né? Contudo, essa ideia é bem equivocada. Existem várias obras clássicas capazes de prender a atenção dos leitores, com enredos interessantes.

Confira, a seguir, algumas dicas de leitura para você arrasar na prova do Enem e conquistar o sonho de ingressar em um curso superior!

1. O livro do desassossego

O livro do desassossego, de Fernando Pessoa, é uma das maiores obras do autor, e é uma leitura obrigatória para quem quer se dar bem na prova. Composto por várias partes, das quais há apenas 12 publicadas, o principal narrador é o semi-heterônimo Bernardo Soares.

Ao oscilar entre temáticas como o conhecimento, a moral, a paixão e o seu estado psíquico, a obra não é linear, sendo composta de vários fragmentos e trechos que são articulados de modo mais ou menos aberto. A escrita, que é a que mais se aproxima de uma prosa poética, é cheia de fatos históricos e o enredo conta a angústia de um homem que não sabe lidar com a realidade de estar vivo.

2. A hora da estrela

A hora da estrela é um grande clássico de Clarice Lispector. A autora dá voz a um narrador, Rodrigo S. M., que conta a história de Macabéa, uma mulher que se muda para o Rio de Janeiro após a morte da tia, em busca de uma melhor condição de vida e de emprego.

A personagem era uma moça ingênua, simples, que trabalhava em um escritório e se formou em datilografia. Tinha muitos sonhos até conhecer Olímpio, seu namorado, que a trocou por sua colega de trabalho. Então, a protagonista consultou uma cartomante, que previu uma ótima vida.

Essa é a grande ironia do livro, pois Macabéa é atropelada ao sair da casa da cartomante. No entanto, ao longo da narrativa, Clarice Lispector trata de temas existenciais e filosóficos.

Ler essa obra é fundamental para todos os estudantes. Afinal, a autora é muito conhecida pela epifania de seus contos e por desenvolver o romance psicológico, como Amor, Felicidade Clandestina e Laços de Família.

3. O cortiço

O cortiço é o livro mais representativo da escola literária naturalista do país. Aluísio de Azevedo retrata a grande desigualdade racial e social em uma história forte, composta por personagens não romantizados e complexos. Eles são retratados como fruto do meio em que vivem, condicionados por uma existência sofrida e dura.

A trama fala sobre as artimanhas e a jornada, nem sempre dignas, de João Romão, um personagem em busca de ascensão social e riqueza, e sua disputa com Miranda, um comerciante rico. Por ter um traço marcante da nossa história, o livro é muito usado no Enem, inclusive, na prova de redação. Algumas partes da obra também foram utilizadas para ilustrar as diferenças sociais em cidades no período imperial do Brasil.

4. Dom Casmurro

Um dos livros mais conhecidos da literatura brasileira, Dom Casmurro, do autor Machado de Assis, narra a história de Capitu e Bentinho, que cresceram juntos e se apaixonaram quando eram adolescentes. No entanto, tiveram que se separar quando ele foi enviado para o seminário, em decorrência de uma promessa de sua mãe.

No decorrer da trama, Bentinho faz amizade com Escobar e ambos desistem do seminário. Depois de adultos, Capitu e Bentinho se casam, mas o personagem duvida da fidelidade de sua esposa, pois começa a perceber uma semelhança do seu filho com Escobar, que morreu.

A obra é bastante complexa e tem como foco as angústias e os sentimentos dos personagens. Afinal, o leitor não descobre se Bentinho está certo em sua suspeita e como as coisas realmente aconteceram.

5. Iracema

O livro Iracema, de José de Alencar, faz parte do Romantismo brasileiro. Na obra, o autor conta uma história fictícia do descobrimento do Brasil, com uma personagem feminina como parte central da trama. Iracema pertence a uma tribo, representada como protetora de floresta.

Contudo, depois de acertar Martim com uma flecha, ela se apaixona e começa a viver um romance proibido, dando origem a Moacir. Essa história é típica da época, em um momento no qual os escritores procuravam a verdadeira identidade do Brasil, contrapondo ao período colonial.

Agora que você já conhece os principais livros para se preparar para o Enem, lembre-se de que a leitura dessas obras é fundamental para desenvolver senso crítico e melhorar o vocabulário. Por isso, tire um tempinho do seu dia para se aventurar nessas histórias!

Gostou deste post e quer complementar a sua leitura? Então, #partiu conhecer algumas dicas para leitura dinâmica de provas de vestibular!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS
    New call-to-action
    New call-to-action
    planejamento financeiro

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    New call-to-action

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action