<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo-topo-blog-1
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Motivação



Ser estudante é encarar doses elevadas de ansiedade quase o tempo todo, principalmente em período de provas e trabalhos de fim de semestre, mas não só isso.

Até porque a ansiedade é um sentimento que faz parte do nosso dia a dia e surge em diferentes doses para todo mundo. Que atire o primeiro chá de camomila quem nunca se desesperou e perdeu o sono em algum momento da vida, não é?

Porém, em épocas nas quais muito se fala em saúde mental, é preciso tranquilizar mente, corpo e alma sempre que possível. A meditação para ansiedade é bom caminho para isso, já que a prática ajuda a dar mais clareza e paz nas situações em que você não sabe o que fazer.

Meditar pode ser o sopro de alívio que você precisa na sua rotina agitada e nós vamos ajudar com isso!

O que é meditação?

A meditação é uma prática na qual as pessoas usam diversas técnicas para que a mente foque um objeto, um pensamento, um mantra ou algo específico para trazer clareza e tranquilidade à cabeça agitada por um turbilhão de ideias.

Por exemplo, quando você fecha os olhos e fica se imaginando em algo que lhe transmite prazer — pode ser aquela viagem à praia que resultou em tanta recordação boa ou um dia da sua infância sem nenhum defeito, sabe?

Apesar de muita gente falar em meditação hoje, essa ideia vem de muito tempo atrás, sem tantas certezas sobre o começo exato da prática. O fato é que povos de diversas origens e culturas fizeram uso da meditação, como indianos, maias e no Antigo Egito — embora a maioria das pessoas credite a técnica aos orientais, principalmente os budistas.

Com o dia a dia tão corrido, nossa cabeça é inundada por diversos pensamentos desde a hora que acordamos até quando vamos dormir, sendo que é bem comum acordar no meio da noite se lembrando de coisas por fazer… Quem nunca, né?

Por isso, é extremamente necessário um momento para conseguir clareza de pensamento e enxergar a si mesmo além das preocupações e estresses de todo dia. 

Quando você medita, concentra a atenção ao interior do si mesmo, à sua essência. Assim, pode acalmar a infinidade de pensamentos e trazer um pouco mais de tranquilidade ao dia a dia. Em longo prazo, melhora o nível de ansiedade e passa a ver diversas outras vantagens.

Quais os benefícios da meditação para ansiedade e estudos?

Ao dedicar um tempo do seu dia à meditação, você faz com que a ansiedade vá diminuindo de forma gradual. Mas não é só isso. Abaixo, listamos os principais benefícios!

Melhora da concentração e do foco

As técnicas de meditação ajudam você a entender de fato o que merece seu foco, seu esforço e, claro, sua concentração. Muita gente quer resolver tudo ao mesmo tempo e não resolve nada, já reparou? Meditar mostra o que precisa da sua atenção no exato momento presente.

Desenvolvimento de paciência

Já aconteceu de estar em um trabalho em grupo e perder a boa com a falta de agilidade de outros participantes? Quando você medita, automaticamente ajuda seu cérebro a contar até dez (ou mil, #fato) para não esquentar a cabeça com atitudes que fogem do seu controle.

Equilíbrio emocional em dia

Sabe aqueles momentos extremos em que a gente fica sem saída e sem saber o que fazer primeiro? Nessas horas, a concentração para o estudo vai embora! Com a prática da meditação, você ganha em equilíbrio e domina suas emoções com mais poder — podendo dedicar seu foco para o que quiser. Ou seja, você tem mais propriedade sobre seus pensamentos.

Mais capacidade cognitiva

Em um estudo publicado pela Harvard Medical School, foi mostrado que a prática frequente de meditação ajuda demais a reduzir o envelhecimento precoce do cérebro e ainda aumentar a capacidade de aprendizado e retenção de informações.

Sistema imunológico fortalecido

A Universidade da Califórnia fez um estudo que indica que, ao meditar, nosso corpo fabrica mais uma enzima chamada telomerase, que está ligada ao nosso sistema imunológico. Assim, quando são feitas ações para o bem-estar, como a meditação, o organismo passa a ter mais defesas contra diversas doenças.

Como começar a meditar?

Viu só quanta vantagem? Se você tem interesse na meditação para ansiedade, saiba que nem sempre é um processo simples e automático. Para conseguir focar a mente em algo fixo e alcançar todos os benefícios que trouxemos, é preciso dedicação — mas a gente ajuda. Vamos nessa?

Faça virar rotina

Não adianta parar para meditar hoje e, depois, só daqui a uma semana. Por isso, tire um tempinho todos os dias para ir se acostumando até que o processo seja natural e se torne um verdadeiro hábito.

Opte por um ambiente tranquilo

Quem consegue focar estando em um espaço barulhento e com todo mundo chamando pelo seu nome? Escolha um canto da sua casa ou da faculdade em que exista silêncio e no qual você não será interrompido ou sua atenção, dispersa.

Sente-se em um lugar confortável

Para a meditação ser eficiente, você tem que estar confortável, sem nada incomodando. Por isso, escolha um banco, um sofá ou uma almofada que não vai fazer você pensar mais no desconforto do que qualquer outra coisa.

Fuja de interferências

É comum ficar em silêncio e ser chamado pela sua mãe, pelos irmãos e até pelo papagaio, certo? Então, peça que não interrompam você por um determinado tempo. Além disso, o celular pode (e deve!) ficar no silencioso ou até no modo avião, assim como a televisão e o rádio precisam estar desligados.

Respire de forma profunda

Prestar atenção na sua respiração é um dos objetivos da prática de meditar. Inspire e respire sempre pelo seu nariz, ou seja, nada de expirar pela boca. Durante o tempo dedicado à técnica, encha os pulmões de ar e vá soltando-o devagar, até sentir que acalma parte da sua ansiedade e as batidas do coração desaceleram.

Sorria enquanto medita

Não é para sair dando gargalhadas, mas esboce um sorriso em seu rosto durante a prática. Isso vai auxiliar no relaxamento e, aos poucos, fará com que você se sinta melhor e mais feliz.

Esforce-se

É comum, no começo, pensar em trezentas coisas ao mesmo tempo e perder o foco na meditação em si. Então, será preciso dedicação e domínio de pensamento. Toda vez que surgir interrupções, pare e volte a atenção para uma praia, a luz do sol ou em um mantra.

Como se tornar expert em meditação?

Você pode começar com dez minutos por dia e, aos poucos, aumentar esse tempo. Agora, se quiser entrar mais fundo nesse universo, nós trazemos algumas dicas:

  • baixe apps de meditação: existem alguns aplicativos que ajudam você a se aproximar mais da prática e dão ótimos conselhos, como Medite.se, Sattva, Mindbliss etc.
  • jogue-se no YouTube: alguns canais podem deixar você mais inteirado sobre esse mundo, como Luz da Serra e Clube de Meditação para Pensamentos Poderosos;
  • faça aulas: escolas de ioga, por exemplo, também trazem módulos para ajudar você na técnica;
  • leia mais: por meio de livros e conteúdos especializados na Internet, é possível bancar o autodidata e se especializar.

A meditação para ansiedade vai trazer diversas vantagens para o seu dia a dia, muito além de ter mais calma com as demandas da faculdade, viu? Em tempos tão doidos, é sempre incrível recorrer a técnicas que trazem mais bem-estar!

Você já entendeu um pouco sobre meditar e agora fica aí o nosso convite: que tal saber mais sobre ansiedade? Continue a leitura com a gente!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Nova call to action

    Um cabeçalho claro e arrojado

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action