<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo-topo-blog-1
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Dicas de carreira



Se você decidiu que o curso de Agronomia é a opção ideal pra você, então se prepare: são pelo menos 5 anos de piadinhas sobre cultivar alface, plantar mandioca e até colocar feijão no algodão pra ver se nasce uma plantinha. Mas você já deve saber que a profissão vai muito além do plantio, não é mesmo?

O estudante de Agronomia sai da faculdade com conhecimento em produção agrícola e pecuária, gestão de agroindústria, zootecnia, engenharia ambiental e muito mais. Se você ainda tem dúvidas sobre a importância da profissão, basta pensar que a população não para de crescer — e a nova geração de agrônomos é responsável por garantir que a produção de alimentos seja suficiente para todos.

Topa o desafio? Então é hora de investir na sua formação e escolher o melhor curso de Agronomia! Antes de tomar uma decisão, vale a pena avaliar com cuidado as instituições de ensino pra não cair em armadilhas. Afinal, de nada adianta um diploma se você não estiver qualificado, certo?

Então se liga nas dicas para escolher o curso de Agronomia perfeito pra você!

1. Localização da faculdade

Acredite, a região em que a sua futura faculdade está instalada tem um peso muito maior do que você imagina, especialmente se sua área é Agronomia. Estar perto de agroindústrias e áreas de cultivo pode dar aquele gás na sua carreira (antes mesmo de pegar o diploma): se você estuda em cidades com tradição nesse setor, vai ser muito mais fácil descolar um estágio ou participar de projetos, não é?

Além de rechear o currículo com experiências valiosas, você já sai na frente quando começar a procurar o primeiro emprego. Se você tiver sorte e jogo de cintura, ainda consegue fazer um networking legal durante o curso, que pode render oportunidades profissionais no futuro!

2. Avaliação do curso

Escolher uma faculdade com cursos reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC) não garante a qualidade do ensino, já que esse é um requisito básico do ensino superior no Brasil. Mas vale a pena ficar de olho em três avaliações:

  • o Índice Geral de Cursos (IGC), que resume a qualidade de todos os cursos que a instituição oferece;
  • o Conceito Preliminar de Cursos (CPC), que avalia cada curso individualmente;
  • o Conceito Enade, que se baseia nas notas dos estudantes em uma prova realizada anualmente em todo o país.

Uma nota baixa já acende uma luzinha de alerta, não acha? Já o contrário, notas boas em todos os quesitos, aumenta nossa segurança na hora de tomar uma decisão.

3. Grade curricular

O curso de Agronomia é um dos muitos que não tem grade curricular unificada. Na prática, isso significa que as disciplinas podem variar bastante de acordo com a faculdade que você escolher. O melhor é aquele que mescla matérias teóricas e práticas em uma proporção adequada para que os estudantes aprendam de verdade. Se você acha que vai aprender apenas Biologia, Química e afins, então se prepare: a graduação também inclui bastante Matemática!

Quando estiver analisando a grade do curso, avalie se as disciplinas são voltadas para a área de atuação que você pretende seguir. Você sempre pode fazer mais cursos depois da graduação, mas é bom sair da faculdade com os conhecimentos básicos, certo?

4. Corpo docente

Duas coisas são imprescindíveis para a qualidade de uma faculdade: estudantes interessados e professores qualificados. A primeira parte fica por sua conta, combinado? Estudar com afinco é sua responsabilidade — afinal, não adianta escolher o melhor curso de Agronomia e não levar a sério as aulas e atividades. Mas conferir o corpo docente é uma boa maneira de avaliar a instituição. Quanto maior a porcentagem de mestres ou doutores, melhor!

5. Metodologia de ensino

Esse é um critério bem subjetivo, já que cada um aprende melhor de um jeito. Mas uma boa faculdade sabe lidar com isso oferecendo aulas dinâmicas, atividades interativas, exercícios práticos e ferramentas que contribuem para o aprendizado.

Afinal, ninguém merece passar horas e horas sentado na sala de aula só ouvindo o professor, não é mesmo? Os recursos tecnológicos e as inovações na educação servem justamente pra isso: envolver os estudantes e garantir que eles terminem o curso treinados e qualificados para enfrentar os desafios do mercado de trabalho!

6. Infraestrutura da faculdade

Não dá pra ser o melhor curso de Agronomia se a faculdade não oferecer uma estrutura boa, com segurança e conforto aos estudantes. Além de salas de aula amplas e recursos de informática à disposição, a instituição deve ter laboratórios bem equipados de várias disciplinas (como botânica, zoologia, fitopatologia, nutrição mineral e mecanização agrícola)

Sem falar nas áreas externas para aulas práticas nada como colocar a mão na terra pra aprender de verdade! Algumas faculdades vão além e contam com uma verdadeira fazenda-escola, com tudo que você precisa pra vivenciar a profissão.

7. Valor da mensalidade

Não dá pra julgar a qualidade de um curso pelo valor da sua mensalidade, mas é bom ficar esperto se encontrar preços muito baixos. Pense que a instituição tem que arcar com os custos de manutenção, salário dos professores, material e todos os recursos que você precisa para o seu aprendizado. Não tem como fazer tudo isso cobrando uma mixaria, não acha?

A boa notícia é que existem opções para facilitar o acesso ao Ensino Superior, como bolsas de estudo e programas de financiamento e subsídios. Aí dá pra estudar tranquilo, sem ficar apertado de grana!

Agora ficou mais fácil escolher o melhor curso de Agronomia, não é mesmo? Você só precisa lembrar que o campo de atuação do profissional dessa área é enorme: administração de propriedades rurais e fazendas, defesa sanitária, melhoramento animal e vegetal, supervisão do cultivo e colheita de safras, manejo ambiental e até recuperação de matas devastadas.

Por isso, seu curso deve refletir as suas expectativas para o futuro. Uma coisa é certa: não vai faltar trabalho para o profissional bem qualificado! O agronegócio movimenta mais de 23% do PIB brasileiro — e as oportunidades aumentam a cada ano.

Quer saber mais sobre o curso de Agronomia da Uni, confirmar as datas dos processos seletivos ou se informar sobre bolsas e financiamento estudantil? Você pode entrar em contato por formulário ou chamar no WhatsApp!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action