<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo_unicesumar_horizontal_original
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Estética e Cosmética / mercado de estetica



Com a pandemia causada pelo novo coronavírus, muitos setores da nossa economia sofreram bastante — como aconteceu com restaurantes, bares, academias e lojas em shopping. Por isso, na hora de escolher seu curso de graduação, vale a pena refletir um pouco sobre quais áreas sofreram menos ou até tiveram certo crescimento.

Dessa forma, você já tem alguma segurança na hora de encontrar boas oportunidades de trabalho. Uma dessas opções é o mercado de estética, sabia?

Se você gosta de promover bem-estar e autoestima a outras pessoas, busca possibilidades de atuação variadas e tem afinidade com a área da saúde, saiba que o mercado de estética tem despontado com um crescimento recorrente, antes e depois da pandemia. No entanto, quais são, de fato, as possibilidades dessa área? Como é o curso de Estética? Qual é o cenário dessa área no Brasil?

Todas essas dúvidas, e muitas outras, estão respondidas neste texto. Siga com a gente e veja por que o ramo da estética é mesmo uma boa opção!

A ascensão do mercado de estética no Brasil

Você já deve ter lido ou ouvido por aí que o brasileiro é um povo bastante vaidoso, não? A real é que essa frase tem muitos dados que a comprovam.

Antes de 2020, segundo a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), em matéria do Terra, o mercado de estética cresceu 567% no Brasil. Passou de 72 mil para mais de 480 mil profissionais — o que atesta a grande procura das pessoas por serviços de beleza e bem-estar.

Já de acordo com a Euromonitor Internacional, em postagem da Forbes, nosso país é o quarto maior mercado de beleza e cuidados pessoais, perdendo só para Estados Unidos, China e Japão. Na categoria de perfumes, ficamos em segundo lugar, atrás dos EUA.

Ainda antes da pandemia, as franquias de beleza também seguiam crescendo a passos rápidos, como aponta o Portal do Franchising. Serviços variados, dentre eles, tratamentos com laser, depilação, massagem e cuidados com o rosto, além de produtos para os diversos tipos de beleza (para cabelos cacheados, pele negra, respeitando a diversidade) vinham ganhando destaque até então.

A crise e o mercado de estética

Agora, se você pensa que, com a crise, as oportunidades para uma carreira de estética diminuíram, engana-se! Enquanto muitos setores de nossa economia sofreram uma forte retração, esse segmento conseguiu crescer.

Em 2020, com a drástica mudança na rotina que tivemos, fazendo com que muitos serviços tivessem que fechar as portas, o mercado de estética seguiu tendo números positivos. Claro que menos do que a previsão pré-pandemia tinha projetado, mas ainda assim, cresceu pouco mais de 1% em relação a 2019.

Se, em um primeiro momento, as pessoas ficaram em casa ansiosas e um pouco relaxadas, logo na sequência, os cuidados pessoais cresceram bastante. Por exemplo, o mercado de apps pra se exercitar em casa e as rotinas de skincare — os cuidados diários com a pele nunca foram tão comentados.

Enquanto muitos salões e clínicas precisaram fechar no começo da pandemia, aumentou a procura por produtos para o “faça você mesmo”, como cremes, tinturas e demais itens. Mas não só isso! Produtos naturais, fitoterápicos e veganos têm crescido na preferência do público desde então. Por exemplo, máscaras de argila, óleos essenciais, tinturas veganas etc. Além disso, massagens e demais serviços delivery também viraram uma opção.

A importância da profissionalização

Tivemos muitos avanços em relação à estética. Pode reparar: a tecnologia e o bem-estar andam de mãos dadas, favorecendo o surgimento de novos procedimentos a todo o momento. Para poder atuar oferecendo esses tratamentos, a formação é essencial, já que você fica por dentro de todas as inovações no setor.

Com um curso superior, você também pode atuar na área de cosmetologia que, como mostramos, tem um mercado extenso e está sempre se reinventando. Sem falar que as pessoas têm muito acesso à informação e estão bastante por dentro dos tratamentos, o que exige um alto nível dos profissionais.

Mesmo com muitas oportunidades, a concorrência é grande. Então, quanto mais conhecimento, melhor, não acha? Além disso, dependendo da graduação escolhida, você estuda disciplinas de diversas áreas da estética, o que permite atuar em diferentes frentes do mesmo setor.

A faculdade de Estética

Diante de todo esse cenário promissor que mostramos, você viu que o mercado de estética tem muitas boas oportunidades e resolveu se jogar nele? Ótimo! Para ajudar na sua escolha, comentamos um pouco sobre os cuidados ao escolher sua faculdade de Estética. Veja só!

Nota do MEC

Para garantir que a instituição de ensino é boa de verdade e vai oferecer estrutura, professores e conhecimento de alto nível, cheque a nota que a faculdade recebeu do MEC. Isso já é um bom ponto de partida.

Corpo docente

É interessante que os professores de Estética tenham vivência de mercado, saibam sobre as novas tecnologias da área, contem com experiência de ensino e que uma boa porcentagem deles tenha mestrado e doutorado.

Disciplinas

Uma grade curricular atualizada, de acordo com as novas tendências do mercado de estética, permite que você possa começar trabalhando logo após se formar, sem falar nos estágios durante a graduação.

Onde cursar Estética

Nossa dica é o curso Tecnólogo em Estética e Cosmética, da UniCesumar. Uma de suas vantagens é que são apenas dois anos para se graduar, permitindo que você se insira rapidamente no mercado de trabalho.

A formação tem nota máxima do MEC, que é 5, devido à estrutura, aos professores e à metodologia. As matérias estão atualizadas em relação às necessidades do mercado, por exemplo:

  • Princípios de Química e Cosmetologia;
  • Gestão e Empreendedorismo;
  • Fundamentos de Marketing;
  • Dermatologia e Disfunções da Pele;
  • Técnicas de Maquiagem, Visagismo e Imagem Pessoal;
  • Técnicas de Massagem.

Então, respondendo à dúvida do nosso título — será que compensa entrar no mercado de estética? — a resposta é um sonoro sim! De qualquer forma, é preciso cursar uma boa faculdade e se manter sempre alerta sobre as novidades nesse setor para não perder as oportunidades.

O mercado de estética empolgou você? Então, vem pra UniCesumar! Converse com a gente agora mesmo e saiba como começar seus estudos e aproveitar o aquecimento desse setor!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS
    New call-to-action
    lidar com as emoções
    planejamento financeiro

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action