<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo_unicesumar_horizontal_original
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Vestibular



 Tags: Vestibular

O despertador tocou. Deu um pulo da cama e correu para a frente do computador. Seu coração já estava a mil! Manu não aguentava de ansiedade! Havia até passado noites em claro. O resultado da prova estava para sair e tudo o que queria era ver seu nome na lista de aprovados.

Foi quando recebeu a mensagem no celular:

— Manu, já viu? Saiu! Consegui, mas foi raspando, viu!

Mal respirava, de tanta aflição! Acessou o site e procurou a parte dos aprovados em Ciência da Computação. 

Segundos se passaram. De repente, todo aquele entusiamo se transformou em uma visão turva. Sentiu o nó na garganta. Lágrimas começaram a cair, sem que as controlasse. Não havia nenhuma Manuela por lá.

— Amiga, acho que não passei no vestibular!

Continue a leitura e saiba mais sobre a história de Manu!

O sentimento inevitável de frustração: como lidar?

A sensação era de revolta. Por que aconteceu com ela, se era algo que desejava tanto? De que adiantou ter deixado de se divertir e sair com os amigos, se no fim nada deu certo? Como contaria a notícia para a mãe? Por que sua amiga havia conseguido e ela não? E o que seria do seu futuro, agora que não passou no vestibular?

Essas eram as perguntas que não paravam de passar pela cabeça de Manu. Era impossível não sentir frustração e ficar com aquela insegurança em relação aos seus planos. Ainda que, às vezes, faltasse autoconfiança, não havia pensado no que fazer se a aprovação não viesse.

Chegou em sua terapia, mal se sentou no sofá e já começou a desabafar. Sentia-se perdida e não conseguia mais enxergar perspectivas em sua vida. Entre um choro e outro de Manu, sua psicóloga falou:

— Sabe, Manu, o que percebo, hoje, é uma Manuela totalmente diferente de meses atrás. Você conseguiu evoluir bastante nesse tempo. Dedicou-se muito a um sonho, abdicou-se de coisas que gostava. Nem todo mundo tem essa força de vontade! Algumas pessoas querem realizações, mas, diferentemente de você, não se empenham por isso. E Manu, comparar-se aos outros é injusto. A comparação deve ser apenas de você com você. 

— Mas o que adianta isso tudo e toda a minha evolução, se eu não passei no vestibular?

— Você pode não ter conseguido a nota suficiente. Mas olhando para o seu desempenho no início, você percebe o tanto que progrediu? Seu esforço não foi em vão. Não conquistar facilmente os objetivos, infelizmente, faz parte da vida. Se tudo fosse fácil, todo mundo estaria feliz e realizado, concorda? Mas lembre-se de que isso não é o fim. É apenas um pequeno obstáculo da sua caminhada.

CTA-BannerFinal

Não passei no vestibular: o que fazer daqui para frente?

Manu até sentiu uma pontinha de orgulho de si e reconheceu o quanto ela foi incrível durante esse tempo. Ela foi, realmente, muito dedicada! Então, percebeu que sentir autopiedade não a levaria para frente. Algumas dicas que temos para quem está na mesma situação que ela são as seguintes.

Focar as conquistas

Lembra-se do que a terapeuta da Manu falou? É importante não se comparar aos outros. Isso seria injusto, já que vocês não têm a mesma história de vida, nem as mesmas dificuldades. Repare no que você conquistou até agora: mais sabedoria, superou sua procrastinação, entendeu aquela matéria difícil, conseguiu dizer “não” para momentos de diversão (mesmo querendo dizer “sim”), entre outras coisas mais.

Fazer intercâmbio

Uma solução é espairecer a mente e, ao mesmo tempo, ganhar experiência internacional de vida, enquanto treina um idioma. Ficar uns 3 ou 6 meses em um intercâmbio, por exemplo, pode ser uma boa ideia para você não sentir aquela angústia em ver os amigos começando a rotina da faculdade. Mas claro, se fizer isso, continue estudando para o próximo vestibular.

Realizar um trabalho voluntário

Um trabalho voluntário é uma opção para quem não quer ou não pode sair do país. Apenas algumas horas de um dia da semana já dão conta do recado. Isso trará enriquecimento pessoal e fará você conhecer pessoas com histórias de vida muito mais difíceis que a sua.

Analisar onde errou

Depois de passado alguns dias do resultado e as coisas estiverem mais calmas, refaça as provas e analise o que errou. Isso trará mais autoconhecimento, pois ajudará você a perceber suas dificuldades e a entender o que deverá focar na próxima preparação. Refaça suas estratégias, inove sua automotivação, mas não pare de lutar.

Aprimorar o currículo profissional

Já pensou em fazer um curso profissionalizante ou realizar um trabalho temporário? Se for algo na sua área de desejo, melhor ainda, pois você ganhará experiência.

Essas são formas de mudar um pouco a rotina e aprimorar seu currículo profissional. Lembre-se de que, quando se formar e procurar um emprego, seu futuro chefe não olhará para a quantidade de vezes que você tentou o vestibular, mas sim para o diferencial que você dará à empresa.

Procurar outras pessoas que não passaram

No meio de seus amigos, é possível que alguém também não tenha conseguido a aprovação. Além disso, é fácil encontrar, na internet, depoimentos de outros vestibulandos com a mesma angústia sua. Essa é uma oportunidade para trocar experiências. É, ainda, uma forma saudável de buscar identificação com outras pessoas.

Considerar alternativas

Já tentou o Enem? Esse é outro meio de conseguir entrar na faculdade. O vestibular no meio do ano é mais uma ideia, já que costuma ser menos concorrido. Já o ProUni ajuda pessoas com renda baixa. Enfim, avalie as viabilidades existentes na instituição que você procura.

A lição que ficou para Manu

Não vamos negar que os primeiros dias foram bem difíceis. Lidar com a frustração faz com que todo mundo tenha sentimentos negativos e se sinta um pouco reflexivo sobre o futuro.

No entanto, Manu entendeu a mensagem que ficou pela sua experiência. Percebeu o tamanho do seu progresso nos estudos. Por exemplo, passou a compreender vários tópicos nos quais sentia grande dificuldade durante o Ensino Médio. Decidiu que continuaria tentando até dar certo.

Bem, sonhos são, realmente, difíceis de serem conquistados. Mas sem eles, a vida não tem tanta graça, concorda? Manu é uma personagem fictícia do blog, mas se assim como ela você se deparou com aquela sensação de “não passei no vestibular”, já sabe que isso não representa o fim da sua batalha, certo?

Curtiu a história? Compartilhe-a nas suas redes sociais, pois ela pode ajudar outras pessoas bastante angustiadas!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS
    lidar com as emoções

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action