<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo-topo-blog-1
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início ENEM



 Tags: ENEM

Nos últimos anos, há um assunto que bomba entre os estudantes que desejam entrar na faculdade: o Exame Nacional do Ensino Médio. São muitas as dúvidas em relação ao tema: vale mesmo a pena? Vai ajudar o meu futuro? Como posso usar a nota do Enem?

Antes de tudo, vamos esclarecer o que é essa prova tão importante para jovens de todas as regiões do país. Temido por muitos e esperado por tantos outros, o exame é composto por 180 questões de áreas do conhecimento que são estudadas durante o Ensino Médio — sem falar na inimiga declarada de muita gente: a redação. Ele é aplicado em dois domingos por ano, geralmente no mês de novembro.

Há duas décadas, quando foi criado, o exame era apenas uma avaliação estudantil. Porém, tornou-se uma das maiores provas de ingresso ao Ensino Superior do país, já que 60% das universidades utilizam a prova para o preenchimento de vagas. Um número impressionante, não é mesmo?

Se você ainda não sabe como usar a nota do Enem para começar a sua faculdade o quanto antes, este post é para você! Nele, você vai conhecer 5 maneiras para conquistar sua vaga na graduação aproveitando seu desempenho na prova. Não perca!

Mas, afinal, por que fazer uma graduação?

Talvez você esteja aqui lendo este conteúdo com uma questão ainda mais profunda em mente: fazer faculdade vale mesmo a pena? Não é melhor se jogar no mercado de trabalho e correr os riscos pelos quais tanta gente passa?

Pois bem, meu caro amigo. Pode até ser que algumas pessoas sejam puro sucesso sem ter passado por uma graduação. Porém, tenha a certeza de que o caminho deles foi muito mais difícil. Afinal, é nessa vida universitária que você adquire os conhecimentos técnicos que vão ser base para a sua carreira — e outras vantagens, que vamos contar a partir de agora!

Desenvolvimento pessoal

Não são só as chamadas “hard skills” que você adquire durante os quatro ou cinco anos de curso. Diante da correria com as provas e os famosos perrengues com os trabalhos, é possível atingir um amadurecimento sem igual. Você aprende a tomar decisões rápidas, enfrentar o desconhecido, ser criativo para contornar os problemas e tantas outras competências.

Potencialização do networking

Com tantos professores excelentes que você encontra nas melhores faculdades, a sua rede de contatos vai se ampliar bastante. Eles vão contribuir com ricas experiências, conversas valiosas e, em um futuro, quem sabe, podem até indicá-lo para uma vaga de emprego. O mesmo vale para seus colegas de turma e estudantes de outros cursos.

Estabilidade financeira

Você sabia que, a nível operacional e analista, uma pessoa graduada pode ganhar até 25% a mais que quem não concluiu a faculdade? E isso não somente por causa das habilidades que você conquista com o curso, mas também com o nome de a instituição de ensino imprime ao seu currículo. Nesse sentido, basta escolher aquela que vai impulsionar melhor a sua carreira.

Intercâmbio

Já pensou em passar um semestre inteiro estudando em outro país? Sonho de consumo, não é mesmo? Pois saiba que ele pode se tornar uma realidade quando você faz uma graduação. As melhores instituições firmam boas parcerias com empresas estrangeiras, o que facilita bastante a sua experiência internacional.

Como usar a nota do ENEM?

Já está um pouco mais convencido da quantidade de benefícios que uma graduação traz para sua vida, não é mesmo? Cada uma das modalidades que vamos apresentar a seguir tem seus pré-requisitos e suas particularidades. Por isso, é importante conhecer bem as opções para escolher a mais adequada para seu perfil e, é claro, que atinja suas necessidades.

Está preparado? Então, vamos lá!

1. ProUni

Você sabe qual é o curso dos seus sonhos, pretende estudar em uma universidade particular, mas não tem os recursos financeiros necessários para pagar as mensalidades e taxa de matrícula? Talvez os seus problemas se acabem aqui e agora!

O Programa Universidade para Todos (ProUni) é uma iniciativa governamental e seu objetivo é fazer com que pessoas de baixa renda tenham acesso ao Ensino Superior. Esses estudantes são beneficiados por meio de bolsas integrais e parciais que são oferecidas nele.

As bolsas de estudos cedidas pelo ProUni abrangem todas as mensalidades do curso escolhido, independentemente do valor. Elas são destinadas aos estudantes que prestaram o Enem no ano anterior e que atendam a alguns pré-requisitos. Sabe quais são?

Para participar, basta ter atingido nota acima de 450 pontos e acima de 0 na redação. Além disso, você também precisa ter estudado em escolas públicas durante o Ensino Médio ou como bolsista integral em escolas particulares.

Pessoas que já têm uma graduação não podem participar do processo seletivo — com exceção de professores da rede pública de ensino que estejam em busca de um curso de licenciatura ou pessoas portadoras de necessidades especiais.

Outro critério que é levado em consideração pelo ProUni é a renda per capita, ou seja, a renda média por pessoa da família do estudante. Caso a média seja abaixo de 1 salário mínimo e meio, é possível conseguir uma bolsa integral. Se a renda estiver entre 1,5 e 3 salários, a bolsa pode ser parcial, de 50% do valor das mensalidades.

A participação no ProUni é gratuita e a inscrição pode ser feita pelo site do programa. O processo de seleção acontece duas vezes ao ano: no primeiro e no segundo semestre.

Por conta disso, é importante ficar bem atento aos períodos em que as inscrições estiverem abertas. Não deixe de conferir diariamente as notas de corte. Afinal, como você bem sabe, as vagas serão preenchidas por aqueles que apresentarem as maiores pontuações.

2. FIES

O Fundo de Financiamento Estudantil (FIES) é um programa governamental que também facilita o ingresso ao nível superior para pessoas de baixa renda. Porém, diferentemente do ProUni, o FIES não oferece bolsas. Sua função é garantir um financiamento com juros baixos, permitindo que os estudantes paguem apenas uma taxa durante a graduação e possam pagar as mensalidades em si depois que estiverem formados.

E o que é preciso para participar do processo de seleção para o financiamento estudantil? Em primeiro lugar, seu conhecimento: também é necessário atingir 450 pontos na média do ENEM e nota maior que 0 na redação.

Uma boa notícia é que há a possibilidade utilizá-lo em conjunto com o ProUni — estudantes contemplados com bolsas parciais podem financiar o valor restante das mensalidades, o que é uma boa alternativa para quem não pode concorrer às bolsas integrais do Programa Universidade para Todos.

3. Sisu

O Sistema de Seleção Unificada, também conhecido como Sisu, é outro programa do Governo que pode auxiliar os estudantes no ingresso ao Ensino Superior. Mas, aqui, não há incentivos por meio de bolsas ou parcelamentos: é, na verdade, uma forma de ingresso simplificada.

Com a nota do Enem, é possível se candidatar para dois cursos diferentes e não existe um pré-requisito relacionado à renda familiar para isso. As únicas exigências são ter feito o exame no ano anterior e não ter zerado a redação (está vendo a importância dela, não é?).

No período indicado, que costuma ser no início e no meio do ano, os candidatos fazem suas apostas. Com isso, o sistema reconhece quais são as notas de corte para cada curso em determinada instituição de ensino. Os melhores ganham as vagas e entram para a primeira lista de chamada.

4. Ingresso direto

Se até agora você não encontrou a opção ideal para o seu caso, não desanime! Além das iniciativas governamentais, muitas universidades particulares também permitem o ingresso direto por meio da nota obtida no Enem.

Neste caso, o estudante não precisará prestar o vestibular tradicional ou o vestibular agendado da própria instituição. É uma ótima escolha para quem já fez o Exame Nacional do Ensino Médio e não deseja passar por outros processos seletivos, certo?

Para conseguir uma vaga por meio dessa modalidade, basta apresentar o resultado obtido no Enem. Se a nota atingir a média exigida pela instituição, é só realizar a matrícula e #partiufacul!

Vale ressaltar que algumas universidades podem atribuir pesos diferentes para cada área do conhecimento de acordo com o curso escolhido. Além disso, muitas solicitam o número de inscrição no Enem para que seja possível comprovar as notas apresentadas. Por isso, atenção!

Outro ponto importante é que muitas instituições de ensino aceitam notas de qualquer edição do ENEM a partir de 2012. Como os critérios podem variar de uma faculdade para outra, vale a pena entrar em contato com o local em que pretende estudar.

5. Descontos nas mensalidades

Como forma de reconhecer os estudantes pelo bom desempenho numa das provas mais exigentes do Brasil, muitas universidades particulares oferecem descontos para aqueles que alcançaram boas pontuações no Enem. Sabia disso?

Em muitos os casos, os descontos são progressivos: quanto mais alta for a nota, maior será a porcentagem de desconto nas mensalidades durante o primeiro semestre ou até mesmo todo o curso. Novamente, é bom entrar em contato com a instituição de ensino e tirar todas as suas dúvidas.

Como você pode perceber, participar do Enem pode abrir um leque de oportunidades para que você entre na faculdade da melhor maneira possível. Sabemos que são dois dias bastante cansativos, mas mantenha o foco no pote de ouro no fim do arco-íris ou a luz no fim do túnel.

Agora é com você! Chegou o momento de analisar todas as opções e ver qual é a ideal para seu futuro. E se algum amigo perguntar "como usar a nota do Enem?", você já sabe como ajudá-lo!

Caso ainda esteja em dúvidas e queira saber um pouco mais sobre o mundo dos vestibulares, inscreva-se na nossa newsletter! O cadastro é gratuito e você receberá em seu e-mail conteúdos exclusivos para ter muito sucesso em seus estudos!

BannerFinal (1)

 

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Nova call to action

    Call to action | eBook |  Saiba que curso na área de Humanas deve ser a sua escolha de graduação

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action