<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo_unicesumar_horizontal_original
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Biomedicina / Educação Física / Biológicas



Decidir o que estudar na faculdade não costuma ser uma missão das mais difíceis na vida de quem gosta de praticar atividades físicas e se saía bem nas aulas de Biologia durante a escola: na maioria das vezes, a licenciatura em Educação Física é a primeira opção que passa pela cabeça desses estudantes. 

Se você já sabe que essa é a carreira dos seus sonhos e está prestes a começar a vida de universitário, mas ainda não tem certeza sobre as possibilidades que existem para um profissional de Educação Física, não se preocupe! Essa carreira conta com várias áreas em que você poderá atuar assim que se formar. Maravilha, não é mesmo?

Continue lendo este post e descubra exatamente quais serão as suas oportunidades!

Como é o curso de Educação Física?

O curso de Educação Física dura cerca de 4 anos, e o estudante pode optar pelo Bacharelado ou pela Licenciatura. 

O primeiro tem o objetivo de formar um profissional apto a atuar no controle e prescrição de atividades físicas e treinamentos nas várias modalidades desportivas em clubes, hotéis e academias. Já o segundo forma professores de Educação Física para atuar no ensino infantil, fundamental e médio. 

Nos primeiros períodos do curso, o estudante aprende sobre o funcionamento, a estrutura e os movimentos do corpo humano em disciplinas como Biomecânica, Biologia, Cinesiologia, Fisiologia e Anatomia.

Além disso, estuda sobre o desenvolvimento e o crescimento do corpo em várias etapas da vida, recebe noções de primeiros socorros e nutrição e aprende a prescrever atividades físicas adequadas para idosos ou pessoas com doenças crônicas.

Durante o curso de Educação Física aqui da Uni, são ensinadas a prática e a teoria de vários esportes, atividades recreativas, exercícios físicos, lutas e danças.

Qual é a importância do profissional de Educação Física?

Praticar atividades físicas é muito importante para o corpo humano; afinal, o sedentarismo é praticamente um sinônimo de doenças como hipertensão e obesidade. Exercitar-se sem o acompanhamento de um profissional de Educação Física, no entanto, pode significar vários riscos de lesões, bem como dores desnecessárias. 

Cá entre nós: ninguém quer se machucar fazendo algo que deveria ser bom para a saúde, não é? Por esse motivo, os educadores físicos são indispensáveis na hora de buscar uma rotina mais saudável, já que são preparados para indicar qual tipo de exercício deve ser feito, a frequência e os cuidados necessários.

Dessa maneira, os campos de trabalho têm se tornado mais amplos. É isso mesmo: dê adeus à ideia de que uma pessoa graduada nessa área só pode trabalhar em escolas! Atualmente, todos os ambientes que envolvem a prática esportiva, desde spas até centros voltados especificamente para isso, precisam de um profissional de Educação Física.

Quais são as 11 áreas em que o profissional de Educação Física pode atuar?

Quer saber quais são os principais ramos de atuação? Então, a hora é agora! Pensando em ajudar você a se familiarizar com as opções que existem e a entender melhor como está o mercado de trabalho, separamos 11 possibilidades de trabalho para quem tem diploma de ensino superior em Educação Física — licenciatura ou bacharelado.

1. Pesquisa

Análises, livros e estudos de caso: quem gosta da teoria e sempre sonhou em descobrir novas soluções para a sociedade — seja o tratamento para um tipo específico de lesão muscular, seja o impacto da atividade física na saúde da população — certamente vai gostar dessa área.

Hoje em dia, os institutos de pesquisa realizam diversos estudos que envolvem profissionais de vários cursos da área da saúde, como médicos, fisioterapeutas, nutricionistas e educadores físicos. Se o trabalho em uma equipe multidisciplinar faz o seu estilo, vale a pena pensar nisso e, desde os primeiros anos da faculdade, já dar alguns passos em direção à carreira acadêmica

2. Esportes

Você certamente sabe que, por trás de um time bem-preparado e dos bons resultados de uma equipe esportiva, existe um treinador capacitado para tirar o melhor dos atletas ao longo de toda a jornada. O que talvez ainda não saiba é que esse treinador, na maioria das vezes, é um profissional de Educação Física.

Em média, o salário inicial dos treinadores de equipes pequenas é acima de R$ 2.500, mas vale lembrar que esse valor tende a aumentar por diversos fatores, como tempo de formação, especializações na área, títulos e os times com os quais já trabalhou.

3. Academias

Por questões de saúde ou estética ou para aliviar o estresse na rotina de trabalho: eis alguns dos motivos pelos quais o número de brasileiros matriculados em academias vem crescendo nos últimos anos. Se mais pessoas frequentam esses espaços, a tendência é que cada vez mais instrutores sejam contratados.

Um dos principais pontos positivos dessa forma de atuação é que serve tanto para profissionais mais experientes quanto para recém-formados. Além disso, com o crescimento de novas modalidades, como pilates e crossfit, é possível escolher aquela que tem mais a ver com o seu perfil para trabalhar com o que realmente gosta.

4. Reabilitação

A prática irregular de atividades físicas ou uma rotina muito sedentária podem gerar problemas que só são resolvidos com o auxílio de dois profissionais importantíssimos: um fisioterapeuta e um educador físico, que devem trabalhar em conjunto para que o paciente tenha bons resultados.

Essa também é uma oportunidade para quem se forma em Educação Física e permite a atuação tanto em hospitais quanto em clínicas especializadas. Tudo isso possibilita uma rotina mais flexível e a chance de ter um bom crescimento nesse setor, que ainda não é tão conhecido quanto alguns outros.

5. Ensino

Esse, provavelmente, é o ramo de atuação mais conhecido pelos licenciados em Educação Física; afinal, o trabalho em escolas de todos os níveis de ensino é indispensável para que crianças e adolescentes sejam apresentados às práticas esportivas desde os primeiros anos de vida.

Apesar de ser o setor mais procurado, principalmente pelo fato de muitas vagas serem preenchidas por meio de concursos públicos, se engana quem pensa que essa área está saturada. Na verdade, com a criação de novas escolas públicas e particulares, as chances de conseguir um emprego na área permanecem altas!

6. Competições esportivas

Você sabia que atletas de alta performance têm preparos específicos para grandes competições esportivas? Pois é! A boa notícia é que, ao se formar em Educação Física, você pode ser o profissional que vai capacitar essas pessoas para que elas conquistem os grandes prêmios que desejam dentro de suas modalidades!

Para trabalhar nessa área, que é uma das mais rentáveis, é válido focar uma atividade específica, de forma a se tornar referência no seu nicho e ser visto como o preparador físico ideal para os esportistas.

7. Empreendedorismo em saúde

O número de empreendedores no Brasil aumentou, e acredite: o profissional de Educação Física também pode empreender na sua área! Além da possibilidade de abrir sua própria academia, o educador físico pode atuar como personal trainer de pessoas que querem melhorar o condicionamento físico, mas que preferem não ir a centros de treinamento ou gostam de um atendimento mais próximo.

Uma das maiores vantagens dessa opção é a chance de crescer financeiramente sem abrir mão da qualidade de vida, já que a rotina pode ser muito flexível, pois vai depender da quantidade de clientes que você tiver e do valor agregado ao serviço prestado a essas pessoas.

8. Recreação

Muitos hotéis, cruzeiros e clubes fazem crianças e adultos se exercitarem de forma divertida a partir de coreografias, dinâmicas e gincanas. O setor recreativo também é uma boa opção para educadores físicos, pois eles é que estudam o público e planejam as atividades que serão realizadas.

9. Orientação e supervisão de atividade física

Os profissionais de educação física também encontram espaço em clubes, spas, condomínios e academias, sendo os responsáveis por elaborar e supervisionar programas de exercícios físicos. Nesse ramo, podem atuar em empresas de ginástica laboral — campo que veremos mais abaixo.

10. Performance

Aqui, os profissionais atuam na preparação física de atletas tanto coletiva quanto individualmente e em diversas modalidades esportivas. O objetivo principal é promover um ótimo condicionamento físico para a disputa de competições esportivas, o que previne, também, vários tipos de lesão.

11. Ginástica laboral

Os cuidados com os colaboradores são uma preocupação cada vez maior nas empresas. Para lidar com a longa jornada e com os movimentos repetitivos, a ginástica laboral é muito recomendada — e é nesse caso que entram em cena os educadores físicos.

Você pode atuar como contratado de uma empresa ou prestar um serviço de instrução pontual para os colaboradores. Com exercícios adequados para cada profissão e realizados com a orientação certa, os resultados logo surgem.

Como é o mercado de trabalho de Educação Física?

O mercado de trabalho da área é muito amplo: os profissionais podem atuar como professores e coordenar exercícios físicos em empresas, clubes, academias etc. Por isso, o salário também não segue um padrão. Contudo, é bom lembrar que os educadores físicos que estão em grandes centros urbanos têm, em média, uma remuneração maior.

De maneira geral, o salário médio do profissional é de R$ 3.347,10 para uma jornada de trabalho de 32 horas semanais.

Qual é a importância de contar com uma boa faculdade?

O profissional de Educação Física tem um leque de oportunidades para atuar na área, mas quem deseja ser um educador físico de respeito deve avaliar vários fatores na faculdade.

A formação precisa apresentar uma matriz curricular atualizada e completa, boa infraestrutura física, ter um bom conceito no MEC e corpo docente de qualidade.

Aqui na Uni, oferecemos as modalidades de ensino Bacharelado e Licenciatura em Educação Física. Como nos preocupamos com a parte prática, além de bibliotecas e salas de aula amplas, oferecemos laboratórios de ponta.

Agora que já sabe o que esperar dessa carreira, vale a pena começar a se organizar para o ensino superior; afinal, tudo o que você fizer nessa fase vai refletir no seu sucesso enquanto profissional de Educação Física. Portanto, na hora de escolher uma faculdade, opte por aquela que seja reconhecida e bem-conceituada no mercado, como a UniCesumar!

Gostou deste post e quer saber mais sobre os nossos cursos de graduação e pós-graduação? Então, entre em contato conosco!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS
    New call-to-action
    New call-to-action
    planejamento financeiro

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    New call-to-action

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action