<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo-topo-blog-1
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Dicas de carreira



Quando o assunto é seu futuro, é comum ter dúvidas sobre o caminho a seguir, especialmente na hora de escolher uma profissão, não é? A vida mal começou e você já tem que tomar decisões que vão definir sua carreira, mesmo que ainda esteja descobrindo sua vocação e reconhecendo suas habilidades.

Não é fácil tomar essas decisões, não é mesmo? Para ajudar nessa missão tão importante, hoje você vai conhecer algumas profissões em alta no mercado brasileiro, que oferecem remunerações atrativas e boas chances de crescimento.

É claro que esse não é o único fator a ser avaliado na hora de escolher o curso na faculdade, mas ter uma noção do mercado pode fazer a diferença para muita gente (e isso não tem nada a ver com aquele discurso que você já deve ter ouvido um milhão de vezes: “escolha uma profissão que dê dinheiro, meu filho”).

Dinheiro é bom e todo mundo gosta, mas nem sempre esse é um bom critério para considerar: mesmo que determinado cargo ofereça um salário muito alto, se o mercado não estiver aquecido e a demanda por esse tipo de profissional não estiver alta, você corre um sério risco de não encontrar emprego quando se formar.

Como ninguém quer um diploma apenas para colocar de enfeite na parede, que tal conferir a nossa lista? A #DicaDaUni de hoje é: se alguma dessas profissões em alta chamar a sua atenção, faça uma pesquisa mais aprofundada e descubra se o campo de atuação têm a ver com você. Se a resposta for positiva, se joga! Mas se você sentir que não é exatamente isso que você queria, continue procurando, combinado? Então vamos lá!

1. Analista Contábil

Se você já ouviu falar nessa profissão, mas nunca entendeu exatamente o que faz um analista contábil, agora é hora de descobrir! No cenário econômico atual, esse profissional é responsável por lidar com o planejamento financeiro das empresas, atuando no lançamento de produtos, no departamento de vendas e até no fechamento de novos negócios.

Pra se dar bem na área, você precisa ter visão estratégica, boa comunicação, e uma formação sólida em Ciências Contábeis. Também ajuda muito ser fluente em outros idiomas, especialmente o inglês e o espanhol — por isso, nada de preguiça na hora de estudar, certo?

2. Analista de Mídias Digitais

Quer passar o dia navegando nas redes sociais e ainda ganhar por isso? Pois saiba que Analista de Mídias Digitais (ou Sociais) é uma das profissões em alta no Brasil e em todo o mundo. Mas não pense que o trabalho é moleza!

O profissional que trabalha nessa área fica responsável por administrar as redes sociais de seus clientes, favorecendo sua reputação nos meios digitais e sua imagem pública. Parece simples, mas é um cargo de muita responsabilidade: qualquer mancada compartilhada online pode prejudicar a empresa e ter consequências graves. Afinal, a internet não perdoa, não é mesmo?

Para se tornar um Analista de Mídias Digitais, você precisa ter boa comunicação, estar por dentro dos assuntos do momento e aprender a avaliar as métricas de desempenho. #Partiu?

3. Engenheiro de Software

O mercado de softwares cresce cada vez mais, tanto em números quanto em faturamento. Quem não gostaria de fazer parte de um setor tão lucrativo, não é mesmo? Na área de TI, essa é uma das profissões com maiores chances de crescimento e melhores salários.

O trabalho do Engenheiro de Software é criar e aprimorar os programas, sistemas e aplicativos que desenvolvem as mais diversas funções no computador e no celular. Apesar de contar com muitas ferramentas para facilitar os processos, o engenheiro precisa conhecer as linguagens de programação e mandar bem em matemática — na hora de criar os algoritmos, os cálculos têm que estar na ponta da língua!

4. Esteticista

Já parou pra pensar quais são as profissões em alta mesmo em época de crise e instabilidade? A área de Estética e Beleza é uma das que mais cresce no país e oferece possibilidades infinitas tanto para quem quer empreender (abrindo seu próprio negócio) quanto para quem prefere pegar uma carona nas empresas em expansão — e são muitas, viu? De spas e salões a hotéis de luxo e clínicas especializadas.

Mas não pense que esteticistas e cosmetólogos lidam apenas com vaidade e futilidade. Pelo contrário, os serviços ligados a cuidados pessoais estão relacionados com autoestima, qualidade de vida e até com a saúde. Que tal ajudar as pessoas a se sentirem mais bonitas e oferecer um momento de relaxamento e tranquilidade no meio da rotina atribulada?

5. Especialista em Direito Digital

Há alguns anos, ninguém imaginava que um dia a advocacia teria uma especialização voltada ao mundo virtual, não é mesmo? O avanço da tecnologia trouxe mudanças significativas na sociedade e a todo momento surgem novas necessidades (e crimes) relacionados à internet.

Não faltam assuntos para atrair os futuros advogados para a área de direito digital: as discussões sobre privacidade e cibersegurança (tanto no uso pessoal quanto nas compras e transações bancárias), a criptografia de dados, a coleta de provas eletrônicas, a perícia digital e até a regulamentação das moedas eletrônicas, por exemplo. Tudo isso cai sob a responsabilidade do Direito Digital, uma especialização extremamente necessária.

6. Profissional de Agroecologia

Se a população não para de crescer, é preciso garantir comida para todo mundo, certo? Além disso, utilizar os recursos naturais com consciência e responsabilidade é o grande desafio da era moderna. É aí que entra o profissional de Agronomia e Agroecologia: como usar a tecnologia para produzir mais, sem prejudicar o meio ambiente?

Se esse dilema faz seus neurônios se agitarem e você não tem medo de sujar as mãos, que tal investir na sua formação em agronegócio? Os profissionais mais qualificados são disputados a tapa no mercado (no sentido figurado, não tem violência nessa área, viu?).

Conhecer as carreiras com melhores perspectivas é apenas o primeiro passo para escolher a sua profissão. De nada adianta seguir por um caminho que não traz felicidade, apenas em busca de uma remuneração alta. Afinal, ninguém consegue ser um bom profissional sem fazer o que gosta — e você só consegue um bom salário se for um bom profissional, não é?

Quer continuar recebendo dicas sobre como escolher um curso ou como identificar as profissões em alta no mercado? Acompanhe a Uni pelas redes sociais: estamos no Facebook, no Twitter, no Instagram e no YouTube!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Nova call to action

    Um cabeçalho claro e arrojado

    Nova call to action

    Um cabeçalho claro e arrojado

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action