<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo-topo-blog-1
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Dicas de carreira / Vestibular / Dicas de estudos



Depois de longos anos cultivando amizades, estudando dezenas de matérias e enfrentando provas com frequência, eis que chega a hora de dar adeus à rotina escolar. Normalmente, é um dos momentos de maior #mixedfeelings: uns esperam ansiosamente o fim enquanto outro não querem que acabe. Porém, uma dúvida é comum entre todos: “terminei o Ensino Médio, e agora?

O término dessa etapa, que coincide com a chegada da vida adulta, resulta em muitas incertezas na vida dos jovens e de seus familiares. Mas, calma! É normal ter dúvidas sobre o que fazer nos próximos anos e, ao mesmo tempo, ter ainda mais dificuldade em escolher por conta da pressão dos pais, de amigos e da sociedade em geral.

Na maior parte das vezes, a solução que parece mais adequada é ingressar na faculdade. Mas caso você ainda esteja em dúvida sobre o que deseja cursar ou não sabe se já quer entrar no mundo universitário, não se preocupe: listamos 7 opções diferentes que você pode seguir após terminar o Ensino Médio. Vamos lá?

1. Fazer um intercâmbio

Atire a primeira pedra quem não gosta de viajar e conhecer outras culturas! Nesse caso, fazer intercâmbio após o Ensino Médio pode ser uma ótima opção. Atualmente, existem diversas modalidades de intercâmbio e muitos lugares disponíveis. Por isso, é possível escolher um destino e um período que estejam de acordo com suas condições financeiras e suas preferências.

Além dos intercâmbios tradicionais, que são ideais para quem deseja passar um período mais longo no exterior para aprender sobre o idioma escolhido, existem também os de curta duração, que podem variar de 2 semanas até alguns meses. Devido ao período mais curto, seus valores costumam ser mais baixos.

Outra modalidade que está se expandindo é o intercâmbio como Au Pair. Essa é uma das alternativas com melhor custo-benefício, já que permite que os estudantes trabalhem de forma remunerada no exterior e se matriculem em cursos oferecidos nas cidades onde estarão. Desta forma, é possível conviver bastante com a cultura de outro país. Temos certeza de que alguns olhos brilharam lendo isso, acertamos?

2. Fazer trabalho voluntário

Realizar atividades em ONGs e instituições beneficentes é uma boa maneira de ajudar o mundo a se tornar um lugar melhor. Porém, o que poucas pessoas sabem é que o trabalho voluntário também pode contribuir para o autoconhecimento e para o desenvolvimento de habilidades importantes para seu futuro profissional.

Por isso, procure um tipo de ação social que você gostaria de fazer e busque projetos que estejam precisando de voluntários. Alguns sites, como é caso do Atados, podem ajudar nessa tarefa! Caso você não encontre nenhum projeto em sua cidade, também é possível contribuir com a organização de eventos para crianças em hospitais e escolas públicas.

Além de ser algo positivo para a sociedade e que pode facilitar o seu processo de escolha profissional, o trabalho voluntário também vai tornar seu currículo mais atraente para algumas empresas. Sabemos que você não fará somente pelo reconhecimento, mas você certamente colherá bons frutos dessa boa ação.

3. Procurar um emprego

Não sabe qual faculdade ou curso escolher, mas não quer perder tempo enquanto toma a decisão? A alternativa pode ser começar a trabalhar. Uma coisa podemos garantir: mesmo que não seja em sua área ideal, você jamais sairá no prejuízo!

Além de permitir que você descubra o que gosta e em qual setor deseja atuar, também possibilita experiências práticas e maturidade antes mesmo de começar uma faculdade. Outro ponto importante é que um emprego remunerado pode facilitar a realização de muitos dos seus planos para o futuro!

4. Aprender outro idioma

Com a competitividade no mercado de trabalho, ter domínio de idiomas é essencial para quem almeja cargos altos em grandes empresas. Por isso, você pode aproveitar essa fase para se matricular em uma escola de inglês ou para estudar outra língua que seja do seu interesse, até mesmo de forma autodidata. Espanhol, francês, mandarim, italiano, russo... por que não?

Além de ser útil para sua colocação profissional, isso também pode ajudar a ter mais facilidade quando ingressar no Ensino Superior. Muitos cursos contam com disciplinas, trabalhos acadêmicos e até estágios que exigem certo nível de conhecimento de idiomas estrangeiros. Isso sem falar nas chances de conseguir bolsas para intercâmbio na faculdade.

5. Entrar na faculdade

Talvez a dica que você estava esperando desde o início. Como o mercado de trabalho busca pessoas cada vez mais qualificadas, essa opção é ideal para quem já decidiu o que deseja fazer no futuro e pretende iniciar o quanto antes uma carreira profissional promissora.

No entanto, é preciso ter atenção a alguns detalhes antes de começar sua graduação. Primeiramente, pesquise bastante sobre a carreira do seu interesse, converse com profissionais formados na área e analise a grade curricular do curso. Assim, você evita começar a faculdade por impulso e diminui o risco de se decepcionar com sua escolha.

Ingressar no Ensino Superior também exige alguns recursos financeiros. Por isso, certifique-se de que será possível arcar com os custos da faculdade. Se, todo caso, não tiver possibilidade de pagar pelas mensalidades, procure informações sobre as bolsas de estudos, financiamentos e descontos que podem ser disponibilizados.

Além disso, também é importante escolher a instituição ideal e que ofereça um ensino de alta qualidade. Faz toda diferença que a universidade tenha uma boa classificação no MEC, de preferência acima de 3 estrelas. Isso que garante um ensino de excelência e com muitas chances de reconhecimento no mercado de trabalho.

6. Fazer um curso técnico

Se você já tem noção da área em que pretende trabalhar e está em busca de uma formação com foco maior em atividades práticas, um curso técnico pode ser a solução perfeita. Além de serem mais focados na atuação profissional, esses cursos costumam ser mais curtos do que as graduações tradicionais.

Além disso, podem até incentivá-lo a procurar uma faculdade mais para frente. Se você gostar do que foi ensinado, o ideal é se aprofundar no assunto e tornar-se um especialista!

7. Fazer cursos livres

Como vimos, o nível superior não é a única opção para quem concluiu o Ensino Médio e quer continuar estudando. Se você deseja aprender coisas novas e ter contato com outras pessoas, vale a pena procurar por cursos livres que estejam relacionados às suas preferências. Muitas vezes, um simples hobby pode se tornar uma profissão — já pensou?

Por isso, se você gosta de artes, de algum esporte específico ou qualquer outra atividade, aproveite o tempo livre para aprender um pouco mais sobre elas. Desta forma, você desenvolve novas habilidades e também pode agregar valor ao seu currículo futuramente.

 

Agora que você já conhece as possibilidades que pode escolher depois de terminar o Ensino Médio, aproveite para seguir nossas páginas no Facebook e no Instagram. Nelas, você encontrará muitos outros conteúdos interessantes e que podem ajudar nesse momento decisivo da sua vida.

 

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action