<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo-topo-blog-1
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Dicas de carreira



Ingressar no Ensino Superior é um passo que representa uma grande mudança na vida de qualquer pessoa. Por isso, para que essa experiência tenha os melhores resultados possíveis, o ideal é conhecer os tipos de faculdade e identificar o que melhor atende suas expectativas e necessidades.

É interessante notar que, além de existirem vários tipos de instituição de Ensino Superior, também há diversas maneiras de cursar uma graduação. Outro fator importante é o tipo de formação que será conquistado ao fim do curso.

Pensando nisso, preparamos este post para ajudar você a entender o que distingue cada um desses aspectos tão relevantes para quem vai começar a vida universitária. Então, continue a leitura e fique por dentro de todas as diferenças entre os tipos de faculdade!

Instituições de Ensino Superior

Em algum momento, é possível que você já tenha notado que algumas instituições de Ensino Superior são chamadas de faculdade, enquanto outras recebem a denominação de universidade ou até mesmo de centro universitário, não é mesmo? A seguir, entenda quais são as diferenças entre elas.

Faculdade

A princípio, toda instituição de ensino é credenciada pelo Ministério da Educação (MEC) como faculdade, segundo o que determina o Decreto nº 5.773, de 9 de maio de 2006. Esse tipo normalmente oferece uma quantidade moderada de cursos de graduação focados em um determinado eixo do conhecimento, podendo ofertar também alguns de pós-graduação.

Para obter o reconhecimento do MEC, a faculdade precisa atender alguns requisitos, como a infraestrutura adequada aos cursos, com biblioteca e laboratórios. Outra exigência é a presença de pelo menos um terço do corpo docente com título de especialista.

Universidade

Esse é um tipo de instituição que se baseia no tripé ensino, pesquisa e extensão. Na prática, isso significa que, além de assistir às aulas, os estudantes também desenvolvem pesquisas científicas e participam de projetos de extensão que envolvem a comunidade na qual a universidade está inserida.

Toda universidade precisa oferecer cursos de graduação e pós-graduação de várias áreas. Entre as pós-graduações, pelo menos 4 devem ser do tipo stricto sensu, isto é, mestrados e doutorados. Além disso, um terço do corpo docente tem que ter o título de mestre e/ou doutor, e mais um terço precisa ser contratado em regime de dedicação exclusiva.

Centro universitário

Diferentemente das faculdades, os centros universitários ofertam cursos de graduação de várias áreas do conhecimento, além de cursos de pós-graduação lato e stricto sensu. Porém, assim como as universidades, também contemplam ensino, pesquisa e extensão.

A fim de ser reconhecida como centro universitário, a instituição precisa atender algumas exigências. Ter pelo menos um terço do corpo docente composto por mestres e/ou doutores e, no mínimo, um quinto dos professores contratados para se dedicar em tempo integral são algumas delas.

Modalidades de ensino

Na hora de decidir em que tipo de instituição vai fazer faculdade, outro aspecto importante a ser analisado é a modalidade de ensino em que a graduação é ofertada. Essa escolha faz toda a diferença na experiência que você vai ter como estudante universitário, como você vai perceber a seguir.

Ensino presencial

Essa é a modalidade mais tradicional em qualquer um dos tipos de faculdade. Nela, o estudante precisa acompanhar as aulas que acontecem na instituição de ensino, atingindo uma frequência mínima de 75%. Desse jeito, é possível tirar dúvidas pessoalmente com os professores.

O ensino presencial garante uma experiência acadêmica mais intensa e completa, uma vez que o estudante consegue usufruir de toda a infraestrutura da instituição e pode interagir com colegas e professores. Isso permite começar a construir uma rede de contatos ainda na graduação.

Educação a distância

A educação a distância (EAD) é uma modalidade na qual as aulas e demais atividades acontecem por meio de um ambiente virtual acessado pela internet, de modo que só é preciso comparecer à instituição para fazer as provas. Por isso, costuma ser procurada principalmente por quem precisa de uma maior flexibilidade de horários.

Para acompanhar as aulas de um curso EAD sem dificuldade, é importante ter disciplina para organizar a própria rotina de estudos e evitar o acúmulo de matéria. Também é preciso ter certa habilidade para lidar com dispositivos eletrônicos e novas tecnologias.

Flex

A modalidade flex é um tipo de ensino híbrido que mescla características do ensino presencial e da educação a distância. Assim, o estudante acompanha a maior parte das aulas pelo ambiente virtual de aprendizagem, como na EAD, mas tem encontros presenciais na instituição pelo menos uma ou duas vezes por semana.

Tipos de formação

Ao escolher uma graduação para finalmente começar a faculdade, você vai notar que algumas são cursos tecnológicos, enquanto outros são do tipo bacharelado ou licenciatura. Há, ainda, os que estão disponíveis, ao mesmo tempo, nesses dois últimos tipos de formação. Abaixo, entenda em que as opções se distinguem.

Tecnológico

Cursos tecnológicos são graduações com objetivo de atender necessidades específicas do mercado. Por serem mais curtos do que os outros tipos de faculdade, formam profissionais especializados em uma determinada área e com um preparo menos teórico e mais prático.

Bacharelado

Os bacharelados também são cursos voltados para o mercado de trabalho, mas que proporcionam uma formação mais ampla. Desse modo, o profissional conta com várias possibilidades de atuação dentro da área em que se formou e pode direcionar a carreira para a que mais desperta interesse.

Licenciatura

Enquanto os bacharelados formam profissionais para o mercado de trabalho em geral, os cursos de licenciatura são voltados para a formação de professores da rede de educação básica. Assim, quem escolhe esse tipo de graduação costuma atuar lecionando em turmas do Ensino Infantil, Fundamental e Médio, em escolas públicas e privadas.

Depois de conhecer as diferenças entre os tipos de faculdade, certamente fica muito mais fácil fazer uma escolha bem fundamentada para dar início à sua vida universitária. Então, faça uma análise de todas as opções disponíveis e decida qual tipo de instituição, modalidade de ensino e formação melhor se adéqua ao que você deseja.

Gostou das informações que trouxemos neste post? Assine a nossa newsletter e não perca outros conteúdos como este!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Nova call to action

    Um cabeçalho claro e arrojado

    Nova call to action

    Um cabeçalho claro e arrojado

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action