<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo-topo-blog-1
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Medicina



 Tags: Medicina

Se você optou por estudar Medicina, saiba que, após 6 anos de curso e muito esforço, precisará realizar outra escolha: qual especialidade seguir. Assim, é fundamental conhecer os tipos de médico que existem e determinar qual segmento tem mais a ver com você.

Há duas maneiras de se tornar um médico especialista após concluir a graduação: escolher um curso de especialização ou fazer uma residência médica. Com tantas possibilidades, é importante saber que cada uma delas conta com um aprofundamento específico, essencial ao cuidado da vida humana.

Ficou interessado? Quer saber quais são os principais tipos de médico que existem? Então, vamos lá!

1. Cancerologia

A Cancerologia é uma área que trata e diagnostica os tumores sólidos. Há algum tempo, todos cânceres eram cuidados por esse tipo de médico. Após a criação da Hematologia, houve uma divisão no ramo.

Para se tornar um Cancerologista de respeito, é preciso fazer dois anos de residência e mais três anos de Oncologia. O aumento do número de pessoas com doenças emocionais provocou uma elevação dos casos de câncer, tornando a demanda por esse profissional elevada.

É importante destacar que essa área apresenta uma atuação maior em cidades de médio e grande porte, já que é necessário estrutura para tratamentos, como equipes multiprofissionais e radioterapia.

2. Cardiologia

O cardiologista é o profissional que cuida das doenças que afetam o coração, fazendo o diagnóstico e indicando o tratamento mais adequado. Hoje em dia, a vida anda muito corrida e estressante, concorda? Com isso, o grande prejudicado é o coração, o que torna esse tipo de médico bastante requisitado.

Para ser um cardiologista, é necessário ser um profissional em Clínica Médica. Essa especialização dura cerca de dois anos. Depois de concluída, é possível se candidatar à residência médica em Cardiologia.

O profissional pode trabalhar em clínicas, casas de saúde, hospitais e consultórios. Para atuar no ramo, o cardiologista precisa, desde a faculdade, ter gosto em ajudar as pessoas e se interessar pela saúde da população em geral.

3. Ginecologia e Obstetrícia

Você é fã de Grey’s Anatomy e sonha em se tornar a obstetra Addison Montgomery? Então, a especialidade de Ginecologia e Obstetrícia é perfeita para você! O profissional é responsável pelo cuidado da saúde da mulher, desde a adolescência até a idade adulta, atuando no tratamento, diagnóstico e prevenção de várias doenças.

A obstetra analisa a reprodução feminina, com o objetivo de acompanhar a mulher desde a gravidez até o parto. Para atuar na área, o ginecologista deve se candidatar a uma residência médica em Ginecologia. Após concluir esse grande passo, é necessário ser aprovado pela Febrasgo. Outra possibilidade é a carreira acadêmica.

4. Cirurgia Plástica

A Cirurgia Plástica conquista cada vez mais pessoas que querem dar uma levantada na aparência e no corpo. Muitos buscam o profissional para tirar as gordurinhas localizadas, modificar o formato do nariz ou aumentar as mamas, por exemplo. Além disso, o cirurgião plástico pode corrigir algumas lesões que comprometem as funções do corpo, como queimaduras.

Para ser um profissional respeitado, é preciso se formar em Medicina, fazer três anos de residência em Cirurgia Geral e mais três anos em Cirurgia Plástica.

5. Clínica Médica

A Clínica Médica é apontada como uma área-base da Medicina, já que abrange conteúdo de várias especialidades. E esse é justamente um ponto principal de quem opta por esse ramo: você lê e acaba sabendo um pouquinho de cada coisa.

Uma questão interessante são os desafios do diagnóstico: o paciente se apresenta com vários sintomas e sinais, e é o clínico o maior responsável por investigar. É como no seriado House. Outra área de atuação é a ação preventiva individual, orientando medidas saudáveis e realizando o check-up.

Para a formação, a Clínica Médica depende do conteúdo da graduação e de um rodízio obrigatório no internato, com três meses de duração mínima. Todos os médicos que escolherem uma especialidade clínica, exceto neuro e dermato, devem fazer a residência em Clínica Médica de dois anos antes de ingressar na especialidade.

6. Cirurgia Geral

A Cirurgia Geral é responsável pela intervenção em pacientes que sofreram acidentes e precisam de um tratamento mais invasivo. O cirurgião deve trabalhar em conjunto com as demais áreas médicas, para garantir o seu sucesso. Alguns tipos de cirurgia precisam de uma especialização própria, como neurocirurgia, cardíaca, mão e pescoço.

Essa residência é de acesso direto, ou seja, não é necessário nenhuma outra especialização para o ingresso nela. O residente precisa ser treinado para lidar com vários problemas que atingem qualquer parte do corpo que necessite de intervenção cirúrgica.

7. Pediatria

Você é apaixonado por crianças? Então, a Pediatria pode ser uma boa especialidade para você. O profissional é responsável por cuidar de bebês, crianças e adolescentes, entendendo todas as complexidades e particularidades dessas fases da vida.

Além disso, ele deve orientar as gestantes em relação aos cuidados com o recém-nascido e a fatores ligados a vacinação, primeiros exames, amamentação etc.

O pediatra pode atender em hospitais, postos de saúde, consultórios e clínicas. Também pode ser especialista em subáreas, como Medicina do Adolescente, Cardiologia Pediátrica, Neonatologia, entre outros. Para trabalhar como pediatra, é necessário ter o título de Especialista em Pediatria.

8. Medicina de Família e Comunidade

Essa especialidade presta assistência à saúde abrangente, integral e continuada, com foco no indivíduo e na família e orientação para a comunidade. O profissional atende pessoas de todas as idades, ajudando de maneira permanente.

Assim, o atendimento não ocorre somente quando há algum problema de saúde. Esse profissional também é responsável pela realização de trabalho de reabilitação, cura e prevenção. 

O especialista pode atuar em postos de saúde, acompanhando agentes comunitários, técnicos de enfermagem e enfermeiros. Logo, ele está presente tanto em regiões rurais quanto em áreas urbanas.

Sabia que nós, da UniCesumar, oferecemos cinco residências médicas? Elas são a Medicina de Família e Comunidade, Ginecologia, Pediatria, Clínica Médica e Cirurgia Geral. Assim, você pode estudar e aprender na prática tudo sobre a especialidade que você quer seguir em uma instituição de ensino de qualidade e renomada!

Agora que você já conhece os principais tipos de médico, é importante entender que, ao longo da ,você terá acesso e vivência em todas essas áreas, de maneira que poderá confirmar a especialidade que mais combina com seu perfil e conhecer novas possibilidades. Além disso, para garantir boa carreira e salário, lembre-se de optar por uma faculdade de qualidade e que seja reconhecida no mercado.

Gostou de conhecer as principais especialidades médicas que você pode seguir? Então, #partiu entender o que você precisa saber sobre a carreira de Medicina!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    Nova call to action

    Call to action | eBook |  Saiba que curso na área de Humanas deve ser a sua escolha de graduação

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action