<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo_unicesumar_horizontal_original
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Foca na Carreira / trocar de curso



Depois de muita pesquisa, testes vocacionais e conselhos dos amigos, você finalmente decide: é esse o meu curso superior! Então, começa a faculdade e vê que não era bem assim. É normal perceber apenas na prática que algum curso não é o que imaginava, ou seja, quando a graduação já está rolando.

A boa notícia é que os estudantes não assinam um termo perpétuo de compromisso quando entram na faculdade. Você pode — e deve — trocar de curso caso sinta essa vontade, seja porque aquela profissão não é mesmo a que você quer, seja porque busca uma faculdade de qualidade e viu que a sua não é tão boa assim.

E o melhor é que o processo de troca de curso é mais simples do que você imagina! Continue a leitura e confira!

Saiba que não há nenhum problema nisso

Pressão dos pais por determinada carreira, medo de demorar demais para pegar o diploma de Ensino Superior, preguiça de começar um novo curso do zero: esses são alguns dos motivos que levam muita gente a terminar “na marra” uma graduação que já dava sinais de não ser tudo aquilo desejado pelo estudante.

No entanto, é sempre bom ter em mente que o mais importante é a realização profissional e pessoal. Forçar um curso que não está gostando é um convite à frustração, pois leva a uma construção de carreira sem paixão e interesse.

Então, tenha atenção aos sinais de que você está no curso errado. Alguns motivos para repensar sua escolha de graduação são:

  • Você perdeu a vontade de assistir às aulas?
  • Os tópicos do curso pararam de despertar seu interesse?
  • Não se sente feliz quando imagina sua carreira futura naquela área?
  • Sente que poderia aprender muito mais se a faculdade fosse melhor em termos de infraestrutura e metodologia?
  • Você se pega com brilho nos olhos ao pesquisar sobre outra graduação?

Se respondeu “sim” a uma ou mais perguntas, é um sinal de alerta! É normal bater a insegurança, mas, ainda assim, é importante se manter fiel a esses sentimentos e considerar a troca de curso. Isso resultará em um aproveitamento melhor da formação e, como consequência, maiores chances de sucesso profissional.

Considere suas motivações

Existem dezenas de motivos que podem levar alguém a sentir insatisfação com a sua graduação. Entender quais pesam, no seu caso, é fundamental para que possa escolher o curso certo para você e ter uma formação proveitosa.

A decisão pelo curso com base em pressão familiar é um dos motivos mais comuns. Nesse caso, vale a pena ter uma boa conversa com seus pais e explicar que você deseja outro caminho. Assim, poderá trocar de curso sem peso na consciência.

Outro motivo comum é a ausência de perspectiva profissional: é difícil manter a motivação quando não enxergamos muitas possibilidades de atuação pela frente. Se for assim, pesquise mais sobre oportunidades que você ainda não tinha pensado e se terá realização pessoal nessa carreira, independentemente dos desafios.

Por fim, algumas pessoas resolvem mudar de curso porque não se adaptam à instituição de ensino. Não é toda faculdade que tem uma boa metodologia EAD, por exemplo. Sentir que há algum prejuízo em sua formação devido à qualidade da instituição é um motivo muito válido para buscar outro caminho.

Entenda qual é a melhor hora de trocar de curso

Descobriu que quer seguir outra profissão? Então, não existe melhor hora para pedir a transferência de curso! Se você ingressou na faculdade agora ou se está a apenas dois semestres do diploma, ainda assim a decisão deve ser considerada. Porém, quanto antes descobrir isso, melhor.

Agora, se o seu problema é com a instituição de ensino, as coisas são um pouco mais simples. Isso porque a qualquer momento você pode entrar em outra faculdade por meio da transferência externa e aproveitar boa parte do que foi cursado em outro lugar.

Descubra o procedimento para a troca de curso

Cada instituição de ensino tem suas políticas e seus procedimentos para a troca de curso. No caso de uma transferência interna — quando quer trocar de área, mas permanecer dentro da mesma universidade —, em geral, há processos seletivos internos.

Por exemplo, você pode ter que realizar uma pequena prova ou apresentar o seu histórico acadêmico e justificativa junto à secretaria do curso de seu interesse. Normalmente, não é difícil conseguir essa troca, que fica sujeita à existência de vagas no curso pretendido.

Atenção ao calendário acadêmico: os processos de transferência interna costumam ter data certa de início e fim. Por isso, consulte a secretaria da unidade de ensino do seu curso pretendido e veja qual é o período e os requisitos para a troca.

A transferência externa, por sua vez, é quando você muda de instituição de ensino, independentemente de ser para o mesmo curso ou não. Nesse caso, é preciso consultar a universidade de seu interesse e ficar por dentro do regulamento. Contudo, a lógica é a mesma: se houver vagas, a transferência costuma ser muito descomplicada.

Veja como é fácil trocar de curso e entrar na Uni

Aqui na UniCesumar, os estudantes têm a opção de ingressar por transferência externa ou realizar transferência interna — entre cursos e até modalidades, por exemplo, da graduação a distância para a presencial.

O primeiro passo do processo é verificar se há vagas no curso desejado. Entre em contato conosco para descobrir isso e, se a resposta for positiva, basta realizar sua matrícula.

Para isso, você precisa comunicar sua intenção de realizar a transferência junto à instituição de origem, solicitando estes documentos:

  • declaração de vínculo com a instituição;
  • histórico de transferência;
  • atestado de situação do estudante no ENADE;
  • ementas das disciplinas cursadas até então;
  • portaria de reconhecimento do curso de origem pelo MEC.

Com os papéis em mãos, você deve separar também os documentos básicos de matrícula no Ensino Superior, como:

  • documento de identidade;
  • título de eleitor;
  • certificado de conclusão do Ensino Médio;
  • comprovante de residência;
  • certidão de casamento (exceto para solteiros);
  • certificado do Serviço Militar (para candidatos do sexo masculino).

Apresente tudo para efetivar sua matrícula. Depois, é só aguardar a análise dos documentos para saber se podemos aproveitar as disciplinas já cursadas na instituição de origem. Caso sim, elas são automaticamente eliminadas da sua grade curricular.

Vimos nessa leitura como é possível trocar de curso. Lembre-se de que o processo de escolha de uma profissão é muito complexo, então, é normal ter que passar por vários caminhos até encontrar o seu.

Conte com a Uni para esse momento de reflexão! Nossa equipe de atendimento está à disposição para esclarecer suas dúvidas. Basta que você mande uma mensagem para descobrir o mundo de possibilidades da UniCesumar.

Então, não perca mais tempo! Entre em contato conosco e providencie logo sua transferência para a Uni!

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS
    New call-to-action
    New call-to-action
    planejamento financeiro

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Nova call to action

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    New call-to-action

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action