<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=344581662787026&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">
logo-topo-blog-1
INSCREVA-SE NO VESTIBULAR

•   Início Dicas de estudos



Levante a mão se isto já aconteceu com você: depois de um dia tranquilo e rotineiro, cheio de aulas interessantes, conversa com os amigos e quem sabe até uma voltinha no shopping. Você chega em casa cansado, se joga no sofá e se levanta só pra comer alguma coisa ou tomar um banho. Porém, ao conferir as horas no celular ou passando pelo calendário na parede, você percebe que esse belo dia é véspera de prova. E agora?

Se essa cena já aconteceu com você e sua reação foi pânico e desespero, este post foi feito pensando em você! Mas caso você se orgulhe de ter um planejamento eficiente e estar sempre preparado pra tudo, não vá embora! Afinal, imprevistos acontecem, e ninguém está livre de passar por isso em algum momento, certo?

Então, o que fazer na véspera da prova? Estudar loucamente como se não houvesse amanhã? Dar uma olhada no material e dormir para estar bem descansado na hora do exame? Não vamos dar #spoilers. Se quiser saber a resposta, continue a leitura!

 Afinal, vale a pena estudar na véspera de uma prova?

Se você fizer uma pesquisa com seus colegas de turma, vai encontrar as respostas mais variadas: de pessoas que juram que é possível se dar bem na prova estudando apenas na véspera até aqueles alunos que seguem um cronograma rígido de estudos e não deixam a matéria acumular.

Aliás, se fizer essa pergunta para os estudantes mais aplicados, vai receber diversas dicas sobre o que fazer no dia anterior a uma prova importante de revisar o conteúdo sozinho ou em grupo a esquecer completamente os livros e se dedicar ao lazer para clarear a mente.

A verdade é que não existe resposta correta para essa pergunta. Cada um aprende de uma forma diferente. Por isso, é importante descobrir o que funciona para você na hora de estudar, seja em casa sozinho ou na biblioteca com seus amigos.

Porém, uma coisa é certa: estudar só na véspera diminui muito suas chances de uma boa nota e pode acabar comprometendo sua evolução na disciplina. Afinal, o conteúdo do curso é progressivo e passar para a próxima etapa sem dominar a matéria atual vai gerar problemas, mais cedo ou mais tarde.

Mas fique tranquilo, esse não é mais um daqueles artigos que se limita a dizer: “planeje seus estudos e não deixe tudo para o último dia”. Afinal, a gente sabe que não é fácil conciliar todas as demandas da vida moderna. Entre estudos, trabalho, vida social, família e lazer (que é muito importante, sim!), encontrar tempo todos os dias para estudar um pouco é um grande desafio.

Por isso, estamos aqui para ajudar! De forma geral, existem duas situações básicas com relação ao estudo na véspera de prova:

  1. Quando o aluno acompanhou todas as aulas, fez os exercícios propostos, estudou o conteúdo aos poucos e precisa apenas de uma revisão para se sentir mais seguro e dominar o nervosismo;
  2. Caso, por qualquer motivo que seja, não tenha sido possível se empenhar como o desejado e o estudante precisa se atualizar sobre o conteúdo em pouco (ou melhor, pouquíssimo) tempo.

Então, em qual dessas situações vale a pena estudar um dia antes do exame? Elementar, meu caro universitário: nas duas! (você não achou que a gente ia dizer pra não estudar, né?). O que muda é a maneira de se organizar para que as horas dedicadas aos livros e cadernos rendam mais e você alcance um bom resultado, não apenas na prova mas em todos os desafios que virão pela frente.

 

No primeiro caso, quando você sabe que domina a matéria, mas precisa controlar a insegurança e se sentir mais preparado, vale a pena fazer uma boa revisão do conteúdo, separando algumas horas para reler seus resumos, resolver alguns exercícios ou assistir a algum vídeo relacionado.

No segundo cenário, a coisa se complica um pouco, mas nada é impossível para um estudante determinado! Antes de se jogar nos livros e varar a noite estudando, reserve alguns minutos para criar um plano de estudos emergencial.

Você pode até sentir que está perdendo tempo, mas acredite: um planejamento bem feito vai otimizar a sua maratona de estudos e garantir que você se dedique ao que realmente importa, focando nos pontos mais importantes.

E agora, atenção para um aviso importante: esqueça aquela cena clichê de filmes adolescentes em que os estudantes passam a noite inteira acordados, estudando sem parar. Se nem nas telonas isso funciona (porque sempre tem alguém que dorme e perde a hora da prova ou entra na sala e esquece tudo que estudou), imagine na vida real!

É cientificamente comprovado que uma boa noite de sono é essencial para fixar na memória o que foi estudado e garantir um aprendizado eficiente. Por isso, se dedique aos estudos respeitando os seus limites e vá para cama quando sentir que precisa descansar, combinado?

Precisa de mais dicas para fazer o estudo render na véspera e fazer cada minuto valer a pena? Então continue a leitura para aprender o que fazer (e o que não fazer!) antes de um exame importante.

Como estudar e revisar na véspera da prova?

Desespero e ansiedade são sentimentos que não largam você em uma véspera de prova? Pois saiba que você não está sozinho nesse barco: na verdade, todo mundo passa por isso — alguns em maior e outros em menor intensidade. Porém, controlar suas emoções e ter mais tranquilidade durante os estudos é fundamental para memorizar o conteúdo, evitar o “branco” na hora do exame e garantir uma boa nota.

É por isso que o dia anterior é tão importante: tudo que você faz na véspera da prova determina seu grau de confiança para passar por esse desafio. Então, que tal aproveitar esse tempo para estudar, revisar e esclarecer aquela dúvida persistente que você foi deixando pra lá?

Nada de sentar na sala com o livro na mão e a televisão ligada, porque não estamos aqui pra brincadeira, certo? Se ligue nas nossas dicas para aproveitar bem as horas anteriores àquele exame importante:

1. Escolha um lugar calmo para estudar

Nem sempre é possível escolher o lugar perfeito para estudar. No entanto, você precisa garantir ao menos algumas condições básicas para manter a concentração e se dedicar aos livros, especialmente na véspera da prova.

Para quem costuma estudar em biblioteca, a dica é separar todo o material com antecedência e aproveitar o ambiente calmo para colocar em dia a matéria e se preparar com tranquilidade. Além disso, o acesso rápido a livros e a outras fontes de consulta é um diferencial que você não pode ignorar.

A maioria de nós prefere estudar em casa, não é? Estar em um ambiente confortável e conhecido nos deixa mais à vontade e é aí que mora o perigo. Resista à tentação de estudar na cama ou no sofá e escolha um lugar adequado para suas atividades acadêmicas.

Você vai precisar de:

  • uma mesa com tamanho suficiente para acomodar todo seu material;
  • Iluminação adequada (se for luz natural, melhor ainda);
  • uma cadeira firme e confortável;
  • livros, apostilas ou computador com acesso à internet;
  • caderno ou bloco com anotações das aulas.

Mantenha a seu alcance uma garrafa com água e um lanchinho saudável (como frutas ou uma barra de cereais). Evite bebidas energéticas ou café em excesso: altas doses de cafeína prejudicam a concentração e o aprendizado.

2. Bloqueie todas as distrações

Televisão, rádio, telefone tocando, pessoas entrando e saindo de casa… Nem mesmo o estudante mais dedicado conseguiria colocar os estudos em dia em um ambiente como esse. Imane só!

Não precisa ser radical, é claro, mas eliminar as fontes de distração é essencial para ser eficiente em qualquer atividade que exige foco e concentração. Por isso, desligue os aparelhos eletrônicos e explique para as pessoas que moram com você que precisa se isolar um pouco e feche a porta do quarto para conseguir se dedicar 100% ao seu objetivo.

[ROCK] [EBOOK] Tudo que você precisa saber antes de entrar na faculdade

E não se preocupe demais: seus amigos e sua família vão entender que você precisa de um tempo sozinho.

3. Deixe o celular em outro cômodo

Não, não adianta somente colocar no silencioso, virar a tela para baixo ou diminuir o volume. Um estudo feito pela Universidade do Texas descobriu que o smartphone drena a capacidade cerebral do usuário até mesmo quando está desligado. A simples proximidade do celular é capaz de prejudicar o foco, a concentração e o desempenho nos estudos.

Nós colocamos a mão no fogo por esta aposta: você vai conseguir sobreviver algumas horinhas sem checar as redes sociais ou compartilhar memes, combinado? Mas, por via das dúvidas, antes de começar, não custa nada mandar uma mensagem pra que seus amigos não fiquem preocupados com o sumiço.

4. Identifique os pontos mais importantes

Se você vai estudar na véspera da prova, já sabe que não vai conseguir cobrir todo o conteúdo até os mínimos detalhes. Ainda mais se a matéria é equivalente a um semestre inteiro. Mas você também não quer correr o risco de deixar passar alguma coisa importante, não é?

Tente se lembrar dos assuntos mais discutidos durante as aulas, dos pontos mais repetidos pelo professor ou das matérias que você considera mais difíceis. Priorize o que você considera mais relevante e deixe o restante para estudar se sobrar tempo.

5. Faça fichas de estudos

Durante os estudos, tente trocar as anotações confusas e desordenadas por fichas. Pode parecer muito trabalho no começo, mas depois que pegar o jeito, vai se tornar instintivo, especialmente quando você perceber como esse recurso pode ser útil. Além disso , escrever ajuda a memorizar, sabia?

Utilize fichas diferentes para cada assunto e enumere os pontos mais importantes de cada um deles. A intenção não é fazer um resumo do conteúdo, e sim criar lembretes para que você associe as informações da ficha com o que estudou.

6. Use resumos e resenhas

Isso não deve se tornar um costume, mas recorrer aos resumos e resenhas do conteúdo pode ser uma boa estratégia na véspera da prova. Quando não houver tempo hábil para ler a absorver todo o material, procure textos resumidos ou utilize suas próprias anotações para criar um material de estudos mais enxuto.

Aliás, diversificar suas referências (pesquisando inclusive material em outros idiomas) contribui muito para sua formação acadêmica, sabia?

7. Experimente a técnica Pomodoro

Existem vários métodos de gerenciamento do tempo que podem ser aplicados nos estudos para aumentar o foco. Um dos mais simples é a técnica Pomodoro (e você nem precisa de um timer em formato de tomate ou chef de cozinha para experimentar). A ideia por trás disso é que você consiga melhorar sua produtividade dividindo seu trabalho em blocos de 25 minutos, com intervalos de 5 minutos entre eles.

Mas essa ferramenta só funciona se você bloquear totalmente as distrações durante o tempo de estudo, viu? Concentre toda sua atenção no conteúdo que precisa revisar. Durante as pausas, feche os livros e se desligue da matéria: vá ao banheiro, caminhe um pouco, ouça uma música ou descanse.

Vale lembrar que o ciclo de 25 minutos é apenas uma sugestão. Se o conteúdo a ser estudado for muito extenso, nada impede que você aumente a duração de cada período para não correr o risco de quebrar o ritmo só não se esqueça de aumentar o intervalo proporcionalmente também, certo?

8. Use técnicas de memorização

Todo estudante conhece algum macete para decorar informações ou memorizar dados que precisam ser lembrados durante provas e exames, mas nem todos funcionam como deveriam. Que tal experimentar os mais conhecidos e descobrir o que dá certo para você? Algumas técnicas mais famosas são:

  • ler em voz alta;
  • usar recursos mnemônicos (acrônimos e rimas);
  • contar histórias ou cantar o conteúdo estudado;
  • repetir informações-chave de cada assunto;
  • criar mapas mentais para organizar os dados visualmente;
  • desenhar ou rabiscar enquanto estuda;
  • fazer associações de ideias com objetos.

9. Estude com um amigo

Essa dica é simples e eficiente, mas também é perigosa. Se você tiver afinidade e intimidade com o amigo em questão, vocês precisam de muita disciplina para não transformar um encontro de estudos na véspera da prova em uma conversa animada ou uma festinha em casa.

De toda forma, estudar com um colega de classe pode ser uma oportunidade valiosa de aprender mais, discutir sobre os assuntos mais importantes da prova e trocar ideias. Ajuda, inclusive, na dica que apresentamos acima. Experimente explicar a matéria a outra pessoa!

Porém, se você já sabe que não se dá bem estudando com outra pessoa, ou prefere o silêncio enquanto revisa seu material, pode pular essa dica e continuar com o que dá certo para você.

10. Teste seus conhecimentos

Você se dedicou, organizou seus estudos e conseguiu revisar todo o conteúdo na véspera da prova. Mas como saber se você realmente está preparado? Que tal colocar em prática tudo que aprendeu e testar seus conhecimentos? Vale tudo: refazer os exercícios das aulas, buscar questões diferentes na internet, fazer provas antigas, simulados, testes, e até mesmo criar suas próprias perguntas sobre as matérias mais relevantes.

Dessa forma, você consegue avaliar se aprendeu o suficiente e perceber quais são os pontos em que precisa melhorar. E nada melhor do que acertar tudo para dar aquele up na nossa confiança, não acha?

Colocando tudo isso em prática na véspera da prova, você está pronto para enfrentar até o exame mais difícil, daquele professor que escolhe as perguntas mais complexas para desafiar os alunos. Depois disso, você já sabe: se alimente bem, prefira refeições leves e saudáveis, se mantenha bem hidratado e vá pra cama cedo para conseguir dormir bem. Depois da prova você pode comemorar e tirar o atraso. ;)

Como se programar para estudar com antecedência?

Tudo bem, fomos parceira nesse momento emergencial e agora você tem várias dicas para se dar bem quando precisar colocar a matéria em dia na véspera da prova. Mas agora vem o puxão de orelha: não dá pra deixar tudo para a última hora sempre, combinado?

Sim, nós sabemos que não é fácil conciliar trabalho e estudo, que o conteúdo é muito extenso e que você não queria perder aquela festa incrível do último final de semana. Porém, existem alguns truques e estratégias que você precisa conhecer para não cair na armadilha de deixar a matéria acumular e não dar conta de tudo.

Por isso, passado o desespero da véspera, é hora de respirar e rever alguns hábitos para se organizar de uma vez por todas. Vamos juntos? Siga conosco!

Analise seu dia a dia

Não adianta anotar no calendário que vai estudar antes das aulas se você mal consegue se arrastar da cama quando o despertador toca. E se você costuma dormir cedo, planejar uma sessão de estudos à noite pode resultar num torcicolo bem dolorido no dia seguinte, se você simplesmente cair de sono em cima das suas anotações.

Anote todos os seus compromissos, descubra os períodos em que se sente mais produtivo e identifique as brechas que podem ser usadas para estudar. O tempo que você passa no ônibus ou o intervalo do almoço, por exemplo, são boas oportunidades de adiantar os estudos.

Determine um horário para estudar todos os dias

Não importa se você tem 30 minutos ou 4 horas: agendar um horário específico para estudar cria um compromisso que você deve levar a sério. Se tiver pouco tempo, priorize as disciplinas em que tem mais dificuldade e procure revisar o conteúdo das aulas diariamente, enquanto as informações ainda estão frescas em sua mente. Não se esqueça de alternar as matérias, para não enjoar e desistir de tudo.

Tire suas dúvidas assim que surgirem

Não existe nada pior do que sair da sala de aula com dúvidas mas não precisa interromper o professor a cada 5 minutos. Durante a aula ou quando estiver estudando em casa, faça uma anotação quando algum conceito não ficar claro para você e pergunte assim que houver uma brecha (no final da aula ou no dia do encontro com o tutor, por exemplo).

Organize suas anotações uma vez por semana

Esse é aquele tipo de esforço que vai facilitar muito seu estudo na véspera da prova. Crie o hábito de reservar um dia da semana para organizar suas anotações, passar a limpo os rascunhos e fazer resumos de todo o conteúdo. Assim, na hora de se preparar para um exame, você já tem um material pronto com tudo que precisa revisar.

Viu como criar um cronograma de estudos não é tão difícil? Com um pouco de disciplina e flexibilidade, você consegue acompanhar o ritmo das aulas e não entra em pânico quando descobre que tem prova no dia seguinte! Aproveite para gravar em sua mente a máxima: matéria dada, matéria estudada!

Como intercalar meus estudos com o descanso?

Será que organizando tudo direitinho dá tempo de trabalhar, estudar, dar conta das obrigações diárias e ainda descansar? Claro que dá!

A palavra-chave é planejamento: na hora de criar um cronograma de estudos ou colocar ordem na rotina, é importante reservar tempo para o lazer, o convívio social (que vai desde o cineminha com a galera até as festinhas de família), atividades físicas e esportivas e até alguns momentos de ócio.

Afinal, você já deve ter percebido que seus níveis de energia vão diminuindo ao longo de uma maratona de estudos, não é? Depois de algumas horas, sua capacidade de concentração já caiu bastante, e fica cada vez mais difícil memorizar e assimilar o conteúdo.

[ROCK] [EBOOK] Guia de Sobrevivência Para o Ensino Médio

Por isso, você precisa conhecer seus limites e encontrar formas de intercalar sessões de estudo com descanso adequado o que não significa, necessariamente, dormir por 10 horas seguidas. Você pode descansar, por exemplo:

  • assistindo um episódio da sua série preferida (mas só um!);
  • dando uma olhadinha rápida nas suas redes sociais;
  • fazendo uma caminhada pelo quarteirão;
  • tomando um banho relaxante;
  • fazendo exercícios de respiração e relaxamento;
  • tirando uma soneca de meia hora;
  • brincando com seu animal de estimação.

Mas nada disso substitui o sono noturno, já que é apenas enquanto dormimos que o cérebro fixa as informações do dia. Por isso, nada de passar a noite em claro na véspera da prova! Lembre-se do que já falamos: isso não existe.

Agora que você já conhece todas as dicas para estudar na véspera da prova e se dar bem, esperamos que todo esse conhecimento seja usado somente em caso de emergência, combinado? Afinal, se organizar e dividir os estudos é apenas uma questão de hábito — e fazer um pouquinho por dia facilita muito na hora de se preparar para qualquer tipo de prova. Então, arregace as mangas, mãos à obra e sucesso!

Se você gostou deste conteúdo, não deixe de compartilhá-lo nas redes sociais e marcar seus amigos! Essas informações também podem ser muito úteis para eles.

COMPARTILHE:
POSTS RELACIONADOS

    CTA do eBook Manual para mandar muito bem no ENEM

    Call to action | eBook |  Saiba que curso na área de Humanas deve ser a sua escolha de graduação

    Um cabeçalho claro e arrojado

    Nova call to action

    Um cabeçalho claro e arrojado

    Nova call to action

    Um cabeçalho claro e arrojado

    Nova call to action

    Um cabeçalho claro e arrojado

    Teste de Orientação Profissional - Foca na Carreira

    Guia-do-profissional-de-agronomia

    [E-BOOK] Como escolher uma profissão? DOWNLOAD GRÁTIS

    Nova call to action